08 setembro 2016

RuPaul's Drag Race All Stars 2 Episódio 2 por Rômulo Cordeiro

Mais uma semana de RuPaul’s Drag Race All Stars e parece que a competição esta ficando cada vez mais difícil para algumas queens.

No primeiro episódio tivemos grandes novidades, primeiro, que RuPaul não iria eliminar nenhuma queen essa temporada, elas mesmas fariam isso. Segundo que a campeã do lipsync for your legacy ganharia U$ 10.000,00 e o dever de mandar uma das três piores pra casa. O Desafio da semana passada foi um show de talentos de cada queen, que deu o titulo de melhores da semana para Roxxy Andrews e Tatianna. As três piores foram Phi Phi O’hara, Coco Montrese e Adore Delano. Numa batalha ao som de Shake Off da Taylor Swift, Roxxy Andrews levou a melhor e mandou Coco Montrese pra casa, e isso é tudo o que você precisa saber o que aconteceu até agora wm RPDR All Stars.


Após a eliminação de Coco, as queens estavam num clima tenso. Se já era difícil dizer adeus a algumas quando RuPaul decidia quem deveria ser eliminada, agora com essa responsabilidade nas mãos delas é que a coisa fica mais complicada.

Roxxy sentiu muito por ter mandado Coco pra casa, mas seria algo inevitável, já que Tatianna revelou que também estava com o batom com o nome de Coco Montrese escrito. É realmente ver uma queen tão boa quanto Coco deixar a competição tão cedo, mas, todas são queens maravilhosas nessa temporada, nivelar elas fica meio difícil.


Continuando a semana no Workroom, Ru anunciou que o desafio da semana seria o tão adorado SnatchGame. Algumas queens sentiram que esse seria uma oportunidade de refazer sua imagem, principalmente Phi Phi O’hara, que na sua temporada faz uma Lady GaGa bem ruim. Roxxy Andrews também viu a oportunidade em suas mãos. Mas nem todas estavam nesse clima de alegria e de oportunidades. Parece que Adore Delano levou bastante a sério as críticas que recebeu, principalmente as vindas de Michelle Visage.

Adore não estava bem. Em entrevista individual a queen contou que não estava se sentindo bem, que o programa era demais pra ela e não era nada do que ela imaginou que seria. Talvez, não era pra ela estar ali, não se ela estava tão ruim quanto foi apontado pelos jurados. A mesma chegou a cogitar a deixar o programa durante a passagem de RuPaul pelo Workroom. Mamma Ru conversou com Adore e a incentivou a ficar, dizendo-lhe o quão era maravilhosa do seu jeito e que se as críticas foram muito pesadas, ela poderia conversar em particular com Michelle e reverter essa situação, mas que deixar a competição, essa oportunidade que muitas querem e poucos tem. E assim foi feito, Michelle foi chamada e as duas conversaram.


Michele esclareceu que o papel dela como jurada era instigar o melhor de cada uma, elas são All Stars, tem que mostrar o melhor delas, e que toda a relação que elas tiveram fora das câmeras também foi para seu crescimento como artista, pessoa e drag, mas agora era algo diferente. Michelle também ressaltou que essa era uma oportunidade que ela não deveria deixar passar, que ela era uma queen forte e que iria deixar tudo pra trás, mas não foi bem assim que as coisas seguiram. Adore Delano, mesmo com todo suporte de RuPaul e Michelle, deixou a segunda temporada de RPDR All Stars.

O desafio da semana foi o SnatchGame, já bem conhecido e amado por nós e pelas queens. Algumas viam o snatchgame como oportunidade de refazer suas imagens depois da sua temporada, como foi o caso de Phi Phi e Roxxy, outras, já sentiam a pressão por terem sido muito boas no desafio, como Tatianna, que inclusive venceu esse desafio em sua temporada.

Bom, vamos lá a cada personagem.


Ginger Minj interpretou a cantora Tammy Faye Bakker. Ginger trouxe uma aura tranquila e divertida para a personagem. Fez piadas médias com a personalidade emotiva da cantora que não me surpreendeu, pelo menos não para dar o título de melhor da semana.


