25 novembro 2013

IMPRESSÕES de Frank Killer:
Gyselle - "A bela piauiense que abalou Paris"


Gyselle
"A bela piauiense que abalou Paris"

A linda e formosa piauiense dos lábios carnudos (bem observado por Neguinho da Beija-Flor) foi para mim a campeã moral dessa edição 8. Alguns invejosos de plantão (e algumas) diziam que ela era bipolar, por causa de seu comportamento recatado e discreto fora das pistas de dança e por sua dança tida como sensual e rebolativa demais. Mas não era isso. O fato é que ela transpira feminilidade por todos os poros e seu corpo sensual e dotado de curvas generosas dá essa impressão. A moreníssima beldade tinha e tem carisma de sobra. Nós brasileiros é que não sabemos detectar isso. Por isso é que os estrangeiros nos roubam os nossos melhores talentos. Qualquer estrangeiro aqui é instantaneamente valorizado só por ser estrangeiro. LOL.

Ela falou no chat geral após o término do programa que iria permanecer no Brasil, mas acabou retornando à França a convite, para participar de uma película.

A cajuína era nitidamente a concursante mais forte e eliminou os adversários mais difíceis, inclusive o casal Alexandre-Juliana em paredões triplos diferentes. Ela eliminou a Natália que era considerada uma forte candidata e o Marcão, que tinha o apoio da torcida da Natália, em paredões simples. Thatiana também era considerada forte porque formou casal com o Marcão e foram eliminados por ela em paredões subsequentes na décima semana e na seguinte. Rafinha só derrotou dois candidatos considerados fracos. Abaixo se encontra o demonstrativo desses paredões em que os dois participaram, com os respectivos resultados. Gyselle enfrentou seis paredões antes da Final e na lista o número inicial é o da semana de cada paredão.

01 13 x 87% Gyselle x Jaqueline.
02 37 x 63% Rafinha x Rafael.
03 32 x 68% Gyselle x Thatiana + Alexandre (eliminado este com 45%).
08 03 x 97% Gyselle x Marcelo + Juliana (eliminada esta com 50%).
09 29 x 71% Rafinha x Marcelo.
10 30 x 70% Gyselle x Thatiana.
11 46 x 54% Gyselle x Marcão.
12 46 x 54% Gyselle x Natália.

Na Final a Gyselle perdeu para o Rafinha por uma diferença de apenas 0,3%, a meu ver por conta da queda do site no final da disputa em noite de votação recorde para a edição, com 75.637.402 votos, conforme foi reportado. Os dados acima e o resultado da nossa enquete mostram a superioridade dela claramente. A diferença em votos não ultrapassou 23.000 e com apenas 11.500 votos a mais ela ganharia. Isso poderia ser obtido em apenas 10 segundos pela internet, se considerada a média de recebimento de votos por segundo em todo a votação.

Gyselle venceu bem a nossa enquete, livrando quase 3 vezes mais votos que a segunda colocada Tathiana e 4 vezes mais que o Rafinha, em sexto.

Essa foi a edição que teve mais interferências externas até então, com visitantes vários, que desestabilizavam participantes (principalmente a Gyselle, após a visita e pernoite da Deborah Secco), e os paredões da terceira à oitava semana foram triplos, inaugurando essa prática para as edições seguintes. A edição também marcou a introdução do Big Fone, que é utilizado para interferir no Reality artificialmente, imunizando, emparedando, distribuindo prêmios, passeios e brindes, etc.

A meu ver as estatísticas de votos dessa Final poderiam ser ou foram utilizadas para estabelecer pesos para as votações via telefone e via internet. Acho injusto os votos terem o mesmo peso, mas um peso maior para as votações via telefone beneficia a produção no sentido de que eles podem influenciar os telespectadores com vídeos mais (ou menos) favoráveis desigualmente aos disputantes de paredões, nas horas de programas de eliminação ao vivo (que geralmente dão mais audiência).

Um estudo sério sobre isso poderia ser feito para estabelecer critérios que sejam mais justos para os candidatos e para o público. A interferência ou a presença de não confinados é totalmente indesejável, incluindo o congraçamento de artistas e cantores com os confinados. Isso desestabiliza injustamente a alguns e pode acarretar a transmissão de informações externas para eles. Por mais que sejam vigiados é impossível impedir interferências indesejáveis. Com apenas um gesto imperceptível para câmeras e microfones é possível influenciar negativa ou positivamente um concursante e podem ser alegados não terem sido intencionais. "De bem intencionados o inferno está cheio!"

