20 março 2014

Impressões de Frank Killer - BBB14: Livre Expressão


Livre Expressão


A internet surgiu para disseminar o conhecimento e expandir a livre expressão. Nessa curta história tais objetivos avançaram exponencialmente a partir das Universidades e entidades de pesquisas. Propagandistas, agências de publicidade, corporações, trustes da informação e governos são apenas "invasores" com intuitos comerciais e com seus cacoetes de controlar e invadir a privacidade dos cidadãos. Alguns governos até utilizam-na para espionar estrangeiros e seus países.

Definitivamente a internet não é um feudo de jornalistas, acostumados que estão a manobrarem as massas sob o título de "formadores de opinião" a serviço dos "donos" da informação e com suas consciências acabrestadas por esses "propietários" da opinião e das idéias.

Acho daninha a propaganda na internet porque é ela quem alimenta esses trustes da informação, cada vez mais sedentos de lucros e que tende a desvirtuar e tirar a liberdade de expressão do foco da internet. Finalmente as massas estão conquistando seu direito à livre expressão sem precisar beijar a mão dos donos da informação e das idéias.

Espero ardentemente que a justiça em nosso país enxergue isso e não permita o cerceamento da livre expressão do povo em nosso país para dar um exemplo da limpidez de propósitos de nosso povo e de como deve ser encarada essa questão da reserva de mercado pela internet por parte dos grupos poderosos associados a seus parceiros comerciais, às outras nações.

O que deve ser considerado é que o uso da informação e até da informação comercial seja liberado por quem queira e que o prejuízo particular corra por conta e risco dos que se utilizam da internet com fins comerciais. Qualquer consideração acima disso é protecionismo indevido e um atentado às liberdades individuais, não importa o poder dos pleiteantes.

Quem não quiser ter prejuízos, que não faça propagandas pela internet, se for esse o caso, ou as faça de modo a não ter e sem recorrer a pleitos exclusivistas na justiça sob a alegação de propriedade intelectual, que na verdade é comercial pura e simplesmente. Também não para favorecer ou proteger as idéias direcionistas de certos diretores com intenções de impingir suas manobras ao público para conduzirem ou convergirem para seus propósitos os rumos de programas que interagem com esse público.

Muitos pensarão que esse assunto nada tem a ver com RSs, mas estão redondamente enganados. Saindo do âmbito geral para o particular dos RSs, o sr. Boninho e Cia ficariam com as mãos livres para fazerem o que quiserem com o RS, utilizando a boa fé do povo brasileiro e, de quebra, instrumentalizando as concorrentes a fazerem o mesmo com seus RSs, que já é o que tentam fazer, sem a ajuda da Globo. Trata-se de uma conspiração sutil para esvaziar a audiência dos RSs, que já ameaça a audiência das novelas e outras formas de entretenimento televisivos. Por isso, a ênfase na promoção de novelas através dos RSs, por exemplo.


Uma vez falei aqui que falar bonito e ter um bom domínio da linguagem (retórica, gramática, etc) nada significam se não mantiver uma correspondência com a verdade, coerência, a limpidez de raciocínio, a fartura de idéias próprias, inspiração e preocupação com a comunicação através da palavra escrita, sem cuidar de razão ou sem preocupar-se com ela. Tenho visto gente vindo aqui dar aulas de português e outras disciplinas e quando fui olhar o que dizem em seus blogs, nada encontrei, literalmente e, na maioria dos casos, nem encontrei blogs. Sem falar que a dialética também literalmente vai para o espaço no pouco que falam no que encontrei.

No Brasil o problema maior não é o analfabetismo ou a incapacidade de ler e escrever, mas a incapacidade de raciocinar, sabendo ler e escrever. Seria uma espécie de "analfabetismo" da razão. Ao invés da ênfase em ensinar o alfabeto, seria mais lógico e lucrativo ensinar mais vigorosamente a raciocinar e como aplicar a razão. Esse é um dos maiores problemas da educação de base no País. Um erudito oriundo desse curriculum escolar seria um retórico sem a devida dialética. Infelizmente não dá para falar com termos mais populares, para não dar margem a interpretações tendenciosas de sofistas, os quais se aproveitam de qualquer vírgula.

O poder e o saber não pressupõem lisura, muito ao contrário. Os humildes têm maior honestidade justamente porque  têm comparativamente menos motivações para serem desonestos. Isso é um juízo sensível a posteriori, porque a história prova que os retrocessos que entremeiam a evolução do pensamento e do conhecimento e o progresso humanos devem-se às ações de alguns poderosos e de "descuidos" e egoísmos de uma parcela de "sábios", inventores, cientistas e de indivíduos poderosos, mal intencionados, engenhosos. É um juízo meu isso, e em meu universo privativo, e não significa que seja verdade universal e necessária para você, para quaisquer outros ou para todos. Afinal não sou detentor da "omni sapientiae", ou onisciente, muito longe disso! Este é Deus único, em Sua infinita sabedoria.



