04 março 2016

Frank Killer | "BBB 16": Indução I


Indução I

Não tento mostrar as preferências de ninguém ou provocar. Se alguém expressa preferências no bojo de uma argumentação válida, é acidental a exposição das preferências e não é meu intuito delatar ou ressaltar essas preferências.

Às vezes objeciono o emprego de certos termos indevidos na argumentação de alguns! Só que de uma forma educada e com lógica. Na verdade não há desdouro nenhum para alguém, ao utilizar qualquer expressão à sua escolha, se a consideram adequada, mas se o contexto no comentário não a admite em minha opinião, objeciono, porque implica em indução. Só isso.

Ás vezes alguém fala que não prefere ou não rejeita x ou y e, no fim confessa de que modo torce, por exemplo: torce seguindo o perfil de "os competidores que fogem do padrão "branco-sarado-heterossexual-vinte-e-poucos-anos-morador-do-Sudeste-impulsivo-defensivo" e para quem se enquadraria ou não nele de certa forma (ex.: Geralda, Maria Cláudia e Ronan). Isso reforça então a minha opinião de que estava sendo tendencioso, ou não?

São tentativas de disfarçar com textos "inteligentes" e geralmente se dão mal no que me concerne, porque se contradizem no mesmo parágrafo. Geralda é do sudeste, Cacau é branca e Ronan tem vinte e poucos anos.

Não existe maneira de ser imparcial com sofismas. O poder da palavra não suplanta as verdades! Não há maneiras de dizer verdades falando mentiras ou o inverso. Ok. Quando se diz "passam" não significa torcida, mas é indução. E é pior, porque é disfarçada. Na verdade poderia ser uma torcida contra outros sem apontar fatos e nomes.

Outros nem isso tentam fazer e se limitam a xingar, detratar e depreciar sem nenhum subterfúgio a quem comenta um RS, mas ao mesmo tempo escondem para quem torciam ou torcem e que foram eliminadas ou serão e que para cujas pisadas de bola, foram apontadas e para as quais não têm argumentos para contrapôr.

Para ser contra alguém você tem que ter argumentos e nomear esse alguém, caso contrário cai no vazio. Para ser a favor basta ter simpatia, mas seria ótimo ter argumentos também. Não é difícil perceber se uma pessoa tem bom coração, nobreza, honestidade, lealdade, etc, porque são qualidades difíceis de fingir. O errado é ignorar que sabe isso e tentar induzir outros com defeitos comuns a todos ou quase todos como se a ausência dessas qualidades em outros não tivesse importância.  

Você não tem que julgar só defeitos. Tem que julgar boas qualidades também. Tudo bem! Torcer por simpatia e antipatia não é pecado e não há nenhum mal em assim torcer ou nenhuma lei contra, mas não é o meu caso e não deveria ser o de ninguém. Também não há necessidade de empregar a dialética, retórica ou sofismas para defender esse modo de julgar ou atacar o modo de julgar de outros.

As pessoas (algumas) não rejeitam e nem enxergam, por exemplo, a pieguice forçada da Cacau, seus ciúmes e ceninhas infantiloides. Pior ainda, não percebem que são falsos e são representação. O joguinho desse casal Cacau-Matheus é sorrateiro e quase ninguém está percebendo ou está propositalmente ignorando, fingindo que não vê.

O próprio ex da Cacau, de um relacionamento de um ano, declarou em entrevista que ela não é assim. Portanto está fazendo tipo. Ok. Pode ser mentira dele por causa de dor-de-cotovelo, mas não restam dúvidas que estaria abalizado para opinar e, contudo, o que ele disse já batia com as minhas impressões. Portanto, tomo como fato.

Geralda é uma senhora simpática e teimosa, porém muito esperta (ela própria diz que "não é boba não, uai"), que procura manter uma boa imagem acima de qualquer suspeita, mas quando está "tocada" revela seu lado maquiavélico e vingativo. Tenta não se comprometer para fugir de paredões, como o casal, e está demorando demais a dizer a que veio.

Ou melhor, veio para ganhar o dinheiro, mas esconde sua personalidade real por trás do tabagismo e da cerveja e tenta mostrar uma vovozinha amorosa e terna, a qual não é nada disso. Pelo contrário, já está aflorando uma pessoa ranzinza e mesquinha em sua personalidade. A tensão psicológica irá mostrar quem ela é. No caso dela, basta cortar seu cigarro e sua cerveja que ela se "entrega". LOL.

Ronan fala pouco para não dizer abobrinhas e também para não ser acusado de jogador contumaz. É o que mais esconde a personalidade. Os únicos que não estão escondendo as respectivas personalidades são, sem sombra de dúvidas, as atuais preferidas do público (Ana Paula e Munik) e se tiverem algo ainda escondido, é muito pouco.

