24 março 2016

RuPaul's Drag Race: S08 E01e02 - Por Rômulo Cordeiro

Oi pessoal, sou Rômulo Cordeiro e a partir de hoje estarei aqui no @Votalhada comentando os episódios da oitava temporada de RuPaul’s Drag Race. E como todo post sobre reality shows, é importante lembrar que teremos spoilers. Espero que gostem.


Bom vamos começar com um resumo dos dois primeiros episódios. É bom ressaltar que nessa temporada comemoramos a marca de 100 episódios, consequentemente, comemoramos 100 queens que passaram pelo Workroom de RuPaul. Vamos conhecer as participantes dessa temporada.


Acid Betty
37 anos, Nova York

Pra mim Acid é uma versão bem mais psicodélica da Detox com uma pitada de Alaska. Ela já se declarou a “bitch” da competição, o que não me surpreende muito, a maioria das queens que se vendem assim nunca conseguem sustentar essa pose até o final.


Bob The Drag Queen
29, Nova York


Bob não tem papas na língua. Já chegou se auto definindo como hilária, linda e talentosa. Acho que teremos bons momentos com ela.


Chi Chi Devayne
29, Luisiana


Chi Chi é uma drag de origem humilde, e não nega. Ela mesma já disse que quer muito esse prêmio de 100 mil Dólares e que não vai medir esforços pra consegui-lo.


Cynthia Lee Fontaine
34, Texas


Cynthia é a representante Latina da temporada. Natural de Porto Rico e atualmente vivendo no Texas, Cynthia já chegou emplacando seu jargão “see my cucu” fazendo referência a sua bunda. Cynthia me lembra um pouco Tammie Bronw da primeira temporada.


Dax Exclamationpoint
31, Georgia


Dax segue a linha de drag queen nerd inspirando-se nos personagens de quadrinhos. Seu primeiro look foi Tempestade. Será que ela vai investir nesse estilo até o fim ou teremos uma outra Dax?


Derrick Barry
32, Las Vegas


Derrick é a drag cover oficial de Britney Spears em Las Vegas. Eu realmente espero que Derrick se comporte da mesma forma que Chad Michaels se comportou na quarta temporada, mesmo sendo cover da Cher nas passarelas ela representava a Chad, e isso lhe rendeu um top 3 e o primeiro lugar no All Stars.


Kim Chi, 27
Chicago


Kim é a primeira Drag coreana a participar do Reality. Seu estilo de maquiagem é inspirado nos mangás e desenhos japoneses. Uma fofa não é?


Laila McQueen
22, Massachusetts


Laila é uma das mais novas queens dessa edição, tanto em idade quanto na experiência como drag. As primeiras impressões Laila se mostrou muito retraída e introspectiva. Tomara que isso não seja um empecilho, pra mim ela é bem polida e tem potencial.


Naomi Smalls
21, Califórnia


É notável que Naomi é fascinada por modelos né? Não só por seu nome, mas também por sua postura na passarela e suas belas e longas pernas.


Naysha Lopez
31, Chicago


A Show Girl dessa edição. Naysha foi Miss Gay Continental e como suas antecessoras ela gosta de falar seus títulos.


Robbie Turner
33, Seattle


Robbie tem origem e experiência com o sucesso. Origem pois vem da terra de Queens consagradas como BenDeLaCreme e Jinkx Moonson. Experiência por estar há quase 10 anos nessa profissão. Acho que aprenderemos muito com Robbie.


Thorgy Thor
31, Nova York


Thorgy é humor e alto astral constantes. Desde a primeira vista percebemos o quanto ela é engraçada. Será que haverá alguma disputa de humoristas com a também hilária, linda e talentosa Bob The Drag Queen?


O primeiro Mini desafio foi o tradicional photoshoot, esse mais especial do que os outros. Em comemoração do centésimo episódio RuPaul convidou as vencedoras das últimas temporadas para colaborarem com o desafio. Algumas queens tremeram na base, o que é normal. Se eu estivesse no lugar delas, rodeada de divas do mundo drag com certeza eu surtaria. 
Quem levou a melhor foi Derrick Barry 


Na primeira passarela as queens tiveram que darem o seu melhor reutilizando materiais já usados para recriar os desfiles mais icônicos das temporadas passadas. Robbie Turner foi a escolhida por sorteio a designar para cada queen o seu tema. E quem levou a melhor nesse primeiro desafio foi Kim Chi. 