"David Ferreira 19 de março de 2014 14:53
...um cara que diz que viu quatro agressões do Marcelo, não deve-se ser levado muito a serio. A verdade é que você não gosta do Marcelo e não importa o que ele faça, ele estará errada. "

Agressão, substantivo feminino. Ataque, acometimento; ofensa física ou moral (Silveira Bueno).  Em vista dessa definição, Marcelo cometeu até mais que 4 agressões, se acrescentarmos aos acometimentos as ofensas verbais. Como posso gostar de um cara assim? Da mesma forma que muitos só entendem abuso como abuso sexual, você parece entender agressão somente como brigas que contenham murros e pancadaria. As 4 pessoas agredidas foram Junior, Aline, Angela e Cássio. O fato dele ter ou não razão não justifica as agressões.

"Candyfakeman 19 de março de 2014 15:33
Agora Frank, adoraria que você fizesse uma das suas postagens sobre o processo da rede globo no uol e no terra."

Tenho minha visão particular sobre isso, mas penso que não me compete falar disso especificamente. O assunto está entregue à justiça e oxalá decidam pela livre expressão na internet. O que se posta na internet é publico em meu entender, e a pretensão de propriedade intelectual, vale dizer de direitos mercadológicos, é tipica dos "invasores" mais poderosos. A internet não é deles e não podem invadir esse segmento de expressão com pretensões comerciais exclusivistas impunemente. Se querem investir em publicidade na web, que façam isso por livre vontade e risco, sem as bençãos da lei, que é para todos.

De qualquer modo, a livre expressão na net tende a se expandir exponencialmente e todas as tentativas para reservar espaços da mídia em questão por trustes ou candidatos a trustes, tende a cair no ridículo. É uma luta sem glórias essa da Globo. Arriscam-se a um boicote global.

Tudo isso vai de encontro a uma tendência observada no Vale do Silício (Califórnia, USA), onde o tratamento da informação e da super abundância de dados na internet levaria a uma maior liberdade de expressão. Isso é ledo engano e a Globo está preocupada é com isso e engajada na corrente contrária. Num país como o Brasil, a maior empresa de comunicação logicamente quer é reservar um naco do monopólio para si, com um injustificado receio da expansão da livre expressão.

Monopólios da informação tendem a desaparecer, não por causa da livre expressão na internet, mas por uma contingência natural da expansão do conhecimento, do esclarecimento crescente das massas e de uma maior liberdade democrática. Em ponto menor, o Marcelo achar que é dono das mulheres que lhe interessam assemelha-se à Globo achar que é dona das informações que veicula tanto pela internet em seu site quanto pelos demais veículos de informação do Grupo. Não é por aí mesmo!

A Globo sempre foi exclusivista em relação a tudo, desde a exclusividade com seus artistas contratados, a exclusividade na cobertura de eventos e, agora, na exclusividade de patrocinadores e parceiros comerciais e na disseminação de informação. Para isso sempre contou com o apoio governamental, mas isso não durará para sempre. A veiculação de propaganda nas notícias do Site Oficial do BBB, recentemente introduzida, visa juntar provas na referida disputa judicial, vinculando interesses comerciais com notícias. 

Só não percebe isso quem é cego. Notícia é notícia e propaganda é propaganda. Quem não separa isso é cego. Da mesma forma, o merchandising embutido nas ações dos concursante visa o mesmo objetivo, além, é claro, do dindim faturado com isso. A transformação do Reality em puro jogo também está inserido na mesma estratégia exclusivista, ao desligar o mesmo do julgamento de atributos dos concursantes sob conceitos de justiça por parte da audiência. É claro, enganar o público explicita ou implicitamente demandaria intervenção nos processos decisórios da direção do RS para evitar injustiças.

A operação de TVs comerciais no Brasil é um serviço público concedido, mas isso não significa que devem ter seus mecanismos de atuação defendidos contra o interesse público, muito pelo contrário. O que deve nortear essa questão é o interesse público, não os interesses particulares de órgãos de imprensa, por mais poderosos que sejam, em minha humilde opinião.

"luciadacarolina 19 de março de 2014 13:54
...vou continuar conectada ao melhor espaco que podia encontrar sobre RS, contrinuarei lendo os seus posts, nao sei se opinando porque nao vou saber o que esta acontecendo pra opinar. Mas ao VOTALHADA tudo de bom sempre.
PS. Todo mundo esta com muito medo de usar a palavra "abuso" e o Marcelo abusou da Angela. Abuso e "fazer uso incorreto, excessivo, injusto, improprio ou indevido de algo ou de alguem" se alguem tivesse agido como o Marcelo comigo e eu tivesse videos ele ia responder na justica por isso, foi feio, foi constrangedor, foi humilhante e a Angela resolveu voltar pro lado do Marcelo quando viu que o Bial agiu como costumam todos os machistas reagir: culpando a vitima. Foi um ultrage a mulher. O Diego quando ver o video se arrependera amargamente de nao ter soltado a fera, apesar de que do jeito que as coisas estao era bem possivel de culparem o Diego por negligencia de nao apartar a briga."

