17 setembro 2015

"Bake Off Brasil" | Episódio 8 - Perereco e Pavlova! por Aninha Albuquerque


Perereco, como diz meu tio Caio, lá no Pantanal! Gostei demais da participação do big boss do chocolate, chocolatier e presidente de uma das empresas patrocinadoras do programa, Alexandre Costa! Adoro quando tem workshop com gente que entende do riscado! O cara, além de fera, é super gente boa, generoso mesmo, "nada de esconder o leite"! Ai que cara linda a das ganaches que ele fez! Muitas dicas, muita informação importante pros participantes, uma aula bacanérrima! Com direito ao batismo, que era uma degustação da massa de cacau.

O que foi pedido dos competidores na prova criativa foi a confecção de uma torta trufada de chocolate... AI QUE VONTAAAADE, povo! Adoro!! Bom, os fófis tinham que fazer a própria massa, o recheio tinha que ser trufado, lógico, e o tempo dado foi de 1 hora e meia. Alexandre seria um dos jurados! Me-da!

Achei bacana que a Samira foi esperta pra se ligar que o chocolate que estava acostumada a usar era diferente, e como o que usariam na prova era o do patrocinador, a medida poderia ser diferente também para fazer a ganache. Sinceramente, não conheço Mahlab, a especiaria que ela usou com doce de figos secos na torta. além do chocolate branco e do escuro, tinha o mascarpone... na hora já me deu um certo receio... e não agradou muito quando foi julgada. Vi ideias muito legais ali, viu? Certas idéias foram melhores na teoria, como sempre acontece, né? Muitos quiseram adicionar alguma bebida alcoólica na torta, e o risco sempre existe de talhar o recheio... Tem que ter muito as manhas, e a técnica certinha. A torta do Michael eu achei muito boa mesmo, com farinha de amêndoas, e licor de amareto na ganache! E o fófi foi inteligente, se preocupando em agradar ao convidado especial, tanto que foi aprovada! A aparência era apetitosa mesmo! Curtí! Mas deu pena ver algumas massas deixando a desejar, alguns recheios não dando certo... Joca fez uma torta com 3 ganaches, mudou a receita que tinha planejado... A batoffee do Bruninho eu não conhecia! Essa prometia! Eu mesma estou acostumada a fazer uma Banoffee Pie que aprendi direitinho com o Chef Carlos Bertolazzi, e é ma-ra-vi-lho-sa! Mas é a massa, feita com biscoitos doces, camada de doce de leite, bananas em rodelinhas por cima, e chantily de cobertura. Freezer e pronto. Facílima de fazer, sempre agrada, e no calor é um doce quase que necessário, pelo menos aqui em casa! Pra quem quiser tem a receitinha lá no meu blog, dá uma sapeada lá ;) É o cozinhando idéias que sempre está no link no final dos meus posts.
Perereco-mode on !! Massa quebrando, confeiteiro correndo pra dar tmpo, recheio talhando, o normal de se ver no Bake Off Brasil né, povo? Aí sai de tudo ali... Nessas horas eu me imagino num programa desses! Ca-paaaz!! hahahahaha Acho que deve ser bem barra pesada, teeeenso mesmo, participar de um reality de cozinha, e ainda mais um de confeitaria... Correr contra o tempo é coisa séria, principalmente quando você tem que lidar com ingredientes delicados, decorações minuciosas, enquanto controla a tremedeira e o nervosismo. Difícil, né?

Tá bom, então. Euzinha, dando minha opinião pessoal, digo que nem tudo foi desastroso. Não que houvesse algo maravilhoso, sublime, deslumbrante... Algumas decepcionaram, outras deixaram bem a desejar, como a do Ayrton que não tinha o sabor de peras que prometia, e a decoração veio muito falha.  A da Gabi tinha o recheio talhado. A da Samira pecou na decoração com mascarpone, e realmente ficou com a aparência meio estranha, e o chocolate não ficou em destaque, mas foi ela quem conseguiu temperar melhor o chocolate para fazer as plaquinhas para a decoração... Joquinha conseguiu melhorar o desempenho na decoração e no sabor! Mas pecou na estrutura da torta. A torta da Marília era isso mesmo: borda toda torta! A decoração com uma fatiazinha de laranja não agradou muito, apesar da "singela homenagem" ao convidado, com as iniciais da marca do chocolate... Mas o sabor até que agradou, embora faltasse mais cointreau. Bruno fez uma massa com uma aparência mal acabada, segundo Fasano, e os jurados todos acabaram concordando que o chocolate ficou como coadjuvante, muito embora o sabor estivesse muito bom. A da Ju, com a massa pré-assada, até que agradou, embora pecasse em alguns detalhes de decoração que o Fasano chamou de infantil... O sabor foi na média, pelo que eu entendi.
Em meio a tantas tortas, tanto chocolate, o destaque foi pro Michael mesmo. Bem apresentada, bem executada, saborosa, até o Fasano elogiou... Ooooolha que o fófi do Michael tá podendo, hein?!

