03 setembro 2015

"Narcos" | Resumo do 3º episódio

Steve Murphy encontrou seu gato morto quando chegou em casa, foi um breve aviso dos traficantes. Parece que sua vida está mesmo correndo risco. Por isso, seu companheiro Javier Peña começa a ajudá-lo a encontrar os criminosos. Eles iniciam investigando os funcionários do aeroporto que tiraram uma cópia de seu passaporte e descobrem que eles trabalham para os narcos. Sem escapatória, um dos funcionários conta para quem ele enviou a cópia do documento de Murphy, um traficante chamado Poison.


Enquanto isso, Escobar tenta se fortalecer politicamente para se tornar deputado na Colômbia. Ele contrata então um advogado para conseguir documentos comprovando a origem de seu dinheiro e passa a fazer parte de um partido, tornando-se o suplente do candidato Jairo Ortega Ramírez. Na embaixada americana, os dois detetives preparam a emboscada para prender Poison com a ajuda da polícia colombiana. No entanto, alguns policiais corruptos contaram a Pablo sobre o plano, o que o fez mandar Poison voltar com a grana que carregava em seu carro. Em seguida, vimos a campanha política do traficante se intensificar. Pouco antes das eleições, ele parecia contar com grande apoio popular. Após a prova de que o povo o ama, Escobar teve de ir ao hospital com sua mulher para o nascimento de seu filho.


Enquanto Escobar reforçava sua imagem nas ruas do país, os americanos se mobilizavam para provar que ele era um traficante, já que os yankees não queriam deixar o país nas mãos dos narcotraficantes. No entanto, Javier Peña sugere que o deixe vencer as eleições para depois desmarcará-lo. E, de fato, as urnas o escolhem para fazer parte da política colombiana. No entanto, como já era esperado, o deputado Jairo Ortega renuncia e Pablo se torna o mais novo membro da câmara. Porém, em seu primeiro dia de trabalho, o Ministro da Justiça Rodrigo Lara admite ter sido financiado por Escobar e "prova" que ele é um criminoso ao mostrar sua foto na prisão. Depois de pedir publicamente que Lara prove concretamente suas acusações, Pablo decide renunciar o cargo, mas assassina o Ministro antes dele sair do país rumo a Tchecoslováquia. Pois é, quando o traficante disse que não abaixaria os braços, ele estava bem decidido! 

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html