25 março 2016

RuPaul's Drag Race: S08 E03 - Por Rômulo Cordeiro

Já estamos no terceiro episódio da oitava temporada de RPDR, e esse terceiro episódio promete muita movimentação no workroom. Mas primeiros vamos relembrar o episódio anterior:


No episódio anterior as queens tiveram que performar uma versão do musical “Pitch Perfect”, as queens foram divididas em Lady Bitches e Shady Bitches, lideradas respectivamente por Cynthia Lee Fontaine e Chi Chi Devayne. O time vencedor foi o de Chi Chi Devayne, que também levou o título de melhor queen da semana. Em contra partida, Dax ExclamationPoint e Laila McQueen fora as piores e indicadas a eliminação. No Lipsync for your life as duas tiveram que dublar I Will Survive da Gloria Gaynor, o que é muita responsabilidade, e na minha opinião, nenhuma das duas soube representar o espirito e a mensagem que a música tem. Tanto que Mamma Ru mandou as DUAS pra casa, isso mesmo, as duas. Todos ficaram chocados, inclusive eu. Mais chocado ainda quando RuPaul pega o celular de Michele e decide ligar pra alguém... Quem será? Isso é o que precisamos saber para começar a entender o terceiro episódio.

Eis que RuPauls surge com o mini desafio que consistia em customizar roupas de juízes e ver qual Queen representaria a melhor versão, esse mini desafio foi chamado de “Supreme Court Realness”. Naomi Smalls levou a melhor nesse desafio.

E vocês lembram que a Ru tinha ligado pra alguém no final do episódio passado? Então, retornando da primeira eliminação, Naysha Lopez está de volta a competição


 Que claramente trouxe um desconforto para Acid Betty...


Mas em contra partida explodiu Cynthia Lee Fontaine de alegria.

Mas vamos voltar para o desafio semanal. Neste episódio Ru propôs que as queens encenassem seu novo seriado, fictício é claro, chamado de Roco’s Empire. Uma paródia da série américa Empire. Vencedora do mini desafio Naomi Smalls ganhou o direito de ser capitã de um time e Naysha, como dito pela própria Ru, como prêmio de retorno também seria uma capitã. Naomi escolheu: Robbie Turner, Bob the Drag Queen, Chi Chi Devayne e Cynthia Lee Fontaine. Já Naysha ficou com: Darrick Berry, Thorgy Thor, Kim Chi e ficando por último Acid Betty.


O time de Naysha Lopez encontrou dificuldade na escolha dos papeis, onde Kim Chi se pronunciou para interpretar a personagem principal da trama, porém, depois de alguns shades de Acid Betty, Naysha achou mais viável que ela trocasse de papel com Thorgy o que na minha opinião favoreceu muito bem o Time.

Por falar em Thorgy, pela primeira vez eu vi a competitividade nos olhos dela. Ao se deparar com Bob the Drag Queen do time adversário interpretando o seu papel, Thorgy deixou bem claro que queria guerra, queria mostrar que ela era mais divertida e hilária do que Bob.

Durante as gravações o Time de Naysha teve algumas complicações com alguns personagens, Darryck Barry foi uma delas, pois segundo Michele Visage, sua personagem não estava em conexão com as outras. Isso talvez possa por todo o time pra baixo. Por outro lado, a dinâmica e humor de Thorgy Thor deram o astral que Ru pediu na cena. Talvez tenha sido Thorgy a salvadora da equipe.


Já no time de Naomi Smalls, a coisa fluía muito bem. Além de conta com o talento de Robbie Turner dando dicas de interpretação, elas contavam com o humor de Bob the Drag Queen. Um comentário feito por Chi Chi Devayne fez bastante sentido. Durante as entrevistas individuais, Chi Chi disse que as adversárias deveriam se preocupar, já que elas não era negras. E fez sentido, acredito que Ruco’s Empire era um texto cheio de gírias do Brooklin o que se encaixou muito bem na atitude das meninas. 


Passada as gravações, chegamos ao dia da eliminação onde as meninas tem que mostrar o seu melhor look e melhor desempenho na passarela. Desafio dessa semana era desfilar sobre patins. De cara eu achei esse desafio interessante, além da dificuldade de casar o vestido com o tema patins, elas teriam que largar o salto. Essa condição já foi um impasse para Bob The Drag Queen que disse nunca ter patinado na vida. Por outro lado, Robbie Turner e Thorgy Thor já se sentiam na zona de conforto dela, uma vez que as duas tem drags bem anos 80 no auge da disco music. 