Aí sim, chega a hora do desespero! A prova técnica desse episódio consistia na confecção da temida Pavlova!! Oh-my-God!!! Em tempo, povo: uma coisa que eu nunca comentei são as informações bacanas que o Fasano dá em todo episódio a respeito das origens dos doces feitos pelos competidores nas provas técnicas. Acho bacanérrimo levar pros leigos, aficionados, amantes da confeitaria, esse tipo de de informação, curiosidades, história... Muito bem pensado!
Mas voltando à Pavlova... Regrinha a seguir: bater o chantily à mão! Ah, sim! Fazer a bendita sobremesa em 1 hora e 10!! Que susto!!! Olhos esbugalhados, corações disparados, expressões de pânico e surpresa... Vai lá amore, te vira! Minha nossa!!!
Quem curte ver programas de culinária e gastronomia pode ter visto alguma vez o programa da Nigella Lawson, a diva da cozinha na Inglaterra, no canal a cabo GNT. Ela faz uma Pavlova com o pé nas costas, gente, ama fazer, e faz parecer tão fácil que dá até bronca! kkkkkk Aí convenhamos, que tendo prática, a coisa fica mais simples... Bom, a tal saia da bailarina russa tem seus segredinhos, e tudo pra dar caca. O suspiro tem que estar crocante por fora e macio por dentro, o que se consegue controlando direitinho a temperatura do forno. Se alto demais, queima por baixo (ui!!), se baixo demais, não rola, não fica crocante, não assa direito... E bóra levantar o merengue! A decoração leva frutas na quantidade certa, é colorida, e o formato deve remeter à saia da bailarina. Tem que ter habilidade, sim, senão já viu! E nesse tempo escasso... Afff!
Destaque pro Joquinha, todo embananado com o suspiro. O fófi conseguiu queimar o topo do primeiro suspiro, que mais parecia uma montanha de tão alto, porque o grill estava ligado. Desastre... Aí foi lá, e fez tudo de novo! kkkkk Deu peninha, mas não deu pra não rir. Sufooooco!! Teve chantily talhado, claro, tentativas duplas de fazer os suspiros, pânico porque o chantily não subia, suspiro que grudou no papel manteiga depois de assado, suspiro quebrando... Mas que bacana de ver como os competidores ainda continuam se dando uma força, mesmo nesse ponto da competição!

Degustação às cegas, e começa a penúria... Muito doce errado alí, gente! A Pavlova de Gabi, Fasano fez questão de nem provar e Carol não chegou a considerar o doce uma Pavlova... Só pra começar. a do Ayrton careceu de açúcar, a da Ju recebeu o título de caipirinha de maracujá, e Carol disse que parecia que tinham jogado tudo por cima do doce, tinha muito açúcar, e não virou suspiro... Ai ai...
A do Bruno se aproximou no sabor, mas a aparência foi criticada até! A de Cecilia também levou pau! Michael fez o que foi pedido, o doce tinha equilíbrio, mas também recebeu críticas pelo cozimento. Samira até que se deu bem; o doce da moça teve a aparência e sabor mais elogiados do que os anteriores, embora não estivesse correta tecnicamente falando. Carol perguntou se o doce do Joca tinha caído no chão! Levou pau também...
Nesse episódio, o jurado que quer fazer o fofo, e às vezes até consegue, ficou pau da cara, injuriado... Carol chegou a dizer que iria ser difícil pegar o menos pior. Nó!! Até a fofa da Ticiana, sempre dando uma força, comentou que a prova tinha sido desastrosa! Eita!! Lá na hora da reunião da apresentadora com os jurados, o comentário geral era de que a prova tinha sido a pior até aquele ponto do programa, e pareceu mesmo que os fófis se embananaram um "cadim" demais, né? (...) Daí, o que pesou mesmo pra dar o avental de Mestre Confeiteiro foi a prova da torta trufada.

Os lanterninhas da Pavlova foram Joca, Gabi e Juliana, óbvio. As duas aceitáveis, ou menos piores, segundo os jurados, foram a de Samira e Michael, e nossa amiga de véu levou a melhor na prova. Pelo desempenho geral, Michael acabou mantendo o avental de Mestre Confeiteiro. Eita Michael! Fez bem ser jurado por um dia né, fófi? Dá pra perceber que o moçoilo está melhorando, se aprimorando... Estou curtindo muito a participação dele, sabem? E vocês? Vamos ficar de olho, né? ;) Dos lanterninhas, Gabi foi pra casa, até porque foi levado em consideração o desempenho na prova da torta trufada. É... dessa Joca escapou, por pouco! Eu teria MUITO mais cuidado daqui pra frente...

Sabadão vai ter naked cake, e eu confesso que estou doida pra ver quem é que vai conseguir se superar com esse bolo! E também quem vai conseguir se arrebentar com ele! kkkkk
Então, aguardemos!
Nos encontramos por aqui! :)
Beijinhos e até já! :)
-Aninha Albuquerque


0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html