30 abril 2016

RuPaul's Drag Race: S08 E08 - Por Rômulo Cordeiro

No Episódio anterior as queens foram desafiadas em duplas a fazerem uma campanha eleitoral jogando shade gratuito em sua oponente o que estreitou laços de amizades apesar de algumas picuinhas internas. Bob the Drag Queen e Derrick Barry foram as melhores e garantiram o desafio da semana. Já o Bottom 2 foi disputado por Chi Chi Devayne e Thorgy Thor, eliminando a nova-iorquina Thorgy. E isso é tudo o que você precisa saber sobre o episódio passado.


Após a eliminação de Thorgy, o nosso top 5 discutia mais uma vez sobre Derrick Berry. Primeiro foi Chi Chi Devayne deixando bem claro que quem deveria ter dublado no episódio anterior devia ter sido Derrick. Kim Chi não deixou passar e falou que se dependesse do look de Derrick, ela deveria mesmo estar no bottom 2. Naomi Smalls levantou a bandeira de que a maquiagem de miss Berry não é nem um pouco parecida com uma maquiagem de drag e sim como uma mulher da vida real faria pra ir trabalhar. Vendo todos esses comentários eu não tive nem argumentos para defender Derrick, por que tudo isso é verdade migos. Não há nada que Derrick faça, além de imitar a Britney, que faça ela se destacar dentre as demais que ainda estão na competição. Nem mesmo o básico pra ser uma drag reconhecida, que é fazer uma boa maquiagem, Derrick nos surpreende. Acho que até minha prima de 12 anos consegue se maquiar melhor do que a Derrick.

Depois de todos esses argumentos, Derrick só conseguia se defender mostrando quão invejosas as demais são, o que é uma pena, por que acredito que não há algo que as outras façam ruim que a Derrick não faça pior. Falta defesa pra você Miss Berry.


O mini desafio dessa semana foi o amado show com os fantoches. Particularmente adoro esse mini desafio porque nessa altura do campeonato ele potencializa as rivalidades e o veneno gratuito entre as queens, que já estão mais entrosadas ou já conhecem suas respectivas rivais.

A divisão ficou assim: Bob pegou o fantoche Kim Chi, Chi Chi Devayne pegou Bob The Drag Queen, Derrick Berry pegou Naomi Smalls, Naomi Smalls pegou Derrick e Kim Chi pegou o fantoche de Chi Chi.

Foi veneno pra todo lado, desde os comentários sobre o andar desengonçado de Kim Chi, até a atitude e a mesma desculpa de Chi Chi em ser uma queen barata. Mas o foco mesmo foi o veneno destilado entre Naomi e Derrick, que rendeu uma conversa até o início da prova da semana sobre o quanto Naomi não tinha talento e como ela se projetava apenas como uma supermodelo e o quanto era evidente que Derrick não deveria ter ido a competição para encontrar a sua drag, uma vez que todas as queens achavam que Derrick só sabia imitar a Britney até neste exato momento da corrida. Ambas, estavam certas em alguns pontos. Naomi começou a competição sendo a supermodelo com apenas duas peças para compor seu look, seja lá qual fosse o tema da passarela, porém, a menina Smalls abriu o olho para as críticas e desde então vem sendo salva. Já Derrick, é aquele fiasco. Por mais que Derrick tente, ela acaba voltando a errar em coisas básicas que ela acertava, ou pelo menos já tinha melhorado. Semana passada ela errou na maquiagem, daí essa semana ela resolveu inovar e acabou errando na roupas (vide passarela). Achei que Derrick estava sabendo mais atacar do que se defender e atacou tanto que irritou Naomi.


O Desafio da semana foi o The Book Ball, onde as queens teriam que fazer três look diferentes para contar a história de duas vidas. O primeiro look foi Baby Drag Realness, onde elas tinham que representar como foram sua infância, mais precisamente aos cinco anos, o segundo look foi o That’s my mama Realness, onde teriam que representar suas mães no look, e por último uma Autobiografia Eleganza Extravaganza com um look de gala onde representassem suas drags com um detalhe, feitos com páginas de livros. Finalmente pensei num desafio complicado pra elas. Finalmente RuPaul decidiu tirar essas meninas da zona de conforto. Teriam que trabalhar rápido, fazer algo bom e ainda, com material não muito convencional. Acho que a temporada ficou chatinha porque não havia muito desafios complicados como vimos na quinta e sexta temporadas. RuPaul ta pegando muito leve ultimamente.