Alaska incorporou a atriz norte-americana Mae West. A personalidade forte, o rosto e cabelos impecáveis e também as piadas grosseiras deu um up em Alaska. Sabemos que Alaska é uma ótima interprete e isso a ajudou bastante. Não consegui mais ver a Alaska extravagante que conhecemos na season 5 e isso é importantíssimo nesse desafio.


Katya interpretou a cantora Bjork. O que eu achei uma ótima escolha. Katya já é excêntrica por si só então foi o casamento perfeito. A cada piada que Katya fazia, mesmo sem nexo, era divertido, a interpretação, os trejeitos, tudo era engraçado. Se não foi semelhante, foi bem próximo as atitudes da própria Bjork. Carson Kressley apontou que quem não conhecia a Bjork mesmo assim imaginaria sua personalidade vinda de uma viagem de LSD, e foi isso que Katya nos deu.


Phi Phi O’hara fez a médium Theresa Caputo. Phi Phi deu uma versão boa da médium, sempre mencionando os espíritos que estavam ao seu redor, que estavam lhe auxiliando e coisas assim. A estética estava muito boa e a proposta estava bem feita, mas acredito que a mesma piada sempre cansou. Não foi ruim, mas poderia ter sido mais explorado.


Alyssa Edwards foi de Joan Crowford. Acredito que a personalidade que Alyssa mais explorou possivelmente foi a excentricidade da atriz no final de sua vida. Alyssa nos deu piadas sobre morte, assassinatos e seus filhos tentarem lhe envergonhar em frente as câmeras. Foi uma boa interpretação, na minha opinião.


Detox interpretou Nancy Grace o que seria equivalente ao Marcelo Resende aqui. Usei como comparação a interpretação de Acid Betty na temporada passada para avilar se Detox estava bem ou não, e ao julgar, Detox parecia saber o que estava fazendo. Trouxe as clássicas piadas sobre algum caso de homicídio e ainda soube dar uma dinâmica para a bancada, interagindo com outras meninas.


Tatianna foi de Ariana Grande, o que foi uma escolha ruim. Ariana não deu tanta flexibilidade para Tatiana brincar com a personagem. A única piada boa mesmo foi a donut lambido pela cantora. Tatiana se perdeu no jogo, mesmo com Detox dando algumas piadas para elas.


Roxxy Andrews foi de Alaska. Mas isso foi decidido de última hora. Roxxy incialmente iria de Sophia Vergara, mas influenciada por Phi Phi O’hara que alegou que o sotaque latino de Roxxy não estava bom. Aliás, Phi Phi tentou fazer o mesmo com Alyssa dizendo que a sua Joan estava muito parecido com a sua drag e isso seria um risco. Phi Phi claramente está jogando e depois dessa, ainda acho que ela seja a mesma da quarta temporada que passaria por cima de todos pra alcançar a coroa.

Voltando pra Roxxy, não deu muito certo sua Alaska. Piadas muito repetitivas, alguns jargões da própria Alaska foram perdidos e tentativas de fazer piadas com as músicas da sua personagem não funcionaram. Roxxy deveria ter ficado com a Sophia.

Na passarela o tema foi Látex Eleganza onde as queens vestiram modelitos que lembram ou eram de látex.


Phi Phi apostou num maiô com acessórios de patos de borracha. Me pareceu algum look da Katy Perry na era Teenage Dream. Não estava ruim e nem bom, era algo que talvez ela usaria na sua temporada. Fiquei meio indiferente ao vê-la.


Roxxy Andrews usou um vestido tipo ampulheta na cor preto, dando bastante destaque as suas curvas. Roxxy deixou bem claro que ela estava se sentindo bem glam gótica. E eu particularmente adorei essa definição. Roxxy sabe trabalhar seu corpo.


Alyssa Edwards nos deu um vestido que me fez lembrar bastante dos anos 80. Aliás, todo o seu look nos remetia a essa época. Acho que Alyssa poderia ter nos dado alguma coisa melhor, mas não foi um look ruim.


Katya ousou no modelito e nas cores nos servindo uma espécie de atleta de nado sincronizado. O seu vestido lembrava muito um maiô e a forma que ela se movimentava na passarela parecia mesmo que estava nadando. Foi um look muito bom.


