24 maio 2019

Power Couple Brasil | Prova dos Homens, por Sergio Silva


Texto recebido em 25/05/2019

Na prova dos homens, os maridos duelaram em uma arena de desafios para testarem força, fôlego, coragem, equilíbrio e paladar. Antes de cada rodada um sorteio define o desafiador. Logo depois a esposa escolhe o adversário dele no jogo, ou seja quem ela quer que o marido enfrente na prova.

Os desafios foram o seguinte:

Força: Segurar a esposa por mais tempo.

Fôlego: Montar a palavra com letras embaralhadas com a cabeça mergulhada em um recipiente de água.

Coragem: O cabo de guerra para soprar uma barata.

Equilíbrio: O marido usa a perna para segurar uma tábua para montar uma torre.

Paladar: Tomar rapidamente uma bebida exótica.

Maridos que cumpriram a prova: Marcelo Bimbi, Ricardo Manga, Daniel Saullo, André Coelho e Eliéser Ambrósio.

Maridos que não cumpriram a prova: Lucas Salles, André Marinho, Marcelo Braga, Maikel Castro e Alexandre Folhas.

Com isso o casal Nicole/Bimbi terminam na liderança no saldo semanal (116.000) e escolheram o casal Taty/Braga para não participarem da prova dos casais.

Paula/Folhas (22.000) e Kamilla/Eliéser (2.000) precisam um deles vencer a prova dos casais para não irem para a D.R.

Vamos aguardar a prova dos casais.


Power Couple Brasil | Prova das Mulheres, por Sergio Silva


Texto recebido em 21405/2019

A prova das mulheres da 4ª semana do Power Couple era o desafio de tabuleiro em que testaram a sintonia com os seus maridos e revelaram o que pensam sobre outros casais.

Gugu Liberato fez uma série de perguntas as esposas cuja respostas deveriam concluir a dos companheiros.

Caso contrário, as esposas levavam vantagem na disputa. Uma prova de concentração, estratégia e principalmente afinidade entre as duplas.

Nas apostas, os homens até que não foram tão ousados pelo motivo da dificuldade da prova de tabuleiro que estava sujeito a alternâncias.

Na prova, toda vez que a esposa acertava a mesma resposta do marido correspondente, escolheria um número para avançar,voltar a casa ou fazer a inversão das concorrentes.

Kamilla Salgado ainda lembrou daquela atividade na semana anterior da discussão com Eliéser com a Paula Pequeno.

Na prova, Camila Colombo cumpriu a prova, mas o Lucas Salles apostou zero, a esposa do humorista ficou incrédula achando que foi brincadeira e ter apostado modestamente, e o marido da Camila deu parabéns assim mesmo, mas ela não quis comentar.

Já o Eliéser teve a aposta mais alta (39.000) e a esposa não conseguiu cumprir e o casal estão pertinho da D.R.

Cumpriram a prova: Jackie, Camila Colombo, Nicole, Paula e Taty.

Não cumpriram a prova: Drika, Kamilla Salgado, Mariana, Juliana e Clara.



23 maio 2019

Top Chef Brasil | Maíra Knox eliminada do reality



O prato com carne de porco de Maíra não agradou aos jurados e ela é a oitava eliminada do reality.

Fonte: R7

22 maio 2019

Power Couple Brasil | Debby Lagranha e Leandro Amieiro eliminados com 37,36% dos votos


Debby Lagranha e Leandro Amieiro foram eliminados do Power Couple Brasil 4. O casal recebeu apenas 37,36% dos votos do público para continuar no reality show. Eles perderam a disputa para Taty Zatto e Marcelo Braga.

A princípio, Debby e Leandro tinham sido salvos da DR por terem recebido a maioria dos votos dos demais casais — seis no total. Porém, eles foram surpreendidos com o Poder da Árvore, que mudou completamente o jogo. 


Fonte: R7 



21 maio 2019

Power Couple Brasil | Prova dos Casais, por Sérgio Silva


Texto recebido em 21/05/2019

A prova dos casais que foram através de um rally, tinham que cumprir um circuito que um tinha que dirigir e orientar o acompanhante que estava fantasiado de urso, mas não enxergava nada.