Mas vamos aos looks.


Kim Chi quis mostrar um conto de fadas, onde sua baby drag era uma sementinha, passando por sua mãe uma planta já fortificada e por fim sua drag desabrochada numa bela flor. Kim Chi se superou nesse desafio. Além da roupa magnifica de papel e das cores bem chamativas, a versatilidade na maquiagem dela ficou mais evidente nesse desafio. Ela conseguiu deixar a mesma maquiagem nos três looks e fazê-la funcionar. Não é de hoje que me surpreendo com o talento de Kim.


Naomi Smalls mostrou a sua concepção. No look do baby drag entrou de fraudas e encarnando uma top model. Segundo Naomi a criança encontrou uma revista vogue no escritório da mãe e desde então sonha em ser modelo. No Look pra representar a sua mãe foi uma ótima jogada entrar com dois bebês de etnias diferentes e um look monocromático, representou muito bem sua mãe e me passou uma visão de igualdade perante aos filhos, afinal a mãe de Naomi teve vários filhos, entre biológicos e adotados. O Eleganza Extravaganza foi definitivamente muito bom para menina Smalls. A silhueta era muito parecida com alguns outros looks dela, principalmente com o desafio passado onde ela se inspirou em Raven, mas tinha um ar Naomi, tinha algo que me fazia pensar: “Eu nunca usaria isso, mas na Naomi fica perfeito”. Acho que depois de tanto shade de Derrick Barry mais cedo no workroom, Naomi se entregou mais a sua essência.


Bob The Drag Queen trouxe pra mim um estilo de criança inocente, mas na sua inocência existia uma malicia engraçada. A própria citou que a sua baby drag já tinha convicção que seria uma Queen no mesmo instante que calçou os sapatos de sua mãe. Na representação de sua mãe fiquei me perguntando se realmente a mãe dela se vestiria e andaria com tanta vontade como Bob a estava representando, e foi só quando comparei as fotos eu percebi que poderia ser real. Gostei do jeito que ele a descreveu, a figura que ficou marcada. A melhor mãe pra mim foi a de Bob. Se ela foi boa na mãe, deixou a desejar no Eleganza Extravaganza. Bob cometeu o maior erro ao não usar as páginas dos livros no look. Estava bonito, muito bem colocado e criado, mas estava fora do desejado. Uma pena, resultado, Bob no Bottom 2


Chi Chi Devayne entrou como uma criança que gostava de usar roupas e joias de sua mãe, um clássico muito bem trabalhado, foi um tema fácil, mas os acessórios deixaram bem claros que Chi Chi não se limitou em poucas coisas como o baby drag de Naomi. A representação de sua mãe foi um pouco fora do que ela comentava. O look animal print me dava um ar festivo que era um ponto a se trabalhar da mãe de Chi Chi, mas era um ar festivo demais e financeiramente bom demais pra história que ela vem sustentando de que é pobre e que veio do gueto, foi uma análise meio complexa de se entender da minha parte porque tô juntado fatos que s queens vêm relatando no decorrer da temporada, e ao meu ver existe uma linha tênue entre ser festiva e pobre e festiva e rico. Da pra ser festivo em ambas classes sociais, mas de maneiras bem diferentes. Acho que esperei uma mãe diferente da que me foi apresentada. Mas o look não estava ruim. No Eleganza Extravaganza, Chi Chi estava na sua praia. Ela já tinha relatado que tinha usado roupas
de papel e aproveitou essa oportunidade pra mostrar seu talento até nos acessórios fazendo pulseiras e brincos de papel. Quer mais criatividade do que isso?


