30 janeiro 2017

BBB17 | O que faltou dizer de Antônio e Mayla
Com Acioli, Hanne e Raphael


aciolicontato@gmail.com

'Mayla'

Eliminada com apenas 55%, fica bem claro que o público teve dificuldade em escolher qual gêmea permaneceria no jogo.

É natural, já que ambas tem personalidades muito parecidas. Ambas são simpáticas, inteligentes, comunicativas, leves.

Mayla parece ser menos sensível e emotiva, parece ter menos disposição em revelar seus medos e anseios, construiu uma imagem de força e segurança em contraponto à fragilidade emocional de Emilly.

Justamente por isso, foi a irmã escolhida para deixar o jogo. O público tem a tendência de proteger os mais frágeis. Ou os que parecem ser.

Mas por outro lado, esse jeito mais despojado de Mayla poderia render bons momentos no jogo.

Seria muito interessante poder observar duas pessoas com exatamente  o mesmo DNA, com a mesma predisposição genética para reagir de forma igual aos estímulos, reagindo cada uma à sua maneira aos embates do jogo, e penso que neste quesito, Mayla lidaria melhor com a pressão.

Daí a dificuldade de escolha. Quem poderia render uma trajetória mais interessante? Depende do contexto.

Neste caso, temos um confinamento de personalidades muito fortes. Parece que a seleção desta edição foi especialmente eficaz em reunir egos marcantes.

E Emilly traz uma suavidade necessária ao equilíbrio da convivência. Simples assim.

Para Mayla, aqui fora, sem dúvida será uma experiência tão marcante quanto a da irmã que ficou. Observar diariamente quase que a 'si mesma' em situações cotidianas e estressantes, e de uma perspectiva tão inédita, pode ser tão revelador sobre sua própria personalidade quanto uma terapia intensiva.

'Antonio'

Já neste caso, dois irmãos não poderiam ser mais diferentes. Sendo gêmeos então, esta diferença é ainda mais marcante.

Antônio passou metade da semana achando que seu irmão, coitadinho, seria eliminado. Esta auto confiança muitas vezes é confundida com arrogância e foi o que aconteceu aqui.

76% já é bastante significativo para revelar a preferência ou rejeição do público, e entre gêmeos é ainda mais, uma vez que "supostamente" seriam pessoas bem parecidas, dificultando a escolha como aconteceu com as gêmeas.

Mas estes gêmeos não poderiam ser mais diferentes.

Antônio é mais seguro, mais extrovertido, mais confiante. Mas também fútil, vazio e infantil.

Manoel, bem mais sensível e comedido, parecia precisar da aprovação do irmão dominante e por isso assumiu um comportamento que o deixou visivelmente desconfortável.

Mas Antônio, sem de fato reparar no irmão, pois é daqueles que só reparam em si menos, estimulou e até mesmo cobrou esta postura. O que foi decisivo para sua própria eliminação.

Antonio, como bem disse o querido Titi, foi com muita sede ao pote. Quis mostrar que ele que deveria ser mantido na casa por ser muito mais atuante que o irmão. Em 5 dias foi tão intenso que até anunciar casamento com alguém que literalmente acabou de conhecer e de quem não sabe nada, ele anunciou.

Mas se esqueceu do fundamental: quem permanece no jogo, é quem conquista o público pelo que é, e não pelo que faz.

E neste quesito, Manoel foi muito mais eficiente do que o iludido e deslumbrado Antonio.



@hanne15115

A entrada de gêmeos nessa edição, com a possibilidade de ficarem na casa por uma semana, para que o público decidisse um de cada dupla para permanecer de forma definitiva no jogo, nos trouxe a oportunidade de observar um fato muito interessante: que irmãos gêmeos, talvez univitelinos, pois eram bem parecidos fisicamente, podem ter personalidades tão diferentes.

Iniciando pelo Antônio, creio ter sido eliminado por ter passado ao público a imagem que ele cultua, achando que seria certa, mas ao contrário, desagradou e muito, visto que saiu com porcentagem de rejeição, o excesso de prepotência surreal, uma autoconfiança no seu taco de galã, pegador, talvez pelo costume que ele tinha em sua vida cotidiana de ser assediado e uma maior facilidade no trato com as mulheres, mais do que o irmão, a quem criticava por suas atitudes, ao invés de engrandecê-lo por ser uma pessoa que agia diferente dele, mas de grande coração, menos racional, maduro, e querendo tomar um rumo mais centrado na vida. Existem pessoas como o Antônio aos montes, porém para se expor num programa tipo BBB, que retrata as características marcantes de personalidades dos participantes, ficou evidente que não seria a beleza, ou o tipo cachorrão pegador que o levaria a ser o vencedor. Seu desespero ao sair foi evidente que era mais por não acreditar que tinha perdido pro irmão, algo que ele considerava totalmente improvável. 