Tinham que fazer três paradas para o acompanhante colocar a bandeira no mastro.

Destaque para o casal Nicole/Bimbi que foram os mais rápidos na prova. O Bimbi foi muito bem na direção e na orientação. A Nicole foi mais ligeira nas duas primeiras paradas, na terceira parada ela deu umas escorregadas, mas não perdeu muito tempo, no final não precisaram do guincho e terminaram a prova em primeiro com o tempo de 3m02s e o casal ficaram livres da D.R.

Já o casal Taty/Braga fizeram o tempo mais lento no rally (9m06s) em virtude da esposa do Braga que teve muitas dificuldades de andar e o carro ainda atolou e precisaram do guincho, assim como a maioria dos casais, Taty/Braga terminaram em último na prova e estão na D.R.

Clara/André entraram na prova com desvantagem de dois minutos e eles conseguiram evitar a ida na D.R. com muito esforço

Já o casal Jackie/Mikael mesmo com os dois minutos de vantagem não conseguiram fazer o melhor tempo e foram para a D.R./ o Maikel foi bem nas paradas, mas a Jackie estava dirigindo lentamente e acabaram perdendo tempo demais.

Debby/Leandro fizeram o segundo melhor tempo no rally (3m26s) mas foram a D.R. em virtude da vitória do casal Nicole/Bimbi na prova que estavam com o segundo pior saldo, Debby/Leandro entraram por aproximação no saldo semanal que ficaram em antepenúltimo, já que Jackie/Maikel não ganharam a prova e ficaram com o saldo semanal em zero e Taty/Braga ficaram em último na prova.

Paula/Folhas terminaram o saldo semanal na liderança e vão para a suíte power.

Nicole/Bimbi venceram a prova do casal e ficaram com os poderes da árvore que pode modificar ou mexer no jogo.

D.R. formada: quem vai escapar da eliminação? Jackie/Maikel x Taty/Braga x Debby/Leandro.



O Aprendiz | Xan Ravelli demitida, por Lédson Guimarães


Texto recebido em 21/05/2019

Esse, sim, foi o episódio com o gostinho dos velhos tempos de “O Aprendiz”. Confesso que resmunguei todo desmotivado quando vi na chamada que a tarefa dessa semana seria um quiz.

Nunca fui fã da proposta por: trazer a sensação de que o episódio seria muito curto (e eu queria sempre mais); parecer algo raso e sem ação; aparentar carente de critérios para a avaliação individual, pois ninguém é obrigado a estar ciente ou se lembrar o tempo todo sobre tudo a respeito de sua área de interesse e ainda precisando enfrentar a sorte e o controle emocional para ser o primeiro a apertar um botão.

Obviamente, salvo por uma escolha  errada do líder ou por omissão de socorro do mesmo ou de um integrante da equipe, Roberto Justus e seus conselheiros recorrerão, mais diretamente dessa vez, ao histórico de desempenho em todo o programa para chegarem ao candidato ideal à demissão.

Porém a tarefa brigou com a memória turva dos anos de recesso do reality e mostrou o quão empolgante pode ser a disputa de um quiz. Eu mesmo não resisti, deixei para conferir depois as performances, e tive de jogar junto com eles. A propósito, acho que fui mediano, acertei 22 questões (errando quase todas de Esporte), e gostaria de saber se vocês também tentaram responder e quantos acertos obtiveram.

Bom, vamos ao que interessa. O quiz abordava o conhecimento adquirido através de quarenta perguntas de múltipla escolha divididas em quatro temas de pesos diferentes. São eles: Tecnologia (4 pontos), Cultura (3), História (2) e Esporte (1). 

Cada resposta correta na primeira tentativa valia 10 pontos. A resposta inicial errada eliminava uma alternativa incorreta e a outra equipe ganhava a chance de acertar a resposta valendo 03 pontos. Cada integrante das equipes ficaria responsável por responder às questões de um dos quatro temas. A partir da metade do jogo o líder teria uma única oportunidade de trocar o responsável.

