10 outubro 2015

Frank Killer | "A Fazenda 8": Dúvidas e Certezas II


Dúvidas e Certezas II


"Nada mudará na Fazenda 8!" Então por que mudariam o produtor? Por que entregariam a outra Produtora?" Algumas perguntas podem ser feitas em primeiro lugar para dirimir algumas dúvidas: Porque mudariam para um apresentador mais caro? E se não está cobrando nada ou cobra pouco, que interesse tem ele em ser apresentador do programa?

Como já falei no post anterior ele representa gigantes das comunicações internacionais (multinacionais das comunicações) e não há necessidade de maiores aportes. Por si só isso já descarta e afasta as teorias referidas no post anterior do "Bode Expiatório" e da "Falta Grave" do Brito Jr. Se falta ou falha houve, foi exclusivamente do diretor e é de sua responsabilidade.

A Televisão não é apenas um entretenimento. Em países sérios é também um meio de difundir a cultura nacional e firmar a nacionalidade, mas infelizmente não no Brasil. Quem quiser ver o estrago que a penetração estrangeira nessa área está fazendo em nossa cultura, basta assistir alguns documentários na TV paga.

Alienígenas do passado, deuses astronautas, contatos extraterrestres, UFO´s, OVNI´s (no fundo são ataques á religião), erros grosseiros em assuntos científicos, cultura inútil em geral, etc. Em resumo: lixo cultural é só o que se vê. Isso não são documentários. São pura ficção. E tudo produzido no estrangeiro, provavelmente ignorados lá ou banidos de lá!

A televisão seria um meio excelente para descaracterizarem nossa nacionalidade e alguém tem que se preocupar com tal estado de coisas. RSs estão incluídos nesse contexto. Globalização não é isso!

Sei que ser brasileiro não é ser grande coisa na visão de estrangeiros, mas pelo menos ainda temos uma identidade nacional, que infelizmente está em risco de desaparecer! Só precisamos que as nossas elites acordem, para tentarmos reverter esta situação!

Multinacionais da Comunicação

2 - Você faz idéia sobre o que representa a entrada de empresas internacionais de comunicação no Brasil?

Pense o seguinte: enquanto os nossos políticos ficam entretidos em corrupções tupiniquins, CPI´s, CPMI´s, escândalos na Petrobras e em outras empresas públicas, ou em outras áreas do governo, etc, as multinacionais fazem a festa em nossos frágeis mercados de comunicações e Eletrônicos.

Não é à toa que a Sony, originária do Japão, vem investindo no mercado televisivo no mundo há algum tempo e, agora, no Brasil. Ela é uma das maiores multinacionais fora do ramo do petróleo no mundo, talvez a maior. É especialista na indústria eletrônica desde a metade do século passado. Nosso país é uma presa fácil para esses gigantes comerciais e conglomerados internacionais. Tentaram penetrar no mercado americano mas esbarraram no protecionismo deles e agora estão se voltando para as áreas mais frágeis e vulneráveis do Planeta e especialmente no Brasil.

Seus maiores competidores não são empresas brasileiros, mas algumas multinacionais originárias do grupo de países conhecido como Tigres Asiáticos, como a Samsung, LG e outras, que já estão aqui fazendo a festa deles. As empresas brasileiras nem se comparam a elas em poderio e capital e, A Record é a vítima perfeita.

Você há de perguntar: o que tem tudo isso a ver com RS? Resposta simples: RS é uma produção feita sob licença paga de autores de formatos estrangeiros. Nossa jurisprudência protege esses interesses alienígenas em detrimento das nossas mentes e criatividade, alheia ao fato de que "em TV nada se cria e tudo se copia", como disse o nosso genial "Chacrinha". Seria algo similar a supôr que só os estúdios cinematográficos de Hollywood pudessem produzir filmes de ficção ou de um determinado gênero.

RS é uma moeda de barganha então. Atrás deles as empresas multinacionais podem entrar em nosso mercado "impunemente", ou colocando melhor, sem entraves. A Rede Record dirigida por amadores, sem experiência ou capacitação na área de comunicações, é uma presa fácil para esses invasores de mercado. Eles (na estação) estão interessados apenas em religião e todos sabemos que a TV ou a Internet não são meios adequados para expandir religiões e só serve para enriquecer embusteiros religiosos. Só a obtusidade de certos sonhadores pensam o contrário.

Ao se meterem na concorrência com as estações do ramo, o que estão fazendo é abrirem as portas para a exploração e espoliação comercial e econômica de multinacionais em nosso país, e drenando o que ainda resta de nossas economias e recursos. Essa gente não é brasileira. É entreguista! E as maiorias dos nossos políticos e das elites, ao invés de se preocuparem com isso, estão se locupletando nas tetas do governo.

Está na cara que a Sony está interessada em nosso mercado de celulares, um dos maiores do mundo, e quem pensar que não, é um idiota, pois a multinacional é uma gigante da indústria eletrônica e produz celulares e demais digitais eletrônicos, incluindo televisores. Vem investindo cada vez mais pesado nas comunicações e nas mídias. Primeiro foi no cinema e agora é na TV e na internet. Imagine o que ela e outras congêneres podem fazer ao tomarem conta indireta ou diretamente de um ou mais de nossos canais abertos! Seria motivo de cassação das concessões!