Com a dupla feminina, aconteceu o oposto, foi eliminada a irmã quietinha, que agia com o coração, imatura, insegura ao extremo, muito carente (palavras da própria), e que acredito formaria um casal bonitinho com o Luís Felipe, mas justamente por sua imaturidade e por ouvir conselhos que a fizeram tomar atitudes diferentes do que realmente queria seu coração, perdeu a oportunidade de ter aproveitado mais e recebido o carinho e proteção de alguém, que lhe faria muito bem, mesmo que fosse por poucos dias. Se ficasse estaria fadada a sair em algum paredão futuro, não chegaria à final, porque ao contrário da irmã, não tem cacife para enfrentar um jogo tão pesado como um reality show, onde estratégias de uma forte personalidade contam muito e isso a Emilly tem de forma mais acentuada. Outra característica oposta entre as duplas foi o fato de a Mayla ter demonstrado uma aceitação maior, no momento da despedida, por ter acontecido o previsível prá ela.

Vida que segue, veremos daqui prá frente até onde irão os gêmeos remanescentes, Manoel e Emilly, com a oportunidade que o público lhes deu.




rapha20156@gmail.com
raphadias__ insta

Quando Antônio entrou no BBB17 prometia ser um ótimo participante disparando nas pesquisas contra seu irmão, parecia estar ali para se divertir e curtir o BBB como uma eterna balada, se fosse assim talvez teria ficado no BBB.

Mas com a chegada dos demais participantes suas preocupações começaram e para ele é hora de começar a jogar, então começou a mudar de personalidade, ou mostrar sua real, poderia ter se dado bem, mérito nenhum para seu irmão que ficou com 76% já que ficou por ser o menos pior.

Mayla entrou no BBB pronta para detonar, com uma personalidade forte e contrária a da sua irmã, um mulherão como diziam, já sua irmã era mais fofinha e amorosa, Mayla foi e continuou a mesma depois da entrada dos outros participantes.

Acredito que o único motivo dela ter perdido para sua irmã foi que Emilly era mais fofa e delicada, uma pena pois Mayla daria uma ótima participante, melhor que sua irmã que talvez só irá chorar vamos ver.



8 comentários:

  1. Oi, Acioliiiiiii!!!!
    Saudades dos seus textos!
    Então, Bial, ou melhor, Titi; a Globo bobeou nessa edição, que muito me reporta às edições passadas, com o frescor da novidade, amei a casa repleta de informações; cores dentro e fora da casa, poucos espaços vazios, o que faz o confinado surtar mais rápido, para nossaaaaa alegriaaaaa!!!!...
    Digo que bobeou pois ao invés de deixar a cargo do público escolher a dupla de gêmeos que permaneceria no jogo, o que a meu ver seria muito mais interessante assistir; como brilhantemente você mencionou,ao invés de um menino e uma menina...escolheria as gêmeas, com certeza, pois no pouco tempo que ficaram juntas, mostraram a que vieram. Carismáticas, inteligentes, fofas, lindinhas e sagazes. Seria demais assisti-las juntas! Massss, como as regras foram outras, saiu o irmão mais bobo, frágil, inteligência mediana, instável, ansioso...fraco, mesmo. E ficou o Manoel, seu avesso. Quieto, religioso, não bebe, não curte baladas. Observador, parece que tem uma visão mais realista do jogo, só acho que se aliou as pessoas erradas. Mayara e Vivian.. A pistoleira e a deslumbrada...vamos ver o que ele acrescenta a essa edição, que a meu ver, promete!!! Titi fantástico, descontraído, natural, profissional e humano. Dez, nota Dez!!! Aguardo ansiosamente os conflitos, o emergir das diferenças, o jogo. Tenho alguns preferidos: Daniel,Mari,Marcos,Pedro, Emilly. Esses já disseram a que vieram. O resto para mim ainda é planta ou deslumbrado. Que vazem rápido. Queremos Jogoooo!!!! Bjss

    ResponderExcluir
  2. Debs! Seja muito bem vinda! Me divirto com sua visão ácida e comentários pertinentes! Então, a pistoleira e a deslumbrada, já devidamente apelidadas de Maymala e Vivibora, ô povo criativo, adoooro, ainda vão causar muito. E o embate com Marcos, se ele voltar, e esperamos sinceramente que sim!!, será show. A sutileza dele contra o desespero delas. As BFF não tem a menor chance! Bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maynaja e Vivíbora, segundo a Ana Paula Renault

      Excluir
    2. Isso! Maldito corretor, aff!

      Excluir
    3. Luís, a Ana Paula classificando uma participante de cobra, chega a ser cômico, em duplicidade então...

      Excluir
    4. hihihihihihi...né, Hanne?!kkkk claro q uma naja reconhece outra à distância só pelo sibilar de sua linguinha.

      Excluir
  3. Estas análises estão bem pontuais e factuais. Parabéns a todos.

    sobre Emilly, estou intrigada com a personalidade. Ao mesmo tempo que parece frágil e chorona, demonstra boa capacidade de raciocínio lógico sobre o jogo até o momento.
    Teve boas sacadas com posicionamentos precisos em momentos chaves para atrair a atenção para si mesma.
    Vamos ver qual versão de si mesma vai se apresentar + no jogo. A jovem chorona ou a jovem equilibrada e racional. Eis a dúvida que o tempo nos responderá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Milla,
      Minha análise diverge do Acioli e do Raphael, no que diz respeito à personalidade da Emilly, eu sempre a considerei mais madura e de atitudes mais adequadas para enfrentar o jogo, do que a Mayla, pois ela própria dizia ser muito carente e que precisaria de alguém para protege-la na casa.

      Excluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html