Todos os demais têm máscaras ainda por caírem e não vai demorar muito mais, a partir de agora. A produção já viu que não adianta pressionar psicologicamente somente a Ana Paula, porque ela irá lutar contra a produção, apesar de ser proibido por eles. Ela não se importa de ser eliminada pela produção e, para ela será a maior vitória de todos os tempos.

Se isso ocorrer, gostaria de entrevistá-la, mesmo em segredo, porque eu conseguiria arrancar dela algumas coisinhas que quero saber da produção.
 
Há uma outra coisa: se analisarmos os padrões para os quais alguns preferem não torcer, suas preferências soam discutíveis, e chega-se à conclusão, por exemplo, que essas pessoas são homofílicas, racistas, bairristas, não gostam de jovens ou idosos ou de casais ou não gostam de contestadores. Não adianta juntar tudo como se fosse um único padrão de perfil de RS, porque isso é apenas um disfarce retórico, como se existisse apenas outro padrão alternativo de perfil.

De fato, perfis nada revelam definitivamente do caráter de uma pessoa em RS.


Moleskine

Na configuração em que está dividida a casa, literalmente será o público quem irá decidir qual será o grupo que ficará em vantagem numérica.

Os vetos da Prova do Líder nada significarão se o Anjo ficar no "Grupo Suicida" e irão dois herdeiros do ex grupo da Macholândia contra um. Em caso contrário irão às feras dois do "Grupo Suicida" também contra um, já que o imunizado indica um direto para o Paredão.

Se a imunização for estratégica, ocorre o inverso. Há uma remota chance de Adélia ou Matheus ou Cacau imunizarem alguém do grupo da Ana Paula nesse caso, em caso de um ganhar dentre eles a Prova do Anjo.

"Jubern 2 de março de 2016 02:49"

A questão é que em suas preferências, não torce por certos perfis de Realities, quais sejam os perfis que rejeita e citou, e os (perfis) que não rejeita são para justificar mais ou menos seus preferidos por simpatia e comportamentos, não importando que sejam comportamentos fingidos ou que você não consegue ver ou que os considera sem importância.

Os juízes de valores pessoais nada têm a ver com títulos, diplomas, classe social, o CPF, a filiação, atividade profissional ou artística ou de perfis de pessoas para qualquer fim, porque são afetos à pessoa em si e à sua personalidade, temperamento, comportamento e caráter enquanto pessoas. Por exemplo, o fato de ser de família de políticos ou de qualquer raça nada revela sobre valores e atributos de uma pessoa.

Uma pessoa não é ruim por ser lixeiro, coveiro, boêmio, desocupado, gay, etc, e um professor catedrático ou um magistrado não são pessoas boas porque são professores ou magistrados. O mesmo acontece com um palhaço de circo, um cantor ou até mesmo com um padre ou um pastor ou pregador e teólogo. Vice-versa!  

Mas paradoxalmente, parece que vê fingimentos em quem a respeito dos quais não simpatiza, mesmo que seja dúbio. Ou seja, aparentemente rejeita por antipatias e prefere por simpatias. Isso me dá o ensejo de discorrer mais sobre esse assunto e não dizem respeito a você ou se direcionam a você especificamente.

Não são as simpatias e antipatias que determinam os juízos da razão, ou não deveriam ser. Deveria ser a razão quem determina nossas empatias! O controle emocional substitui a "inteligência emocional" do modo como este conceito é compreendido pelo vulgo.

Aliás "inteligência emocional" é uma expressão consagrada nos meios acadêmicos, mas expressa incorretamente o que venho falando aqui em linguagem mais acessível, porque trata-se de uma coisa subordinada à razão e à compreensão das emoções e sentimentos, e porque também a emoção é burra e cega (amor caecus) e não são somente a emoção ou sentimentos de amor e amizade.

Quaisquer sentimentos são cegos e precisam ser analisados e temperados pela razão ao lidar com eles. Você pode gostar de qualquer pessoa independentemente de seus predicados ou defeitos, mas pela lógica não deveria. "A coruja acha seus filhotes bonitinhos" e a mamãe e o papai "corujas" humanos também!

"Inteligência emocional é um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles". (Link).

"Maria Quarteroli 2 de março de 2016 11:58
...Obrigada frank sou sua admiradora, Obrigada luiz,muita paz para todos..."


Por nada, Maria. Fique com a gente! Paz e saúde para você também.