Gyselle foi contratada pela TF6 (TV francesa) em 2010 para apresentar o programa “Miss bikini à Rio“, que fez grande sucesso na França. Em 2012 foi protagonista da superprodução do cinema nacional francês, o longa metragem “Dépression et des potes“, de D’Arnaud Lemort. Por sua atuação no filme recebeu convite para entrar para o grande teatro Francês. Subiu ao palco em 4/10/2012, do teatro Francês Antoine, dirigida pelo renomado diretor de teatro Gérad Gelas. No espetáculo “Les Derniers Jours de Stefan Zweig” (sobre os últimos dias de vida no Brasil do grande escritor austríaco judeu, e autor de "Brasil, país do futuro") Gyselle interpretou uma governanta brasileira, contracenando com artistas renomados, como Elsa Zylberstein e Patrick Timsit.

twitter - twitter.com/Gyselle_Soares

Blog de notícias - trabalhosatrizgysellesoares.blogspot.com.br/

Site - www.gyselle-soares.com/

Site - oficialgysellesoares.net/


Como todos sabem ou se recordam a Final foi entre a Gyselle e o Rafinha, vencida por este com 50,15% dos votos, uma vantagem ínfima, com menos de 23.000 votos de diferença ou 0,3%. A edição foi ao ar de 8 de janeiro até 25 de março de 2008. Na semi-final, dois dias antes, o Rafinha havia se classificado para a Final e a Gyselle eliminou a Natália. Acredito que se a Gyselle tivesse vencido a prova final o Rafinha seria eliminado pela Natália e a Final teria sido mais fácil para a Gyselle contra a Natália. Evidentemente não seria talvez recorde de votação, o que me faz desconfiar que a prova visou livrar o Rafinha do paredão.

Gyselle foi a 2ª colocada no BBB8 e faturou R$ 100 mil. Até hoje é a edição com a menor diferença percentual entre dois finalistas. Rafinha conseguiu 50,15 % dos votos contra 49,85 % da Gyselle.

Para simples referência indico abaixo um dos muitos blogs/sites que denunciam fraudes no BBB e este fala de um perfil do twitter que declarou que a Gyselle foi a real vencedora do BBB8. Não sei onde está a verdade, mas também não gostei do resultado:

site - meionorte.com/efremribeiro/gisele-soares-ganhou-o-bbb-da-tv-globo-e-nao-rafinha-244847.html

Rafael

O cearense Rafael foi eliminado na segunda semana pelo Rafinha com 63% dos votos. Em minha opinião ele mereceu ser eliminado por sua covardia ao atender o Big Fone e indicar a Gyselle (apenas alguns instantes antes de ser eliminado) para ficar emparedada durante uma semana até o próximo paredão, depois de já ter enfrentado o primeiro na primeira semana e ter empatado na votação da segunda semana com o outro finalista Rafinha. Rafael foi indicado pela Líder Bianca, a qual escolheu no Voto de Minerva o Rafinha para enfrentá-lo. Gyselle foi votada no confessionário pelo casal Alexandre-Juliana e pelo Felipe, 3 dos 4 paulistas existentes no confinamento. O quarto era o Rafinha, que foi votado por Thatiana, Marcelo e o próprio Rafael.

Creio que foi por essa razão que o Rafinha decidiu passar a votar em quem não havia ainda enfrentado um paredão. Ele sabia, percebeu ou intuiu que isso fortalecia um competidor, se não fosse eliminado, e não valia a pena reindicá-lo, no que estava coberto de razão. Concursantes que tentam eliminar quem é supostamente forte são burros. As justificativas que apresentam são geralmente hipócritas, quando não são confessadamente por esse motivo.

Existem dois "twitters" em nome de Rafael Rocha Memória e não sei qual deles é o verdadeiro ou se nenhum dos dois é. Confiram em minha lista do twitter se estiverem interessados.
Nota: O subtítulo é uma alusão a uma série de livros de bolso que fez muito sucesso no Brasil, há muitos anos atrás, e que tinha o título de "Gyselle, a espiã nua que abalou Paris". Não me lembro quem era o autor, mas parece ter sido um renomado escritor que usava pseudônimo. Pareceu-me isso por causa do estilo.



"Pedro Fernando 19 de novembro de 2013 08:58
Muito bom ler todas essas curiosidades, lembro que todo ano entre janeiro e abril minha mãe comenta que ainda não teve um BBB melhor que a edição 7, foi marcante.
Podiam pegar o elenco todo da edição 7 e colocar em um novo BBB, queria ver como iam agir na segunda tentativa. haha"

Concordo com a senhora sua mãe, Pedro. Pelo visto tem olho clínico para RSs! LOL. Sobre a idéia sugerida acho que não daria certo por várias razões e duas delas seriam porque o Alemão massacraria todo mundo em preferências e os casais formados não iriam querer nova exposição, a não ser que estejam na "pindaíba", economicamente falando. LOL. Além disso o "Pentágono" nem iria se apresentar na Globo para participar. "Gato escaldado tem medo de agua fria!" LOL. Se excluírem ou excluíssem o Diego da participação, não iria ter interesse nenhum para o público e seria o mesmo que dar-lhe mais dinheiro de "mão beijada", penso eu.