Contrariamente ao que se poderia pensar o que devemos proteger em TV é a produção propriamente dita e não os formatos dessas produções. Formatos de programas de TV não são propriedade intelectual (não faz sentido) e nem deveriam ser, sob pena de facilitarem a penetração de trustes da comunicação em países pobres ou desprotegidos, desnacionalizando ou descaracterizando a diversidade cultural planetária. Não existe nenhuma evidência de que a cultura americana ou europeias ou asiáticas são superiores às demais. Muito pelo contrário! Nenhuma cultura é superior às outras. São apenas diferentes, como as raças e outras características humanas, geralmente alvos de preconceitos.

No entanto, a partir do ponto em que você está pagando um licenciamento de formato de programa de TV, deverá seguir esse formato fielmente, já que é esta proposta que está sendo feita aos telespectadores e parceiros comerciais e é uma questão de respeito e lisura, não uma questão comercial ou de conveniência econômica secundária, sob pena de perda do interesse da audiência e dos patrocinadores.

-x-

Dividi este post em pequenas doses para não ficar "sacal" para o leitor médio. Este é o segundo post da série. Aguardem os próximos.


Moleskine

Marcelo é do grupo Machado e provavelmente indicará alguém do outro grupo. É possível que alguém do grupo Serrote seja o mais votado na berlinda de terça-feira (Mara, Thiago ou outro qualquer). Nesse caso a pobre Quelynah poderá ser a terceira indicada, já que está na baia e é a única do grupo Machado na baia.




"Angela Duarte 8 de outubro de 2015 13:24
Não gosto da Mara, mas esse Edu K velho ridiculo, boca suja, unhas pintadas igual mulher tem que sair primeiro"

Se você for objetiva e não votar baseada em simpatias e antipatias pessoais sempre acertará.

"Maria De Oliveira Pontes 8 de outubro de 2015 20:58
Se a Mara não sair hoje,infelizmente naõ sai mais é uma pena,queria que saisse os dois de maõs dada,ela vai voltar se achando a ultima bolacha do pacote,so´que Edu também nem devia esta ai."

Julgar pessoas é relativamente fácil e é o que fazemos freqüentemente na vida. Difícil é saber ser seletivo e comparar com justiça.

"MarleneK 9 de outubro de 2015 04:02
Queria muito que a Mara saísse, não por torcer pelo Edu, mas porque ela vai se achar forte no jogo, e e vai piorar ainda mais o seu lado arrogante, grossa, inconveniente, porcalhona de sempre.
Acho que os peões, principalmente o Marcelo, não tem que fazer o serviço por ela, pois além de tudo, é uma tremenda folgada! Como bem disse o Ovelha, ela é uma dissimulada!"

A questão básica é que muitos torcedores jogam. Torcedores de perdedores apostam em concursantes como a Mara para eliminar os mais fortes. Só que eles esquecem que estão fortalecendo vilões que derrotarão os vilões para os quais eles torcem e, concursantes como a Mara podem muito bem chegar à Final e ganharem.

Muitos querem ver movimento no confinamento (barracos, desavenças, agressões, brigas, etc) e esquecem que eles estão ali para tentarem conviver bem com os demais na medida do possível sob as vistas do público, que tem a missão de selecionar o melhor sucedido, não a produção. Isso explica em parte porque a violência impera em nosso país e não percebem nem que eles perdem assim o direito de reclamar.


Eu sou uma pessoa de paz e não gosto de desordens e violência e isso me dá o direito de não aprovar crimes, vandalismo, brigas e delinquência. Sou assim porque gosto de paz, tranquilidade e segurança! Simples assim! Se você também gosta, aja de acordo com isso em relação a si e para com os demais em qualquer lugar, momento e situação. Se você estiver rindo, garanto que se envergonhará quando seu filho ou um de seus pais ou algum parente seu morrer atingido por uma bala perdida. A segurança é um bem coletivo, mas é individualmente que ela é obtida e assegurada e, como cidadão você tem o dever de atentar para isso, a menos que não se considere um cidadão.

Em minha opinião o piti de ciúmes da Veridiana foi totalmente faked durante a festa, só porque a Ana Paula deitou na cama do Marcelo. Forte suspeita de que é um lance sugerido pela produção ou por algum câmera (ninja) metido a diretor, para gerar "conteúdo". Ela e o Douglas riam para as câmeras quando "aparentemente" estavam "sob estresse". 

Durante o enorme tempo em que a Mara esteve sendo focalizada fazendo poses na beira da piscina debaixo de intensa chuva, ela dizia que estava rolando briga forte na festa. Me engana que eu "góstio"! Para mim todos os subsequentes desdobramentos desse "barraco" e dessa "crise de ciúmes" não passam de "conteúdo" criado artificialmente, mesmo que passem as cenas "exclusivas", que naturalmente virão em vídeos editados e provavelmente sem os risos dela para as câmeras durante. É nisso que dá canastrões representando papéis. O nível desse elenco não é somente ruim em termos de personalidade. Eles também são atores e atrizes medíocres. 

Os concursantes ficarão 24 horas sem gás porque a Quelynah esqueceu de levar seus cigarros para a baia e tentou retornar à sede para buscá-los. Em sua "inocência" ela perguntou ao Thiago e à Ana Paula se deveria ir e eles deram de ombros. A Ana Paula chegou a sugerir que ela fosse buscar os cigarros para testar se daria problemas. A causa disso é não ler os manuais, mas será que Quelynah e Ana Paula sabem ler? 



0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html