Derrick Barry pra mim foi erro do começo ao fim. Seu baby drag segundo ela era inspirado na pequena sereia, mas não tinha nenhum alma infantil ou alguma coisa que remetesse a energia infantil da coisa, parecia que era só mais uma passarela pra mim, não tinha nada de criança naquilo. A representação de sua mãe mais parecia um personagem ruim da Julia Roberts de tão sem graça. Foi ruim de ver e quando comparava com as outras percebia-se que não tinha sido muito bem trabalhada. Já seu look Extravaganza Eleganza foi o ponto final pra mim. Alem de cometer a primeira critica que ela recebeu nessa temporada que foi apenas enfeitar lingeries ou corset o acabamento do look parecia trabalho de escola de uma criança, ou como Kim Chi comentou, era um scrapbook juvenil. Se ela tivesse usado esse look como baby drag, teria me convencido mais. Resultado, Derrick também estava no Bottom 2.

Com Bob e Derrick no Bottom 2, a vitória foi pra Kim Chi, muito merecida!


Durante o Bottom 2, Bob e Derrick dublaram a música “You Make me Feel (Mighty Real)” de Sylvester. E tenho que aplaudir de pé o Show que Bob The Drag Queen deu em cima daquele palco. Bob usou de todas as suas artimanhas pra dominar aquele palco, soube dosar as caras e bocas e por nenhum momento deixou se ofuscar por Derrick, que por sua vez esperneava, jogava braços e cabelo pra todos os lado e se jogava no chão. Enquanto Bob ia crescendo sua energia de acordo com a música, Derrick já começou no auge do clímax que a música transmite, acho que isso a deixou mais cansada e sem folego pra terminar de forma mais icônica. Deve ter sido doloroso pra RuPaul ter que eliminar uma delas, mas a decisão não deve ter sido difícil.


Resultado, Shantay you Stay pra Bob The Drag Queen, e Sashay Away pra Derrick Berry

Chegamos enfim no top 4 dessa temporada mas pra mim ainda é difícil mensurar quem fará parte do tão sonhado top 3 e da almejada coroa de America’s drag super star. Mas mesmo assim deixarei meu top 3 da semana.

3 – Chi Chi Devayne:

Chi Chi parou mais de se esconder por trás do jargão de queen pobre, dos restos e coisa e tal e começou a viver mais a competição. Temos que reconhecer o talento para roupas e a criatividade de Chi Chi. Pra mim ela tem perfil de top 3.

2 - Kim Chi:

Kim Chi sabe se vestir e acima de tudo fazer maquiagens que valorizem seu rosto e olhar, principalmente o olho asiático. Minha experiência com maquiagem sempre achei olhos puxados difíceis de maquiar, mas Kim sabe driblar isso. Sem falar do bom gosto e bom senso que ela tem. Acredito que de todas as queens dessa temporada, Kim Chi é a mais autocritica e que sempre tenta dar o seu melhor. Pelo seu esforço continuo acredito que ela mereça estar no top 3.

1 – Bob The Drag Queen:

Bob é simplesmente a rainha dessa temporada. Se não me falha a memória foi a que mais venceu desafios até agora. Suas críticas não são tão terríveis comparadas as outras eliminadas ou que já dublaram isso tudo sem contar a sua versatilidade como humorista, costureira e hoje ficou mais claro do que nunca que ela é uma excelente perfomer. Acho mais do que válido Mamma Ru dar a coroa pra ela. Mas ainda há o fantasma de Ginger Minj da temporada passada que nadou, nadou e no fim entregou a coroa pra Violet.

Esse é o meu top 3. Quero ver o de vocês queridos. Deixem os seus comentários aqui em baixo, ou vocês podem falar comigo no twitter @Raiolaser_. Mostre a sua torcida também, e até semana que vem. Beijos.

Rômulo Cordeiro
Twitter: @Raiolaser_
Instagram/snapchat: raiolaser



3 comentários:

  1. Demorou essa semana pra sair o texto. Já estava nervosa, kkkkk.

    Como disse no episódio passado, não gostava do Derrick. Finalmente saiu.

    Meus Top 3 continuam sendo:
    3. Naomi Smalls
    2. Bob The Drag Queen
    1. Chi Chi

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUSAUHSUASHUASHU Não fique mais nervosa querida, demora, mas vem!
      Derrick era muito fraquinha, e isso vinha ficando em evidencia. Mereceu sair.
      Obrigado pelo carinho, mil beijos <3

      Excluir
  2. Assim meu top 3 é:
    1 - kim chi
    2 - Bob
    3 - Naomi

    Chi chi pega o beco ele reclama demais que é pobre.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html