Gelei quando foram anunciados os líderes, pois são dois de meus favoritos e ser líder representa maior risco de demissão. PC e Erasmo assumiram a frente de suas equipes e usaram a mesma estratégia de consultar o grupo para saber quem se sentia mais confiante com determinado tema.

Muitas apostas altas, como os próprios líderes, decepcionaram pela quantidade de respostas erradas dadas no curto tempo de dois segundos para assimilar os fatos e responder. Tenho fé que isso fez muita gente lá e em casa cair em “peguinhas” como a pergunta sobre quem é o autor do Hino da Independência. Fiquei surpreso de ninguém saber o nome da Skynet, a responsável pela rebelião das máquinas na franquia - iniciada na década de 80 - O Exterminador do Futuro.

Sandra errou bastante no tema Cultura e o “PCclopédia, como fora apelidado por seus colegas antes da participação pífia no quiz, aproveitou a Troca para responder por ela e conseguiu melhorar a pontuação da equipe na categoria. Gabi também errou muito, porém não sinalizou que precisava ser substituída e o líder Erasmo também desperdiçou a vantagem da Troca.

O resultado da competição foi de 376 pontos de uma equipe contra 220 da outra. Onde estava o Gaspa mesmo? A) na equipe que curtiu a recompensa; B) na equipe vencedora; C) na equipe Hashtag; D) em todas as alternativas. Óbvio. Certa resposta!

E a equipe Share participou da Sala de Reunião mais difícil até aqui. Os quatro membros restantes estavam muito abalados, mas precisaram ser sinceros, deixando de lado os laços afetivos em prol do profissional, para apontar, segundo o histórico de colaboração, qual colega teria menos a contribuir para o coletivo nas próximas tarefas. Xan Ravelli foi a mais votada. 

A paulista foi correta na sua defesa em pontuar os próprios feitos que beneficiaram sua equipe e, também, em apontar as falhas de Erasmo até ali. Ele, inclusive, salvou Nathan (que sempre pareceu o menos participativo entre eles) da segunda parte da reunião, que ficou mais tensa quando o modelo revelou ao apresentador uma confissão de Gabi, na qual ela e Xan estariam mancomunadas em proteger uma à outra. 

A saia justa não pegou bem, Roberto Justus condenou a prática recorrente no programa, entendeu a exposição feita por Erasmo, como um concorrente que se vê em desvantagem, porém aliviou mais uma vez a barra para a ruiva e optou por demitir Xan em detrimento de sua jornada e exclusão na preferência do próprio grupo. 

Gosto muito da atuação de Gabi, mas realmente parece haver certo protecionismo para mantê-la no programa e o fato tem esquentado as redes com duras críticas ao empresário. 

Enfim, entre os muitos conhecimentos transmitidos pelo Aprendiz, o décimo episódio nos apresentou uma expressão comercial inglesa muito útil para nomearmos aqueles duros momentos em que precisamos ser sinceros e apontar algo negativo na conduta de alguém de grande estima: fearless feedback (feedback sem medo). Me senti como a Paula e a Hariany, no BBB19, ávidas para utilizar novos termos aprendidos. Haha.



20 maio 2019

MasterChef | Renan Corrêa é eliminado, por Lédson Guimarães


Texto recebido em 20/05/2019

O caubói do Centro-Oeste Renan Corrêa caiu do cavalo na cozinha do MasterChef, segundo ele, derrubado por uma gripe. A aposta de alívio cômico da edição teve uma trajetória beirando o mediano, sempre às portas da eliminação (entregando pratos ruins, prato sujo, repertório repetitivo) e salvo por provas em equipe.

Esta década que também está prestes a nos dar ‘adeus’ revolucionou a maneira como interagimos com o mundo, o meio virtual influenciou o social e vice-versa. A inclusão de câmeras nos aparelhos móveis foi o gatilho dessa revolução que chegou para ficar. As selfies dominaram as redes e quase toda atividade humana é digna de um post, entre eles o clique da próxima refeição (nem que isso deixe esfriar o alimento e as reclamações recaiam injustamente sobre os donos do restaurante em questão, como lembrou Paola Carosella).