E as duas piores foram Naysha Lopes e Laila McQueen, o que me pareceu bem justo. Naysha como boa show girl foi querendo mostrar duas coisas que predominam nelas: Elegância e o belo corpo. Porem a sua fenda no vestido não agradou os jurados e alguns erros na execução do seus vestido não foram bem feitas o que acabou deixando algumas imperfeições a mostra. O pior foi ela tentar amenizar a situação com a justificativa: “Eu não sei costurar”. Querida, vamos acordar, oitava temporada, já tem bastante conteúdo e bastante exemplos de que essa justificativa não ajuda muito as queens e muito menos que isso irá fazer RuPaul se sensibilizar. 


Já Laila, bom, seu desafio era o RuPocalipse, o que eu imaginei que seria bem casado com sua personalidade gótica. Mas erro meu, Laila não soube combinar sua montação com as botas deixando Michele e Carson intrigados. 

O Lipsync foi o mais chato possível, a música escolhida foi Applause da Lady GaGa, teve direito somente a movimentos com os braços por Naysha Lopez e Laila McQueen correndo de um lado pro outro e se jogando no chão desesperada. 

Naysha foi eliminada, o que me fez acordar pra essa temporada. Ru já está eliminando as que tem potencial. Nunca imaginei Naysha sendo eliminada tão cedo. 

Então vamos pro o que você precisa saber do segundo episódio da oitava temporada de RPDR. 

Depois da eliminação de Naysha, as queens remanescentes sentem a pressão do programa e percebem que a coisa começou de verdade. E como começou viu queridos.

Logo no mini desafio, todas tiveram que dançar a música Cha Cha Bitch de Ab Soto com participação de RuPaul. Todas trouxerem suas versões, umas mais mal feitas do que as outras, afinal elas tiveram um curto espaço de tempo para pensarem em seus passos e fazerem uma maquiagem no mínima aceitável. As vencedoras do desafio foram Chi Chi Devayne e Cynthia Lee Fontaine, e ganham o direito, ou castigo depende do seu ponto de vista, de serem capitãs dos times e de escolherem quem iriam compô-los. Chi Chi escolheu:  Acid, Thorgy, Dax e Naomi. Enquanto Cynthia ficou com Bob, Derrick, Laila, Robbie e Kim Chi.

O desafio semanal consistia em uma paródia do filme Pitch Perfect, ou A Escolha Perfeita aqui no Brasil. Os dois times foram intitulados de Shady Bitches composto pelo time Chi Chi Devayne, e o Lady Bitches interpretado pelo time de Cynthia. 



Durante os ensaios podemos ver que a verdadeira personalidade de Acid Betty. Acid se mostrou totalmente difícil de se trabalhar me grupo sempre atacando as outras meninas e não concordado com suas opiniões. Por diversas vezes eu não vi mais Chi Chi como líder. 

Enquanto isso no time de Cynthia, Kim se via diante de um verdadeiro desafio. Ela mesma reconheceu que não é boa dançarina e durante uma entrevista individual ela confessou que nem ela mesma se escolheria prum desafio de dança. Tive dó.

Um diferencial dessa temporada é um quartinho onde as queens podem desabafar, sozinhas, sem ninguém, além do público é claro, julgarem elas. E adivinhem quem estreou esse quartinho... Isso mesmo, Kim Chi. Kim soltou seus sentimentos e disse que não queria colocar o time pra baixo, que estava se esforçando pelo bem de todas. Achei a coisa mais sincera de todas as temporadas, confesso que já a amei por tudo isso.

Na passarela o tema foi o tema era Premiere de Filmes, o que deu muita visibilidade ao jeito simples porem elegante de Chi Chi Devayne. Diferente de outras queens, Chi Chi foi usando uma roupa que segundo ela seria confortável num red carpet e ela gostava por ser barata e vermelha. No Untucked, as outras queens a questionaram sobre a origem do vestido e todas riram quando ela comentou que era de uma loja de 1,99. 