"Acioli 2 de março de 2016 15:46"


Existe gente totalmente má, Acioli, e você não sabe de onde elas possam surgir. Por exemplo: Vlad III, Príncipe da Valáquia, na Romênia, morto em Bucareste em 14 de dezembro de 1476, conhecido como Vlad, o Empalador ou Conde Drácula. Curiosamente é tido como herói na Romênia por ter lutado contra os turcos e ser implacável com os prisioneiros capturados, pois empalava e colocava-os expostos na beira das estradas.

Nero, Átila o huno, Hitler, Bin Laden e outros são tidos como vilões e pessoas completamente ou muito más. Tem aquela madrasta que atirou a filhinha do marido pela janela de um apartamento. Malvados e gente ruim matam os próprios pais. Enfim, tem gente malvada sim, muita gente assim. Nos próprios comentários aos nossos posts você encontra gente ruim. A ignorância e o ódio são pais da maldade!

Ao mesmo tempo tem gente completamente boa, Jesus, por exemplo, ou Madre Teresa de Calcutá, São Francisco de Assis e os santos em geral. Não são apenas exceções à regra. Tem muitos anônimos que são pessoas completamente boas. Procure que você vai achar. O amor e a piedade são os pais da bondade!

Entre os inteiramente maus, mesmo o que tem aparência de bondade é feito por interesse ou com perversidade (eutanásia, por exemplo) e entre as almas totalmente bondosas, mesmo o que aparentemente é malvadeza, é feito com justiça, isenção e equilíbrio (ex: condenações na justiça). 

Cautela, porém: não procure bondosos na TV ou nos ambientes onde imperam o interesse e a perseguição de posições, de fama e do vil metal! LOL.

"Email de Fatima, 1 de março de 2016 17:56
Oi! Frank
Tudo bem? acabei de ler seu post, como sempre muito bom. Parabéns! Na verdade torço pela saída de Ana Paula, não gosto da agressividade dela e prefiro a diplomacia. Você pode ser sincero usando a diplomacia. Ela exagera pra ser protagonista. Mas concordo com você com relação ao Tamiel, dos três ele deveria ficar pra fortalecer Renan, por quem torço. Mas ele é Adélia, com suas ameaças estão prejudicando-o cada vez mais. Na hora que Adélia e Tamiel tinham que reagir em defesa do amigo, não fizeram. Até que Renan insinuou que era ele e Ana Paula. É, não faltou oportunidade para provar amizade. Espero que ainda dê tempo do Renan se salvar. Também é extremamente egoísta, não ficarei chateada se sair".


Oi. Também estou estudando essa possibilidade do egoísmo. A vaidade está patente e não é aquele poço de humildade. Ainda é cedo para bater o martelo. Vamos esperar mais alguns dias de estresse e um paredão para ver direito. Juliana e Tamiel se revelaram no paredão, né?

"Email de Fatima, 4 de março de 2016 04:13
Oi!Frank

Já ouvi muitas vezes pessoas insinuando que O BBB é combinado, mas prefiro acreditar que não. Mas nesse BBB16 estão muito estranhas as coisas que estão acontecendo. Primeiro Adélia estava convicta em sair do programa, no dia seguinte volta toda disposta a continuar, inclusive hj estava planejando colocar Renan e Ana Paula no paredão. Bela amiga da onça que Renan arrumou. Ontem (02-03-2016) Ana Paula teve o maior chilique porque não tinha pinga pra beber e parecia convicta também em deixar o programa. Hoje mudou tudo, já chegou falando que acabaram os almoços de harmonia. Sinceramente tenho impressão que é oferecido dinheiro ou qualquer tipo de recompensa pra não deixar o programa. Você concorda comigo? Beijos"


Na verdade eles têm assistência psicológica e plano de saúde. Ana Paula também reclamava de herpes até na língua e naquele lugar, "bolotas" pelo corpo, feridas nas costas e queda de cabelos. Foi atendida por médicos e recebeu medicamentos, que era o que ela queria, além de extravasar na quarta-feira e na pinga seu estresse de um mês de paredão (cinco paredões seguidos, contando com o de Daniel x Ronan). Disse ela que não ter pinga na festa (ela gosta de espumante) foi a gota d'água que disparou sua revolta contra a produção. LOL. Beijos.
Gostaria de saber de quantos paredões seguidos a tensão de um concursante é capaz de aguentar. Cardiologistas estejam à postos!  LOL.  

A enquete do Tele Portal TV acertou na bucha o resultado do último paredão (que eliminou o Tamiel). A do Votalhada andou perto. As enquetes do UOL estão apresentando resultados díspares porque são as preferidas pelos burladores de enquetes e também deve ser porque provavelmente são mais fáceis de burlar com votações de mutirões ou desocupados que não têm o que fazer.