Pensando nisso, a primeira prova do nono episódio do MasterChef buscava revelar a melhor imagem de um empratamento com o auxílio de um celular novo da Samsung. Primeira e individualmente, os cozinheiros enfrentaram o desafio de compor uma comida bem feita e bem apresentada em um recipiente nada convencional. Quem distribuiria os recipientes? Apenas a persona non grata na cozinha e nas redes sociais. Ela mesma, Juliana Nicoli.

Juliana fez o melhor prato da última Prova de Eliminação e ganhou a vantagem de distribuir para os seus colegas objetos como uma telha colonial, pedras, bambu, tronco, folha de bananeira, latas de sardinha, azulejo e uma tela de pintura em branco. A administradora hospitalar foi generosa com todos aqueles que não representam ameaça e deu trabalho para a turma do ‘malmequer’. Justo. Aposto que a recíproca ocorreria. Helton, o arquirrival da moça recebeu as “latas” de sardinha (um revide pela lata de leite condensado que deu a ela na prova da Caixa Misteriosa) e o grande amigo dele, Eduardo Richard, os tocos de bambu.

Não posso deixar de mencionar Haila. Estabanada fora de provas em equipes, levou carão de Paola quando, no ato de receber seu recipiente e questionada por Ana Paula se gostou da escolha, disse estar sempre feliz e tomou uma bronca da chef no fim da prova. Carosella pediu que Haila deixe de se comportar como uma garota de 14 anos para que assuma quem realmente é e possa crescer como cozinheira. Nós agradecemos!

Os destaques (bem) negativos da prova foram André, Renan e Eduardo Richard – Helton defendeu o amigo argumentando que Juliana tentou desestabilizá-los pois são “os melhores cozinheiros”. Ora, se os são estariam entre os destaques positivos, a prova exigia maior criatividade visual antes do paladar. Eduardo insistiu e errou três vezes a mão na maionese que sempre fez em casa e entregou apenas batata-frita com aspargos dentro dos bambus. Paola nem degustou por já conhecer o sabor dos aspargos. Eu também conheço e não desperdiçaria a oportunidade. Nem as batatas!

Renan (empratou no telhado colonial) e André (folha de bananeira) tiveram críticas semelhantes. Não valorizaram o recipiente, fizeram preparo ruins e não fugiram de seus repertórios no programa. Faltou a eles, literalmente, “conversar “ com o objeto. Isso mesmo! Lorena conversou com o tronco recebido e entendeu como poderia servi-lo aos jurados. Não deu outra, venceu como destaque positivo, concorrendo com Rodrigo com Ecatharine (até que enfim).

Ainda havia um critério de vitória, melhor foto. E Ecatharine surpreendeu visualmente os jurados com o empratamento mais difícil na tela de pintura. Como vantagem ela concedeu a Weverton mais cinco minutos de preparo na Prova da Eliminação. 

Um leilão, sempre muito bem conduzido por Ana Paula Padrão, abriu a última prova do dia. Os nove cozinheiros desta etapa interpretaram clássicos da gastronomia mundial. Falei da moqueca semana passada e eis que ela surge como primeiro lote. Um dia da caça, outro do caçador, Helton agora via Juliana no mezanino e precisou mostrar novamente seus talentos, foi à luta e arrematou a moqueca. André arregou de medo enquanto Haila dava lances desesperados por todos os pratos.  Fernando arriscou tudo tendo apenas 27 minutos para fazer um bacalhau e Renan levou o último lote (charutos de folha de uva) com a penalidade de preparar a receita em 45 minutos. 

Fernando deu o melhor de si e fez o melhor prato da prova, teve elogios dos três chefs. Renan, Haila e Weverton erraram feio em suas receitas e foram os piores. O prato sem sabor do caubói goiano, que não pode sentir o sabor por conta de um resfriado, superou o prato salgado de Haila em pontos negativos e causou sua eliminação. E pelo visto nem sinal de repescagem. 

Fora Haila, a competição parece ter alcançado um patamar melhor desde o episódio anterior, os cozinheiros têm apresentado melhora nas apresentações e técnicas, lidando melhor inclusive com as releituras de clássicos. Os principais erros recorrentes estão nos temperos e tamanho de cortes inadequado para o prato. 



