26 dezembro 2014

Aninha Albuquerque: Cozinha sob Pressão
Ho-ho-ho!! Comidinhas de Natal, comidas no serviço!





Yay!!! Natal, galera!! Já vou desejando um ótimo, bem recheado e muito feliz pra todo mundo! :)
E no Cozinha sob Pressão, a pressão não diminui nem nas festas de fim de ano, né? Nem podia, alí é pega pra capar e quem dormir no ponto tá fora. Quase reta final, gente! Agora os fófis vão ter que provar que merecem os prêmios, mostrar serviço vai ser pouco...

O programa do Sábado, 20 de Dezembro, começou com o desafio de cozinhar coisinhas típicas de ceia de Natal: a singela, peituda e vitaminada ave natalina e o doce tender. Tudo pra entrar no clima da data!
No esquema de sorteio, os participantes ficaram, cada um, com uma caixa que continha ingredientes diferentes para sua ceia, que teria que ser preparada em 2 horas e meia. O Chef Carlos Bertolazzi alertou sobre ser importante prestar atenção nas instruções das embalagens...
Os competidores seguiram preparando sua ceia, aparentemente tranquilos, cada um com suas idéias. Quer dizer, até certo ponto, né? Carol tinha sua ave no forno a torrar por fora, ia acabar crua por dentro, e foi alertada por Bia, que também estava tretando com o forno... Uma coisa era decisão geral: arriscar, ousar.

Acabado o tempo, todos já tinham seus pratos montados. Bertz avisa que a expectativa dele para os pratos estaria acima do normal... Ui!
O primeiro que o Chef chama para avaliação é Arthur. Seus pratos eram Ravioloni com gorgonzola, avelã e abacaxi, com tender grelhado ao molho de whisky e caramelo de refrigerante, baunilha e cointreau. Ele também fez coxa e sobrecoxa da ave natalina, purê de gorgonzola,  mini ratatouille e abaxi grelhado. Bertz disse que preferia que Arthur tivesse esquecido do abacaxi, que sobrou no prato, mas que estava muito bom. Marcelo foi o próximo a ser julgado. Seus pratos eram Purê de abóbora, acompanhando a coxa da ave, couve de bruxelas e cebola caramelada. Bertz já diz que a couve está crua. Ops! O segundo prato era Charutinho de cuscuz marroquino com nozes pecã, e molho de mostarda com mel. O Chef comenta que acha que Marcelo ainda precisa ousar mais na utilização dos ingredientes. Carol é a próxima. Ela preparou um Purê de batata doce com tender, farofa de milho, com batata crocante, gema de ovo e um "bacon de tender" por cima. Ela nem chega a descrever seu segundo prato, em que ela não utilizou coxa e sobrecoxa da ave, querendo inovar e arriscar mais, sair do convencional (nesse ponto Bertz pergunta à fófi se ela está chamando Arthur de convencional, com um sorrisinho de canto de lábio bem típico do Chef... hehehe). Daniele leva seu prato para avaliação: Ravioli com recheio de tender e mostarda, molho de couve flor roxa e amendoim por cima para dar corcância. A crítica de Bertz é novamente com relação ao sal, que faltou. O segundo prato foi Coxa da ave natalina com purê de mandioquinha, salada de endívia e maçã verde caramelizada com cebola. Eita peste! Faltou o que? Sal! Vez de Bia levar sua entrada de Tender com tomate verde frito e manga, preparado como uma salada. Bertolazzi curtiu a forma boa e criativa de utilização do tender. O segundo prato da bonitinha foi Peito da ave com purê de mandioca, repolho roxo e touille de provolone.