"Chrístofer Ian Hernandez Hoffmann 17 de novembro de 2013 02:45

Não tinha nenhum Gustavo no BBB 8. E vocês se esqueceram de colocar o Rafinha (mas colocaram um Gustavo) tanto nas fotos dos participantes quanto na enquete de quem deve ir ao BBB 14.

    Votalhada17 de novembro de 2013 09:40

    Ops... deu tilt, rssss. De onde eu tirei essa foto com esse Gustavo?
    E faltava o Rafinha mesmo. Ô coitado!!!!
    Valeu Christofer. Arrumei a enquete e vou procurar outra foto para o post.
    Obrigado mesmo!"

Havia um Gustavo na etapa de seleção do "casting" do BBB8, mas ele não passou nos exames médicos (foi diagnosticado rubéola, uma doença contagiosa, conforme uma nota da assessoria de imprensa da Rede Globo). Era um goiano que foi substituído por um paulista de Araraquara chamado Gregor. Mas Gregor foi substituído a pedido dele, na véspera da estréia, pelo Rafinha, por não aguentar a pressão do isolamento. Rafinha estava predestinado a ser o ganhador do concurso e tudo conspirou a seu favor, inclusive nos bastidores da estação. Além do prêmio de um milhão ele ganhou vários outros prêmios de valor, incluindo um carro dado pela Gyselle no início do programa, quando atendeu ao Big Fone.



1 - No programa de estréia do BBB8 foi disputado uma espécie de "Joguinho da Discórdia" que levava a um falso paredão e que valia a imunidade em votação popular durante o programa. Jaqueline deu a plaquinha "chata" para a Bianca e o Rafinha deu a última plaquinha "inimigo" para a Natália, sem saberem que eram as "quentes". Sem antes saberem a quê as referidas placas levavam, as duas foram à votação pelo público e a Bianca ganhou a imunidade na primeira semana com 50,68% dos votos.

2 - Gyselle não guardou rancor por ter sido indicada ao paredão pela Juliana na primeira semana quando esta foi a primeira Líder e, a mesma Gyselle nunca votou nela (nem quando foi líder na quarta semana). Depois da primeira semana Juliana ainda votou em Gyselle em 3 oportunidades e foi eliminada na oitava semana em um paredão triplo contra a Gyselle e o Marcelo. Em minha opinião a Juliana prejudicou a si mesma com essa antipatia gratuita. Ela pensou muito em quem deveria indicar ou deu essa impressão e, acabou fazendo besteira.

3 - No princípio estava em dúvida entre a Juliana e a Gyselle para adotar como minha musa, mas essa atitude me desencantou e passei a admirar a Giselle. As duas (e a Natália também) eram e ainda são mulheres muito belas. As edições 2, 8, 10 e 11 foram as únicas em que tive apenas uma musa do princípio ao fim ou até enquanto elas estavam no Reality e sem eleger outras. Ou seja, permaneci fiel. LOL.

4 - Rafinha utilizou a tática de votar, ou indicar para o paredão quando era Líder, quem ainda não tinha passado por ele, no que acho que está parcialmente correto. No entanto deveria também considerar fazer isso com quem achava fraco no Reality. A combinação desses dois critérios é o mais efetivo, embora seja difícil saber quem é fraco ou o mais fraco, principalmente quando você também é fraco. LOL.

5 - Bianca é atualmente apresentadora e entrevistadora em um canal privé de TV paga ("Sexy Hot"). E para quem curte qualquer tipo de Reality Show e tem TV a Cabo, existe um RS para o qual abro exceção e sempre assisto porque envolve habilidades mentais e cerebrais, chamado "Os Incríveis - O Grande Desafio" no canal "Nat Geo" (conduzido e apresentado pelo Cazé), nas noites de segunda-feira e, que é reapresentado em vários dias e em vários horários. A cada episódio um concursante é selecionado através de uma prova de habilidade mental para a "Grande Final" e ganha R$ 10.000,00 por vencer a etapa. Se mais de um participante passar por uma prova específica para cada um segundo suas habilidades, a decisão é tomada pela platéia através de votação. A Rosana Jatobá aparece de vez em quando anunciando uma chamada para a reprise aos Domingos à noite dos capítulos passados.