19 maio 2019

Casais ou Duplas no Power Couple Brasil?,... Eis a questão!, por Rogério Luís Trevisan


Texto recebido em 19/05/2019

Tentando acompanhar o PCB 4, mais assiduamente do que suas edições anteriores, estou percebendo o que talvez seja a maior dificuldade do público, na hora da decisão para salvar seu casal favorito da DR.

A exemplo de Kamila Salgado, que dias desses chamou a DR de "paredão", e com isso tanto lá quanto cá é impossível literalmente separar o BBB, de qualquer outro reality e com o PCB, não seria diferente!

Digo isso, não só pelas confusões entre as semelhanças entre os realities em questão, onde sempre selecionam ex-BBBs para outros realities, e estes saem do BBB mas o BBB não sai deles!

Ao dizer isso, Kamila nos assegura o qto a fórmula do BBB fica latente na mente de seus ex participantes e assim acontece com o público!

A grande maioria do público o qual me encaixo, vejo grande dificuldade de torcer 100% para um casal. Estamos acostumados a favoritar e a torcer para um CAMPEÃO  ou CAMPEÃ!

Creio que na hora da decisão para salvar um casal, queremos mais é eliminar aquele que seja nosso preterido em vez de salvar um casal preferido, assim como nos paredões do BBB.

Muitas das vezes gostamos ou torcemos apenas para um integrante do casal e somos obrigados a salvar o CASAL. Ou então conhecemos apenas um integrante e seu cônjuge nunca vimos mais gordo ou mais feio!

Vou citar o exemplo da Debby e seu marido:

A Debby trabalhou na turma do Didi,...ok, já sabemos disso! mas e seu marido? um lerdo que caiu de paraquedas por causa de sua esposa que nem tanto destaque entre as celebridades tem tanto assim tbém!,...logo fui obrigado a deduzir!

Se ela é a DEBBY,...seu marido é o LÓIDE?...se encararmos assim, ok então, temos um casal de fama!

Aí entra a questão dos casais formados dentro do BBB:

Mariana x Daniel,...na maioria, ela tem vantagem pela sua torcida do que pela de seu marido que é a minoria devido a caquinha que ele aprontou com a amada ainda dentro do BBB 6,...como casal, após 13 anos, Daniel pode remostrar seu caráter ao público e parece que vem sendo até bem aceito! ( Eu mesmo aprecio o casal)

Kamila x Eliéser,... Esses vem com torcida grande pelo casal, devido ao romance que começaram dentro do reality e ainda resistem ao matrimônio, suas torcidas se uniram ainda que individualmente foram reprovados em seus realities anteriores!

Nicole x Marcelo,...Por enquanto parece se manterem com a maior torcida, pelo grande carisma de Nicole (embora eu particularmente, me incomoda seu jeito obsessivo de perseguição), porém seu marido não tem tanto carisma assim, ficou bem conhecido na Fazenda 7 ou 8 se não me engano, me corrijam se estiver errado,...entretanto não participaram das mesmas edições, mas o romance começou com a visita de Nicole na edição em que o Marcelo participou, durante essa visita, Bimbi já jogava cantadas e beijava o chão onde pisava sua futura esposa!

E ainda quero lembrar aqui  o casal Franciele x Diego, participantes do PCB 3, que surgiram num romance dentro do BBB 14,...um dos casais mais fortes da edição passada que lamentavelmente acabou expulso por algumas discórdias de Diego que já mostrava desde o BBB que não levava desaforo pra casa!

Citados alguns exemplos e para não me estender demais, outros ex-BBBs, entraram no PCB, com grande torcida e fama levando seu cônjuge a tira colo como no caso da Munik (BBB 16) x Anderson, e nesse caso já ocorre o problema de decisão do público que citei no início do texto!

Na maioria dos demais casais, ocorre que as vezes gostamos e conhecemos um mas nunca vimos o outro, como já disse acima e aí fica a dúvida entre torcer pra um casal ou pra um integrante?

Eu por exemplo, apesar de estar totalmente neutro e sem favoritos, gosto de alguns e desgosto de outros que não são necessariamente casais!...Agora existem alguns que estou pegando ranço, além de nunca ter visto mais feia, que é a tal de Jaque!...De qual pântano surgiu essa criatura?...grossa e indelicada com o cocô do marido narcisista, talvez por isso se mereçam!