No geral, o Chef Carlos Bertolazzi gostou das maneiras criativas que os cozinheiros usaram os ingredientes, e escolheu o prato de Ravioloni de Arthur como vencedor do desafio. O nosso carequinha ligeirinho ficou surpreso com a vitória, mas achou que mereceu ganhar! Ele recebeu um envelope de dinheiro para fazer comprinhas no shopping! Só que o espírito natalino estava nos arredores do Cozinha sob Pressão, e aí os outros cozinheiros também tiveram direito a um envelope cada para acompanhar Arthur nas compras, que é claro, ganhou mais dinheirinho por ser o vencedor, e foi devidamente alertado para não se esquecer do Chef! Ho-ho-ho! Feliiiiiz Nataaaal! Aaaaai gente... tem que sucumbir ao Bom Velhinho Noel, seu trenó e suas renas, né? Bóra lá!!


"Now, Dasher! now, Dancer! now, Prancer and Vixen!

On, Comet! on Cupid! on, Donder and Blitzen!"


E não nos esqueçamos de Rudolph e seu nariz vemelho! 



Lá se foram os fófis felizes da vida para um shopping, com cãimbra no maxilar de tanto sorrir! Gurias pra um lado, bonitinhos pro outro, e dá-lhe gastança! Carol teve a idéia de fazer um amigo secreto, e taca-lhe comprar mais! EEEE! Bacana, curtí! Só pra constar vá: Arthur tirou Marcelo, e deu a ele um cepo com facas, bem legal o presente! Marcelo presenteou Bia com utensílios de cozinha, que a fófi pareceu ter adorado! Bia tirou o carequinha ruivo e comprou bonequinhos dos personagens dos Simpsons para ele, que adorou o presente, já que é colecionador. Daniele tirou Carol, e deu uma blusa para a carioca, que gamou! Carol presenteou Dani com um kit de jardinagem, porque sabia que a moça gosta de cultivar suas ervinhas em casa, e foi uma felicidade só... Ah, o Natal!

OK! Voltando ao chão, à pressão, à cozinha e à comida! :) Acabou a festa, tá na hora de ir pra lida! No lounge, os bonitinhos recebem os cardápios, e ficou claro que a coisa ia ser bem braba no serviço daquela noite... Juntando-se ao Chef Bertz, os cozinheiros ouvem que um pequeno detalhe pode fazer a diferença agora que restam apenas 5 competidores.
Decisão de quem faz o que: Arthur fica com as entradas, Dani fica encarregada do risoto, Carol fica com a lasanha de cordeiro, Marcelo fica com o bacalhau, e Bia com a ave natalina. Arthur pega a sobremesa de lambuja, já que provavelmente já estaria liberado àquela altura do serviço.

Começa o serviço, e chegam os pedidos. Arthur já está em palpos de aranha, se virando em três para dar conta das entradas sozinho. Um tanto atrapalhado, ele é ajudado por Carol. Acho assim: Bertz deve confiar muito no taco do carequinha, porque a missão alí não era fácil, não. Ou então a intenção foi testar o rapaz, e ver se ele realmente era capaz de se virar bem sob bastante pressão...
A coisa estava braba, creme esfriando antes de servir, pratos em número errado, quantidade maior do que o necessário nos pratos... Até que o padrão rolou direitinho e foi! Ufa, hein Arthur?

Dani estava atrapalhada com o risoto, errando o ponto por causa do tamanho da panela. Aí, lógico, comidinha básica do Bertz! Daí faltou sal... Ops! De novo... e de novo quase rola troca de sal por açúcar! Berros do Chef, e a coisa rola, finalmente! Outro ufa, né Dani!? Hahahaha! TENSO!!
Uma lasanha voltou, e Carol teve que se virar, porque o forno ficava sendo aberto a todo momento... A fófi levou chamada do Chef, e aí não teve como a guria não dar uma emp&#ecida, né? E mais lasanha voltando, e mais comida do Bertz! Treta, confusão, e aí rola! Go Carol!