6 - Há uma frase que gostei (coloquei em meu twitter) assinada por alguém de nome Adele que diz o seguinte: "Amar nada é... Ser amado é algo. Amar e ser amado é tudo" (To love is nothing... To be loved is something. To love and be loved is everything.)! Porquê referi isso? A razão é porque acho que amar é primordial, porque dai deriva tudo o mais. "Ódio semeia ódio e amor semeia amor". É algo que todos, principalmente concursantes, deveriam ter sempre em mente.

7 - Um possível boato deu conta de que uma participante paulista chamada Caroline, de Ribeirão Preto, tinha divulgado sua escolha para participar da edição (no Orkut), quebrando o sigilo previsto nas regras e que por isso foi eliminada, mas a Globo divulgou um desmentido, declarando que ela não foi selecionada no "casting" para o elenco do BBB8. Portanto ela não foi eliminada, segundo eles.

8 - Gyselle exibiu sua exuberante plástica em um dos ensaios mais ousados de uma das edições da revista "Playboy". A cajuína é realmente bela. Ela é fantástica! Agora ela está mais dispendiosa e a revista provavelmente não teria cacife para bancar. LOL.

9 -  "Após a estreia do filme francês Dépression et des Potes, a ex-BBB Gyselle Soares está ganhando  destaque na mídia local. Recentemente a atriz brasileira foi chamada de Bomba Latina pela revista FHN e agora é a estrela de mais uma publicação na França.

Nesta semana, Gyselle saiu na revista semana Puplic, que em uma matéria especial relatou a trajetória da brasileira até fazer sucesso como atriz na França.

EX-BBB GYSELLE SOARES LANÇA FILME NA FRANÇA

 “Aos 18 anos, cheguei na Europa com a cara e a coragem para tentar trabalhar e realizar meu sonho como atriz e hoje, estou em um momento muito bom na minha carreira”, disse Gyselle à publicação." (ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/ex-bbb-gyselle-soares-ganha-destaque-na-imprensa-francesa/2012/05/16-139366.html


8 comentários:

  1. ''Na Final a Gyselle perdeu para o Rafinha por uma diferença de apenas 0,3%, a meu ver por conta da queda do site no final da disputa em noite de votação recorde para a edição, com 75.637.402 votos, conforme foi reportado.''

    Me recordo muito bem disso, achei aquela noite da final muito estranha, Bial encerrou a votação, ai disse que permanecia uma empate e reabriram a votação, nessa reabertura eu fui votar pra ajudar Gyselle, mas não conseguia votar, tava dando fora do ar.
    Pra mim aquela é uma final pra ser esquecida porque acho que teve maracutaia ali.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostava da Gy e do Rafinha, e queria desde o começo os 2 na final juntos. Mas no paredão final optei por votar no Rafinha, achava- o mais gente boa, e com um humor mais estável. A Gy às vezes ficava de cara feia sem motivo aparente. Rsrs

    ResponderExcluir
  3. Gy é linda, carismática e de fato a campeã moral do BBB8, só dá ela, até hoje é falada na mídia e por seu trabalho, diferente de muitos ex-bbbs, considero uma das poucas bem sucedidas que participaram do programa.

    ResponderExcluir
  4. Essa final foi roubada descarademente. Gyselle, como o autor do texto disse, é a campeã moral do BBB 8.

    ResponderExcluir
  5. Essa final foi roubada descarademente. Gyselle, como o autor do texto disse, é a campeã moral do BBB 8. Sobre ela ser "bipolar" como os haters a chamam: ela apenas não conseguia ser falsa e dar sorrisos para quem toda semana votava nela e depois vinha com "Oh, flor, me desculpa". Adorava quando ela dava patada nos chatos da edição. Gyselle é, até hoje, minha participante favorita de todas as edições.

    ResponderExcluir
  6. Gy no BBB esteve sozinha, junto a ela apenas o seu exército. "O exército de uma mulher SÓ" que lutou bravamente pra mantê-la no programa, contra tudo e contra todos. Nem mesmo a edição tendenciosa e tentando queimá-la conseguiu tirá-la do programa, ela foi até o fim, pra lá no finalzinho ser roubada, mas Deus está no comando de tudo e ela sem dúvidas ganhou muito mais que isso, o amor de muitos e hoje permanece na mídia com seu trabalho e até hoje possui fãs fiéis, mesmo 5 anos depois do BBB. Sucesso é o que desejo a caminhada dela. Hoje e sempre!

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente inesquecivel, amo-a desde o primeiro dia q a vi.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html