E vale lembrar que a sua performance no musical ajudou muito. Seu jeito descontraído e de mulher barra pesada do gueto casaram como uma luva pra ela essa semana. Foi sem sombra de dúvidas muito merecida essa vitória.

Já as duas piores ficaram Laila McQueen e Dax Exclamation Point que dublaram “I Will Survive” da Glória Gaynor. Vamos combinar que não é uma música fácil, tanto pelas suas expressões e mensagens que são expressas na letra.


E me parece que elas não souberam agradar Mamma Ru. RuPaul tomou a decisão de mandar as duas pra casa. Isso mesmo, as DUAS! O que será que RuPaul está tramando? Aliás, quem é a pessoa que ele ligou no final do episódio? 

Ainda restam 9 queens, e uma está a caminho. E pelo caminhas da carruagem o próximo episódio promete grandes emoções. 

Já escolheu a sua favorita? Me conta nos comentários e me sigam nas redes sociais.

Abraços e até a semana que vem!

Rômulo Cordeiro
Twitter: @Raiolaser_
Instagram/snapchat: raiolaser



4 comentários:

  1. Rômulo, seja muito bem vindo a Equipe do Votalhada.
    Muito obrigado por partilhar tuas postagens conosco e com nossos leitores.
    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que demais um reality de Drag, já tinha ouvido falar mas não pensei que era tão legal assim, além que você Rômulo escreve muito bem parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito desses 2 episódios, acho que desde a 5ª temporada a gente não via tanta drag competente como vimos nessa, eu gostei da maioria. Agora sobre as minhas favoritas já fica mais difícil hahahah mas nesse primeiro momento eu acho que sou #TeamNYC, Acid, Bob e Thorgy. Já tinha ouvido falar da Acid Betty mas nunca tinha visto nada dela, gostei do pouco que vi no pré-show, o visual dela me lembrou um pouco da Vivacious, só que muito mais on point, muita referência aos club kid, mas sem exagero e sem ser tão antiquado, já sobre a personalidade, realmente não era o que eu esperava, ela é extremamente competente, mas é muito "não tenho tempo pra quem tá começando" (Suzana Vieira feelings), acho que isso possa ser o pecado dela nessa season, essa preocupação em estar sempre "perfeita" - característica que a Ru já andou criticando muitas queens.

    Sobre a Bob... meu deus o que falar dela? é óbvio que ela nem se preocupa com os looks, porque nem é a proposta dela, mas a personalidade consegue fácil sobrepujar o visual, amei o humor nonsense, até com o próprio nome ela consegue fazer piada ("Big Old Bottom" hahahahah) e no desafio do photoshoot também foi ótima. Foram só 2 episódio mas eu chuto fácil um top3.

    Agora sobre a Thorgy, eu achei ela muito "ok" no Meet The Queens, mais do mesmo sabe? mas isso foi no pré-show, depois desses 2 episódios eu mudei completamente de ideia, achei ela muito boa, fofa e focada, provavelmente a minha favorita dessas primeiras impressões.


    E também preciso falar sobre Kim Chi, eu acompanhava ela desde antes da S06 pelo instagram e sempre adorei o visual dela (sou apaixonado por drags não convencionais rs), mas preciso confessar que ela me decepcionou um pouco na passarela, porém mesmo retraída, a simplicidade e a sinceridade dela acabou me convencendo, acho que ela tem boas chances de ser a miss congeniality dessa season.


    e sobre Derrick Berry... como diria Kennedy Davenport: Girl, please, no. Sorry. Next.

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente estou super feliz em encontrar um blog que fale do RPDR.

    E Rômulo, você é ótimo. Adorei ler teu texto.

    Adorei Bob The Drag e Cho Chi.
    Darrick é masculina demais quando montada.
    Kim Chi, tadinha, tá perdidinha. Parece que está marchando de salto. Mas torço para que vá longe.

    Vamos ao próximo post...
    Beijo.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html