Marcelo marcou uma touca federal! Com um bocado de coisas pra sair antes, ele já estava com seu bacalhau no fogo, e também levou comida do Chef, que chamou-lhe a atenção para o detalhe de que o bacalhau estaria seco na hora de empratar. Bertz já havia explicado como o bacalhau seria servido e deu toques sobre as batatas. Marcelo estava perdidinho! Errou na montagem do prato, colocando os elementos em uma ordem diferente da que o Chef instruiu... Ai ai... Volta tudo e refaz! Rápido! Atrasa a saída de outros pratos da mesa. Não havia jeito do moço acertar... O bacalhau chegava seco, cozido demais, ou cru! E dá-lhe desperdício, como é apontado sarcasticamente por Bertz: "tá barato o quilo do bacalhau, né, pra gente deixar ele assim!" Dá-lhe bronca, porque, fala sério... Tem que prestar atenção, fófi, não é mais o momento de ficar marcando. O risco é só o de ir pra casa... Só esse!
Bom, com dois pratos que a mesma cliente mandou de volta, ela mudou de idéia e já nem queria mais o bendito bacalhau. Chato, no mínimo, né? Isso não pode acontecer num bom restaurante, gente. Como se não bastasse, volta outro bacalhau... Cru... E Bertolazzi pergunta a Marcelo se deve rezar antes de mandar o próximo prato! Vai vendo! Como o Chef Bertz tinha dito, até pequenos detalhes seriam vitais: claro que depois e errar tanto, qualquer mínima mancada seria um elefante na frente do Chef. Marcelo manda um prato marcado com uma digital do polegar "pequeninho" do fófi na borda do prato. Mais um detalhe pra que Carlos Bertolazzi reclamasse com o cozinheiro.
Chega um certo momento em que o ritmo entra nos eixos, Marcelo recebe ajuda e as coisas fluem melhor, e parte-se pra sobremesa de Arthur. Carol dá uma força pro moço, e as coisas caminham menos turbulentamente para o final do serviço. 
Bertolazzi diz aos cozinheiros, no término do serviço, que não faria a ceia dele naquele restaurante!

Decisão dos nomes para eliminação, e Arthur e Bia foram deixados de fora dos cogitados. No final das contas, iria pro fogo quem errou mais. Todos levaram lá suas broncas, mas o detalhe estaria no tanto de erros (e a quantidade de berros e comidas do Bertz, acho eu). Marcelo, na gravação dos bastidores, já se dizia cansado de ficar no programa. 
Os dois escolhidos foram Marcelo e Daniele, porque foram os que tiveram mais erros.
Bertolazzi dá a resenha para Daniele sobre qual o sentido de "mantecar" um risoto, o uso da panela de tamanho certo, e ainda fala sobre o problema que a moça mostra sempre ter com o sal. Para Marcelo, ele diz que achou que ele faria seu melhor serviço naquela noite, o que não aconteceu por causa dos bacalhaus que saíram errados, e o fófi se perder, logo após os primeiros serem elogiados por uma mesa de exigentes clientes portugueses.
O Chef Bertolazzi pergunta quando é que eles irão mostrar que sabem mais, que podem mais, porque está acabando. Marcelo diz que se cozinheiro não mostrou serviço bom até aquele ponto, ele achava que não adiantava mais. Diz ainda que acha que nem ele nem Dani mostraram...
Bertz diz que é uma decisão difícil, e será baseada no detalhe como havia comentado antes. 
Daniele voltou pra perto dos competidores, e acabou pro Marcelo...

É povo... agora é a hora do "ou dá ou desce!" Hahahaha! Se fófi bobear, dança bonito!
Semana que vem tem mais, gente! Nos vemos por aqui!
Feliz Natal pra todo mundo, muitos beijinhos, e até já! :)

- Aninha Albuquerque


2 comentários:

  1. Aninha com a saida da Dani qm vc acha q vai ganhar? Aposto na Bia!!

    ResponderExcluir
  2. Oi! Então, pode ser a Bia sim hein? Mas pelo "conjunto da obra" acho que o Arthur tem muitas chances... bóra ver né? Bjos!

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html