20 janeiro 2017

BBB17 | Conheça os novos participantes




Vivian
Vivian tem 23 anos, é advogada e foi Miss Amazonas e Miss Simpatia do Brasil em 2012. A sister é nascida e criada em Manaus, mas diz que se deslumbrou quando percebeu o "mundo gigante" fora da sua cidade natal. "Acho até que teria uma competência de ficar um tempão sentada estudando pra concurso. Mas tem alguma coisa dentro de mim que quer explodir, sabe?", dispara. Vivian contou que já ficou com um sertanejo famoso!




Rômulo
O diplomata de 39 anos é casado, sem filhos, nasceu em Goiás e mora em Brasília (DF). Além de funcionário público, Rômulo diz que faz "coisas para manter a saúde mental": ele é também triatleta, escritor e já viajou o mundo. "Tem poucas coisas que me tiram do sério. Se o cara for arrogante e genial, eu tenho bastante paciência. Mas se o cara for arrogante e burro junto...".




Roberta
Ela tem 21 anos e vem de São Paulo já pensando em causar. "Super me vejo lá na casa saindo com um biquíni de cintura alta, uma viseira pink, um óculos de sol, coque, uma saída de praia e tocando Beyoncé na minha mente. Adoro!", avisa. Roberta se diz feliz e alegre, mas revela o que a deixa de mau humor: "Fome, com certeza!". A sister já fez barraco por ciúme e diz que ama ser gordinha: "Me acho pleníssima".




Pedro
Ele tem 29 anos, vem da capital de São Paulo e é jornalista e apresentador especialista em games. Pedro diz que é vidrado no assunto e vai encarar o BBB17 como um período de férias longe das tecnologias: "Quase um detox". O paulistano já estudou cinema e morou em Montreal, no Canadá, e analisa suas escolhas: "Muitas das coisas da minha vida acontecem mais por acaso. Eu simplesmente aprendi a primeiro aceitar o que vem e depois descobrir o que eu tenho que fazer".




Mayara
A mineira de 26 anos mora sozinha em São Paulo, estuda Direito e pretende ser juíza. "Sofri bullying quando estava na escola. Mas foi bom, fiquei muito segura", revela. Mayara se diz casca grossa, mas se emociona ao lembrar desse período na infância.

A sister diz que se aproxima dos homens de maneira fofa e esconde sua natureza. "Não mostro que sou agressiva, não. Só se eu já tiver ficando e envolvida com o cara e ele não estiver me dando bola. Mas isso é muito difícil de acontecer", diz. Envolvimento na casa mais vigiada do Brasil? Mayara pretende e avisa: “É bem difícil ficar sem sexo porque eu gosto demais. Sou escorpiana, né?”.




Marinalva
A velejadora de 39 anos participou das paralimpíadas e promete garra nas provas do BBB17: "Sou muito competitiva". "Já ouvi essa frase: 'Não é possível'. Gostaria de reagir de uma forma que eu pudesse dizer: 'Agora é, né?'", ela dispara. Marinalva também se descreve como mulher forte, franca e que gosta de cuidar da aparência: "Parei de competir na natação porque detonava os fios de cabelo".




Marcos
O cirurgião plástico de 37 anos é gaúcho de Porto Alegre, mas mora em Sorriso, no Mato Grosso. Ele diz que é "um cara difícil" e explica: "Tenho que entender que o normal para outras pessoas é um nível bem mais baixo. Sem me achar o melhor do mundo". Marcos está solteiro e pensa sobre romance na casa do BBB17. “Se pintar alguém com o perfil que eu goste, vai. Gosto de mulher de atitude, que trabalhe e seja sarada. Tem que ter um corpo bonito".




Luiz Felipe
O brother de 28 anos é comerciante e vem de Maceió, em Alagoas. Ele avisa que, apesar de não parecer, é meio nerd. "Sou aquele nerd não aparente", explica. Luiz Felipe terminou um namoro recentemente e decidiu chutar o balde. Palavras do próprio! "Só vou namorar depois que ficar com uma menina de cada estado", promete. O participante diz que é tímido na hora da conquista: "Mas assim... Se eu ver uma brecha, eu caio matando".




Ilmar
Advogado e cozinheiro, 38 anos, morador da capital do Mato Grosso do Sul: esse é Ilmar, 'Mamão' para os mais íntimos. O brother está divorciado há três anos e se declara um namorador inveterado. "Meus amigos gays dizem que eu sou distribuidor de amor", brinca. Mas, se ouvir o pedido do filho Igor, de 13 anos, Ilmar vai perder essa fama no BBB17. É que o pequeno fez uma imposição ao pai: "Sem namoro na casa".




Ieda
Ieda tem 70 anos, é aposentada e vem de Canoas, do Rio Grande do Sul. Na família, ela é chamada de Susaninha: "Extrovertida, musa e sempre de bom humor. Todo mundo diz que somos parecidas", explica a sister, que é fã da atriz Susana Vieira.

Ieda já foi casada, está separada há 17 anos e diz que não curte homens da sua idade. "Sou cantada de vez em quando ainda. A mulher mais velha se atrai pelo homem mais novo", diz. A participante foi a primeira Miss Canoas e não cansa de curtir a vida: "A gente pode ter 70 e viver como se tivesse 20".




