03 abril 2014

O que faltou dizer...
Quinta-feira, 3 de abril

As opiniões emitidas nas mensagens e comentários são de responsabilidade
exclusiva do autor das mesmas e não expressam necessariamente
as da administração e de outros colaboradores do Votalhada.



Bom, eis que ela conseguiu, ou quase... só que não.

Uma menina que tinha tudo para ser bacana: é bonita sem ão, peitão, traseirão, carão e justamente por causa disso, tem uma beleza natural e simples como quase não se vê mais, infelizmente.

É inteligente, articulada, esperta, objetiva, decidida, segura, e de quebra, ainda é expert em BBB.

Essas qualidades, analisadas isoladamente, seriam suficientes para vencer o jogo, concordam?

Só que não... O que foi que não deu liga? 

Afinal, só voltou do primeiro paredão porque a torcida Frango estava pulando Carnaval... deu sorte. O que, aliás, é ingrediente importantíssimo pra vencer BBB, e ela teve A SORTE, o último líder, posto mais estratégico de todo o jogo! 

Teve muita astúcia também, outro ingrediente fundamental. Identificando pontos fracos de outros jogadores, orquestrou as circunstâncias que originariam a eliminação de seus ameaçadores adversários, se fazendo de vítima com tanta maestria que o povo lá dentro comprava a briga, e com entusiasmo, lol! 

É ou não é muito esperta?

Pena que também se mostrou amarga, egoísta, invejosa, algumas vezes maldosa e acima de tudo, sempre vítima das circunstâncias que ela mesma criava para se vitimizar... A cada semana ela criava uma nova circunstância, e de quebra ainda virava melhor amiga de infância do líder da vez. 

Seria só esperteza no jogo? Ou espelho da alma? Pois é...

Uma menina que poucas vezes vi sorrindo aquele sorriso, sabe, que ilumina o rosto porque é verdadeiro. Que poucas vezes vi mostrando empatia com os BFF (só que não, lol) que fez no jogo. Que poucas vezes, ou nenhuma, não lembro, vi mostrando um lado humano, sem jogo, de sentimentos reais como tristeza, confusão, medo, insegurança. 

Pois é, acho que foi isso que faltou pra dar liga, deixar de ser apenas a advogada astuta, articulada e estratégica para nos mostrar também a Angela real, orgânica, que se entrega, que aprende, que ensina, que erra, que se arrepende, que chora, que dança como se ninguém estivesse vendo, que gargalha sem medo de ser feliz, que é imperfeita e vulnerável.

É... faltou viver, Angela!



Angela... tipo assim (aprendeu com o Slim)... a vitimizada, soube usar do atos pouco honrosos de outros participantes para atrair os holofotes, aparecer nas edições e mostrar-se fragilizada, coitadinha.

Só que assim como o Marcelo, abusou na dose e se tornou uma chata repetitiva. Jogou muito, articulou indicações, soube levar todos na sua conversinha de boa moça assediada por um chato inconveniente.

Descontente por não ter sido a diva da casa, não engoliu perder o Jr para Letícia e ai começou seu reinado de lamurias e inveja.
Fez bela dupla com Slim, depois arrebanhou o Cássio para seu lado, sempre no papel de  coitadinha. Já perto da final ambos se deram conta da cobra que estavam acobertando, porem já era tarde e ela conseguiu chegar a final.




0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html