Agradecemos seus cumprimentos e comentários lúcidos, Lucia. A produção livrou-se do Diego porque era o único que, por critérios de justiça, deveria ser o vencedor. Na comparação com os jogadores contumazes restantes essa é a conclusão lógica. Já não foi à toa que o "animador" dessa chanchada falou em ausência de critérios de justiça.

"Unknown 19 de março de 2014 17:42
Concordo com você, Maria Clara. Estou falando de razão, que considero importante para compreender RSs"

Não tive a intenção de ofendê-la, Maria Clara. Aliás como está dito no início, concordei que falar de outras ciências e disciplinas é impróprio no Votalhada. As referências a catedráticos, currículos, fóruns, etc, nada têm a ver especicificamente com você e também não são indiretas a quem quer que seja. São palavras generalizantes para exprimir pensamentos e opiniões. Aproveitei de seu comentário, justamente para fugir disso, ou seja, referenciar indiretamente outras pessoas. 

É preciso entender que quando se fala com alguém ou com muitos, necessariamente não seriam indiretas contra a alguém, ou mesmo com relação aos eventuais interlocutores, quando se fala em tese e não se entra no mérito. Ninguém deve vestir uma carapuça em relação a isso, porque é preciso separar acusações e imputações de idéias fundeadas em filosofia ou qualquer disciplina, principalmente quando se conversa com uma amiga prezada, como é o seu caso. Portanto, fique tranquila, poia você é uma pessoa do bem em minha opinião. 

Quando digo para você não se deve fazer isso ou aquilo, ou é errado fazer isso ou aquilo, não significa que achamos que está fazendo isso ou aquilo. Na verdade o que falei não foi direta para você e nem indireta para ninguém. Quando se fala em tese, não devemos usar "você" ou "tu" como tratamentos e por isso lhe peço perdão. Eu deveria usar "não se deve", ao invés de "você não deve" mas isso fica subentendido nas idéias, que não se dirigem especificamente a ninguém, e não cabe como carapuça a você especificamente. Reitero minhas solicitações de desculpas e pode ter certeza que a estimo e prezo acima de tudo.

Da mesma forma o uso de você no texto do post não se refere a ninguém em especial. É apenas uma forma generalizante de se dirigir a todos sem conotações pessoais. Isso é compreendido mais facilmente em inglês, que é um idioma com o qual lido para traduzir meus posts em português para meus correspondentes estrangeiros (e para o meu blog pessoal em inglês) que não sabem português. Em inglês "you" tanto pode significar você, tu, vocês ou vós indistintamente e onde o significado é dado pelo contexto. Meu erro partiu daí! Sorry!


Angela está provando a cada dia com o que fala e com o que faz que se lembra de tudo o que aconteceu no "apagão" alcoólico da festa Indiana.



   Twitter: @frankkiller04 (twitter.com/frankkiller04)


4 comentários:

  1. Seu post está magnífico. Genial!
    VOCÊ É O CARA!!!!! rsrsrsrsrsrsrsrsrs
    Beijo Frank.
    Maria Clara

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria Clara. Gostaria de saber tua opinião sobre a nova coluna do Blog. Deixa comentado por lá?
    Abraço.
    http://votalhada.blogspot.com.br/2014/03/opinioes-o-que-faltou-dizer-de-diego.html

    ResponderExcluir
  3. Frank, boa noite. Sempre com textos primorosos. Permita-me tecer algumas ponderações: não é de hoje que há manipulação da globo no RS, no 10 por mais que quizessem não poderiam, pois já existia um vencerdor pela força da torçida. Naquele queriam o moderno x conservadorismo e foi o que aconteceu. Mas o conservadorismo venceu, não porque não estejamos aberto as novas relações interpessoais existentes na sociedade, mas pelo fato da verdade encontrar-se com o concursante vencedor. Diego tem vários defeitos, mas exprime a sua verdade, enquanto que Marcelo não revela o oculto e quando o faz, a globo através dos seu representantes agem como camaleões e camuflam de forma tal, que quem não tem PPV não consegue realçar a verdade contida no conteúdo demonstrado. Em tese concordo contigo, pois o maior produto da globo são suas novelas e se ela após um RS já desgastado imprime neste a revolta do público em boicotá-lo, passa a mensagem que nas concorrentes isto também acontece, talvez não tão escancarado. O votalhada sem dúvida, contribuem para que reflitamos sobre tudo que está sendo forjado na nossa sociedade, por esta instituição chamada globo. Parabéns pelo texto. O jogo de Xadrez BBB ainda não terminou, mas está difícil de ir até o final. Espero que Cássio chegue a final, pois o verdadeiro vencedor, ou melor o vencedor moral chamado Diego está alçando voos livre e observando o apoio inconteste expressado aqui fora.

    ResponderExcluir
  4. a tática da globo é a mesma utilizada na televisão. Esqueceram de um detalhe: agora é internet, global (ironia). Sensacional tua opiniao sobre o processo judicial. só pra constar, o meu perfil é "emprestado". Criei um blog para um time de amigos (no qual participava) e deixei no controle deles. Apenas uso para comentar aqui, hehehe.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html