Gabriela Flor
Baiana e solteira, "graças a Deus". Gabriela é bailarina, tem 27 anos e não gosta de 'mimimi'. "Me considero diferente das meninas da minha idade", avalia. A sister adora cozinhar e limpar e diz que pode ajudar com tudo na casa do BBB17. "Até o bicho pegar, né? Porque tudo tem limites", avisa. Gabriela cresceu em uma comunidade internacional na Bahia e hoje dá aulas de dança para meninas carentes.




Elis
A sister deixou sua cidade natal, em Goiás, para buscar uma vida melhor em Brasília. Na época, Elis também teve que deixar os filhos para trás. "Foi uma decisão difícil, mas eu faria de novo", avalia. Ela foi mãe com 15 anos e hoje tem filhos de 23, 21 e 14 anos. "E mais dois de coração", acrescenta. Com 40 anos, Elis explica que é cabeleireira e microempresária. "Não sou aquela mãezona, não, mas gosto muito de cozinhar".




Daniel
O brother tem 41 anos e é agente de trânsito e segurança em Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo. Daniel é colecionador e tem mania de organização: "Bagunça e teimosia me tiram do sério". Sobre relacionamentos, o paulista diz que tem dificuldade de manter algo sério por falta de tempo. E entrega: "Eu tenho dedo podre pra mulher carente, mulher ciumenta, mulher que fica pegando no meu pé. Eu não sou botão pra ficar me apertando".




Os gêmeos que vão disputar uma vaga


Antônio e Manoel
Os jovens são sarados, engraçados e despertam olhares por onde passam. Bastam poucos segundos de conversa para qualquer pessoa se encantar e querer passar o dia inteiro batendo um bom papo. Os gêmeos de Vila velha, no Espírito Santo, podem ser considerados um belo partido sim ou com certeza? O charme dos irmãos do BBB17 já conquistou várias garotas. Aliás, Antônio e Manoel admitem que já causaram confusão ao ficarem com a mesma menina. “Já rolou algumas vezes”, entrega Manoel.




Emilly e Mayla
As gêmeas têm 20 anos e são idênticas. As estudantes gaúchas dividem tudo. O quarto, as roupas, as baladas e um pai apaixonado. As duas falam sem parar, mas as personalidades são bem diferentes. Emilly é mais agitada e tem um sonho na vida: ser rica! Mayla é mais romântica (ou ingênua, segundo a irmã) e quer ser nutricionista esportiva. Em comum? Uma cumplicidade muito grande.





4 comentários:

  1. Olhando os participantes de forma bem distante, sem o conhecimento ainda das atitudes, gostei do Ilmar, me parece sério e com critérios para ser um bom jgador.

    A Ieda vem no mesmo perfil da Harumi, socialite metida a besta, e se for chatonilda como era a outra será a primeira a vazar.

    Não tenho nenhum tipo de preconceito e torço por todo tipo de pessoas mesmo com deficiências físicas. Meu questionamento é só em como uma cadeirante terá condições de executar provas de resistência que exijam habilidades para correr, saltar, ou seja, por mais que existam condições de provas adaptadas para pessoas com algum tipo de necessidade, já vejo desvantagem na participante e até uma pulguinha atrás da orelha com relação ao apelo emocional que ela poderá exercer no público que a poupará de eliminá-la da casa, como acontecia com os "pobrinhos" de outras edições.

    Posso estar totalmente enganada, espero que sim, mas achei que tem um forte apelo da produção em querer inovar com uma deficiente nesta edição.

    ResponderExcluir
  2. Acho que o motivo foi mais pela inclusão mesmo. Não vejo mais o público de um modo geral, tanto da internet quanto do sofá, abraçando os coitadinhos, se forem fakes. Porque não vejo a Marinalva como coitadinha, vejo como alguém de personalidade forte e determinação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperemos que sim, o que quis dizer em relação ao apelo emocional, não é por parte do participante, mas do público que sempre se deixa levar muito por fatores extras que não o do verdadeiro competidor para favorecer um brother.

      O que fez o César para ganhar o BBB15 se não este tipo de apelo se ser do interior, com coração puro e verdadeiro? quando na realidade ele era dissimulado, muito esperto, não se esforçava sequer para ganhar uma prova e não fez nada prá merecer ganhar o prêmio, usou justamente desse apelo que ele sabe que o público compra, entende?

      Excluir
    2. Sim, entendo perfeitamente. Mas discordo, rs. Acho que o César venceu porque deu sorte. Por causa do jogo solitário, conseguiu se manter discreto e fora do alvo por boa parte do jogo. Quando finalmente começou a chamar a atenção dos brothers, conquistou uma torcida apenas porque foi perseguido. O público não gosta e não compactua com perseguição. No fim, teve a sorte de vencer a única prova no jogo todo que precisava vencer para ir para a final. Na final, deu mais sorte ainda de ir com outra que era pior do que ele. BBB é na minha opinião, 50% sorte, 40% estratégia e 10% real merecimento ou simpatia do público.

      Excluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html