Os administradores do UOL precisam tomar cuidado, porque presentemente estão rapidamente perdendo credibilidade em suas enquetes e seus resultados não representam nitidamente e com fidelidade a vontade de seus visitantes e a do total de internautas votantes na votação oficial, a ponto de já não estar valendo a pena incluir suas enquetes no apanhado do Votalhada.

Uma sugestão que dou ao admin é mostrar a enquete do UOL, mas não incluí-la no cálculo proporcional, já que agora a apuração oficial é por região e o total de votos por telefone e SMS só vale um ponto. Ou seja, erradamente a votação pela internet (no site oficial) tem peso muito maior agora. A influência do "povo do sofá" se limita ao desempate. Menos mal, porque as falcatruas nas edições de vídeos ficam também prejudicadas.

Outra coisa boa é que o bairrismo fica nítido e dá para perceber nitidamente qual é a região mais bairrista.


3 comentários:

  1. Oi, Frank !amei a sua desenvoltura nesse texto ( ixi, sou hã de carteirinha dele, ops) voltando, Não acredito no que um canal de informaçao diz, pois a verdade sempre tem vários prismas; O do que se diz agredido, O que se diz vitimado e daqueles que assistiram ? Nesse parâmetro quem leva a melhor ? O vitimizado, chegando ao ponto, quem sempre são os oprimidos ? idoso(vale lembrar que chego aos 52 esse ano), negros ( afirmo, minha bisavó era negra e livre pela Lei do ventre livre), o BBB é um aquário interessante, às vezes nos deparamos com peixes feitos nós, é como nos espelhos não gostamos dos nossos reflexos, vejo pessoas opinando sobre vidas, nas quais só conheçemos um infigma desta vida e julgamos o ser por inteiro, portanto nem todo idoso segue a cartilha, nem todo negro segue um padrão e nenhuma pessoa é integra ou má por inteira, houve uma interação no seu habitat que à mudou. Frank, eu poderia passar dicotomizar todos exemplos perante o que foi referenciado no BBB, contudo devemos lembrar que não sabemos às vidas destas pessoas antes do BBB, podemossim, teorizar o que acontecerá o após BBB, bjs !

    ResponderExcluir
  2. Novamente o colunista, para encobrir sua parcialidade, expôs um recorte conveniente dos meus pontos de vista, inclusive de minhas próprias preferências entre os competidores... Eu disse... "Torço para os competidores que fogem do padrão "branco-sarado-heterossexual-vinte-e-poucos-anos-morador-do-Sudeste-impulsivo-defensivo"... Mas também disse... "Desse crivo, reconheço na atual edição, que só passariam, ainda que ostentando uma ou outra característica convencional"... Ou seja, eu deixei claro que havia certos limites no meu critério... Justamente porque a direção do programa dá pouca margem de fuga do convencional na hora de consagrar seus vencedores... Mas como a intenção era construir a argumentação do texto, a premissa inicial foi distorcida... Tudo para chegar a uma defesa das preferências pessoais do colunista, inclusive da crença de que a Ana estaria acima dos desígnios da produção, como se ela não estivesse o tempo todo atrelada a eles, mesmo quando ensaia um gesto de rebeldia... Para quem se filia a conceitos, o de reflexo condicionado seria algo a ser analisado... Por fim, quero dizer que tenho uma leitura diferente de como o jogo se desenvolve, o que acontece em um cruzamento de dinâmicas verticais (brigas, romances, trajetórias pessoais) com uma horizontal (provas, votações e paredões)... As dinâmicas verticais lidam diretamente com as emoções, por isso envolvem mais o público, por isso são usadas para impulsionar a dinâmica horizontal... A questão de "cair máscaras" está envolvida nessas dinâmicas, assim como o "viés de confirmação", e não o maniqueísmo puro e simples, também é usado para impulsionar a disputa... Por fim, creio que o princípio de "vigiar e punir" norteia o programa... A direção vigia e pune - ou seja, tem um controle sobre as ações dos concorrentes que é maior do que se imagina, mas isso não é percebido porque a construção do formato do programa leva o público a crer que possui a prerrogativa da vigilância e punição...

    ResponderExcluir
  3. Ola Frank adoro seus textos porém me permita discordar em relação a Maria Claudia sim ela e piegas,chorona e infantiloide SIM mas seu jogo e de se mostra com todos os seus defeitos acredito que um vencedor de reality deve ser aquele que vive e se expõe quanto ao ex dela e um rapaz que está querendo aparecer e com dor de cotovelo não acho que ela seja obrigada a escolher um lado já que nem um dos dois que se apresenta e bom beijos como sempre votalhada arrebentando.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html