Duplas ou casais propriamente ditos, o fato é que na minha visão essa dinâmica não funciona muito bem, e aqui novamente entra uma experiência já realizada no BBB 18, onde pai e filha jogavam juntos como se fossem UM,  assim como os casais do PCB, a tal família Lima,... (particularmente,  não suportava a filha porca fedorenta e muito menos o Nosferatus do pai), mas reza a lenda que a água de salsicha da filha foi prejudicada pelo tarado vampiro do pai e conseguiram por conta disso a segunda maior rejeição numa final de reality com apenas 3% dos votos, perdendo apenas para Caíque Aguiar na final da Fazenda 10 com apenas 1,83% de votos (se não me engano).

Muitos dos casais podem ser prejudicados no PCB pelo embuste e o anonimato de seu cônjuge, como aconteceu com Munik, na edição passada! e assim como aconteceu com a dupla de pai e filha da família LAMA!...(Que fique claro que eu tbém nunca torci pela Munik e muito menos seu marido que mais parecia ser o pai dela)

Com essa análise, chego a conclusão da maior dificuldade em salvar um casal do PCB,... embora o programa vem crescendo em audiência, existe esse nódulo atrapalhante por assim dizer, mas que talvez deva um sucesso crescente pelas dinâmicas provas e extremamente superiores em elaboração e criatividade do que em relação ao BBB,... com algumas ainda que bizarras como foi essa dos homens decorarem a casa, chega a ser irreconhecível diante de outras bem mais criativas e em compensação ao que foi por exemplo essa de ontem das mulheres caindo larvas sobre a cabeça! ( E diga-se de passagem, passei mal de rir da Drica, onde já terminada a prova e na sala de espera, suas amigas de confinamento avistam larvas ainda grudadas em seus cabelos e ao avisá-la das nojentinhas larvas que agora habitam em novo ninho,...quase é preciso chamar o SAMU, para socorrer a Drica totalmente em pânico) tomara que a edição passe na RecordTV.

Torcer para uma dupla ou casal ou apenas um integrante a favor para vencer o reality vai de contra partida mas não impossível ou proibido  a torcer contra aos mesmos, como no meu caso, que não chego a favoritar ninguém mas existem casais e integrantes que torço sim para pegar o rumo de casa urgente, e que já começam a ficar insuportáveis, como no caso de Jake x Mikel,... Kamila x Eliéser e surpreendentemente Paula vem me decepcionando um pouco tbém!

De restante, ainda há muito o que mostrar, onde ainda alguns decepcionarão e outros surpreenderão positivamente, tomara que um casal lacre em 100% de satisfação ao público! embora eu ache muito difícil.

Na verdade, o grande desafio do PCB, é a sintonia entre o casal e depende muito mais deles do que do público, pelo menos até que chegue na final, talvez esse seja o segredo do reality que diferencie do formato BBB, mas que,... não resta dúvidas que a maioria do público prefira eliminar do que salvar e que seja um julgamento por um jogo individual em vez de casal ou duplas, não há dúvidas, logicamente há gosto pra todos os formatos e como sempre digo, se todos gostassem de preto e branco, o mundo não seria colorido, né mesmo?

Gde Abraço a todos!




16 maio 2019

Top Chef Brasil | Antonio Filho (Tony) eliminado do reality

Antonio Filho, o Tony, teve o pior desempenho na Batalha de Restaurantes e é o sétimo eliminado do reality.

Fonte: R7

15 maio 2019

Power Couple Brasil | Marcelo Tchakabum e Elaine Costa eliminados com 35,53% dos votos



Marcelo Tchakabum e Elaine Costa foram eliminados do Power Couple Brasil. O casal recebeu apenas 35,53% dos votos do público para seguir no reality show e deu adeus ao jogo.

Tchaka e Elaine disputaram a permanência no programa contra Marcelo Bimbi e Nicole Bahls, depois que André Marinho e Drika Marinho foram salvos da DR pelos demais casais.


Fonte: R7