Tatianna estava bem parecida com uma dominatrix, um look bem espojado, algo que me lembrou o filme as panteras (não sei por que, mas lembrei.). Não achei o melhor look, nem cabelo de Tati, pra mim estava até muito segunda temporada pra mim acho que poderia ter muita coisa pra melhorar.


Alaska deu o seu melhor, deixando de lado seus clássicos cabelos extravagantes e roupas feitas restos de coisas e usou algo mais limpo. Um vestido preto e um cabelo Chanel simples, deram um ar supermodel para Alaska. A maquiagem de Alaska fazendo alusão a uma monocelha deu um contraste a todo aquele look certinho.


Ginger Minj entrou na passarela usando um tecido que lembrava um pouco um plástico grafite. Seu vestido era bom, mas me lembrava outros vestidos usados por ela na sétima temporada. Fiquei um pouco decepcionado, mas não foi um dos piores.


Detox sempre inovadora, entrou a passarela num macacão vermelho. O macacão valorizou muito bem suas pernas deixando Detox mais alta e um movimento bom na passarela. A Maquiagem também foi um destaque, o que foi comparado a um guaxinim, foi algo peculiar mas não foi algo que atrapalhasse Detox

Pois bem, como esperado o resultado de acordo com os jurados foi: Alaska e Katya as melhores da semana, tanto na passarela quanto no snatchgame. E Roxxy Andrews, Detox e Tatianna como as três piores.


Num Lipsync ao show de Le Freak (Freak Out) quem levou a melhor foi Alaska, eliminando assim Tatianna.


A eliminada disse que já estava ciente que seria eliminada, já que estava na berlinda com dois terços de RoLaskaTox, apesar da Alaska dizer que não levaria a amizade em consideração. Mas nem tudo estava perdido, RuPaul apareceu pra Tatianna assim como apareceu pra Coco dizendo que poderia ter sua vingança. Seria a vaga de Adore que ficou em aberto a oportunidade dessas queens eliminadas voltarem pro jogo?

Só saberemos com o passar da competição.

E esse foi o recap dessa semana. Deixem seus comentários de quem é ou são as suas favoritas ao Hall da fama das drags. Um beijo e até semana que vem!

Rômulo Cordeiro
Twitter: @Raiolaser_
Instagram/snapchat: raiolaser



Um comentário:

  1. Na minha opinião, Adore foi inteligente em sair do programa, claro que foi triste, mas se ela não tava bem eu também apoio a decisão dela em não continuar, ela é uma artista incrível que não se limita só ao drag, tenho certeza que toda a fan base vai estar apoiando ela em qualquer decisão ♥

    Sobre o restante do episódio eu realmente não gostei da eliminada, apesar de concordar que ela foi bem ruim, acho que Tatianna estava conseguindo (junto com a Roxxxy) desconstruir a imagem que passou na season dela, ao contrário de Phi Phi que não me parece estar se esforçando pra isso.

    Eu também achei justo as melhores da semana, Alyssa também estava boa também, mas mesmo não conhecendo a personagem que a Alaska interpretou eu gostei e me diverti muito e acho curioso que já vi muitos fãs brasileiros do show dizendo que a Alaska é a cotada da temporada, que o personagem dela não foi tão bom assim e ainda venceu o desafio, mas como podemos opinar nesses personagens que são ícones americanos e que nem tem tanto impacto aqui no nosso país? Muito provável que muitos por aqui nem conheciam o personagem dela (ou da Alyssa) e na minha opinião Alaska conseguiu sim vender o personagem, como a própria Ru comentou, "vender o personagem". Sobre a Björk da Katya, também foi incrível hahahah eu preciso dizer que eu DETESTO Björk (só Deus pode me julgar), mas ela interpretou tão bem que ela nem precisava abrir a boca eu eu já estava gargalhando, Katya com com certeza é a mais carismática delas, se houver Miss Congeniality nessa season ela leva de novo! kkkkk

    Enfim, foi um ótimo episódio, muitas outras queens excelentes ainda estão no jogo e eu fico até com medo do que vem pela frente x_x

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html