Foi num desses diálogos que a produção resolveu nos deixar mais íntimos das queens. Thorgy Thor abriu suas lembranças e contou que esse desafio lembrava sua mãe que faleceu quando ela tinha 19 anos. A forma que Thorgy lembra de sua mãe me fez pensar o quanto os anos 80 lembravam sua mãe. Pude perceber que ele é tão ligado aos anos 80 por essa razão e a forma que ele recebeu a notícia da morte dela, o fez criar esse personagem cômico, como foi dito por ela mesma, pra tentar esquecer os problemas.


Na Passarela, todas as queens deram o seu melhor sobre rodas, mas decidi comentar somente alguns looks. 

Bob The Drag Queen usou uma roupa futurista, a mesma alegou ser uma versão do filme Tron – O legado, e mesmo sem muita habilidade nos patins, ela conseguiu se sobressair. Juntando com sua performance em Ruco’s Empire, Bob garantiu o prêmio de melhor drag da semana.


Darrick Barry usou um vestido todo fofinho, com peruca rosa me fazendo lembrar as debutantes. O que foi muito apontado pelos jurados, principalmente Michele e Rupaul que disseram que ela tinha deixado a Britney de lado e tinha encarnado Katy Perry, e isso não mostrava a verdadeira Darrick. Rupaul deixou uma observação ao salva-la, deixou bem claro que era hora dela trabalhar pra surpreender. Acho que a chapa da Darrick está esquentando.


Cynthia Le Fontaine de longe foi o pior figurino, segundo Michele Visage a blusa, cabelo e acessórios conversavam entre si, mas quando se ia para a parte de baixo ela deixava a desejar. Sua performance em Ruco’s Empire deixou tudo muito perdido, ela não tinha o mesmo time da piada que as outras queens de seu time, o que lhe deixou perdida e ao mesmo tempo forçada. Isso lhe garantiu uma vaga no Lipsync for your life. 


Robbie Turner foi de longe a pior personagem. Como comentado por Chi Chi Devayne no Untucked, Robbie estava mais preocupado em repassar dicas e em dirigir as outras queens do que decorar suas falas, resultado, sua personagem foi um fiasco, e comparada com a versão de Acid Betty a interpretação de Robbie ficou meio xoxa. Na passarela ela serviu uma verdadeira patinadora dos anos 80, o que eu achei divino, porém não agradou os jurados. Michele alegou que a tinha muita peruca e pouca patinadora o que me fez pesquisar algumas imagens pra comparação. Sem falar na sua habilidade nos patins que deixaram todas de boca aberta. No final acho que o que mais contou foi a performance em Ruco’s Empire que foi muito cansativo de assistir. Robbie estava na berlinda.


No Lipsync for your life entre Cynthia e Robbie, RuPaul perguntou se elas preferiam dublar de salto ou de patins. Cynthia se sentindo mais confortável optou pelos saltos, já Robbie, demonstrando muita confiança foi de patins mesmo e deu um verdadeiro show sob rodas. 


A música escolhida foi "Mesmerized" por Faith Evans. Como imaginado Robbie conseguiu se salvar com seus movimentos e ótimo domínio da música, sendo assim damos tchau tchau pra Cynthia Lee Fontaine e seu Cucu. Uma pena, sempre achei que Cynthia tinha muito pra mostrar, apesar dos seus jargões cansativos, ela se arriscava e sempre tentava sair do seu conforto. Acho que foi essa constante vontade de se desafiar que a eliminou. 


9 Queens ainda restam, quem será a próxima? Escolha a sua favorita e até a próxima semana!!


Rômulo Cordeiro
Twitter: @Raiolaser_
Instagram/snapchat: raiolaser



3 comentários:

  1. Nossa, muito legal mesmo.
    Li a postagem anterior e agora essa. Demais.
    Parabéns ao Rômulo e ao Votalhada pela iniciativa de comentar o RPDR.
    Ainda não havia visto um blog que comentasse.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Bob mostrando para o que veio, realmente brilhou nesse episódio, eu GRITAVA de tanto que eu ria com ela no desafio de atuação, foi bem merecido a vitória dela nessa semana. To achando Robbie insuportável, mas Cynthia foi mesmo a pior do lipsync. Kim Chi e Thorgy cada vez mais ganhando espaço no meu coração, a história da Thorgy me deixou de coração partido :'-(

    e Derrick continua chatíssima, não aceita críticas e dá pra ver que ela não tem facilidade de se libertar do Visual Britney Spears, duvido muito que ela consigo ser o que a Chad é, pelo menos não agora.

    E preciso dizer que a edição dessa temporada tá ótima, me parece que eles estão mostrando muito mais das queens, até o untucked tá ótimo.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a volta da Naysha. Aquelas duas que sairam estavam muito ruins mesmo. Acho bom dar essa oportunidade para ela.

    Não gosto da Acid Betty. Não sei, não desce na minha garganta.

    Mais uma vez excelente post.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html