12 setembro 2015

"A Fazenda" | Roberto Justus diz que jamais seria um peão


Roberto Justus não aceitaria estar no reality de maior prestígio da Record na condição de peão. Em entrevista, o empresário acredita que nem mesmo a direção do programa cogitaria a hipótese de tê-lo como participante.

"Eu jamais faria porque, no meu caso, sem desrespeitar o nível das pessoas, esse prêmio não me faria entrar numa disputa como essa. Socioeconomicamente, um empresário como eu, que está há 35 anos no mercado e que já construiu um patrimônio... E eu não teria nem condições de agenda. Acho que nunca nem pensaram em pessoas desse nível porque não seria uma coisa adequada, não haveria chance de topar um negócio desse", afirma.

Justus pretende se mostrar em uma versão muito mais descontraída, diferente de como ficou marcado em "O Aprendiz". Segundo ele, "A Fazenda" exige uma forma de apresentar totalmente diferente.

"O público vai poder me conhecer como eu sou de verdade, na minha casa, com os meus amigos, mais tranquilo e muito menos sisudo do que naquele programa em que eu era obrigado a olhar de cima para baixo, a ser até um pouco arrogante", disse em agosto deste ano.

Eliana, Galisteu ou Ticiane em "A Fazenda"?

Na missão que considera como a mais desafiadora da carreira, Justus diz que, para ele, qualquer um poderia ser chamado para entrar no confinamento -- inclusive suas ex-mulheres, de uma vasta lista que tem nomes como Eliana, Adriane Galisteu e Ticiane Pinheiro.

"Eu não tenho qualquer restrição porque quem decide a própria vida é quem vai para 'A Fazenda'. E para muita gente é uma vitrine fantástica", afirma.

Justus explica o seu aval dizendo que, diferentemente de "O Aprendiz", atração que o lançou na TV em 2004, no reality rural a função do apresentador é isenta de influência nos rumos do jogo e ele acaba atuando mais como condutor das votações e como mediador entre público e peões na dinâmica do programa.

"No 'Aprendiz', não podia participar qualquer pessoa que tivesse trabalhado ou com alguma relação comigo. Na 'Fazenda', como a decisão do resultado não é minha, tanto faz quem participa. Pode ter ex-mulher, amigo ou conhecido no elenco. Eu não influencio para quem vai o prêmio, então não teria problema de credibilidade", declara. Questionado a dar um palpite sobre qual ex-mulher poderia ser escalada para entrar no programa, o apresentador deu risada: "Eu não saberia te dizer isso. Nunca pensei nisso".

Ele recebeu o apoio de sua mulher, Ana Paul Siebert, para assumir o posto que foi de Britto Jr. por sete temporadas, mas confessou que no início ela ficou receosa. "Em um primeiro momento, ela não gostou muito, ficou preocupada pelo fato de eu ter que ficar fora de casa terça, quarta e quinta-feira. Para as nossas vidas vai ser mais complicado por uma questão de agenda, mas como desafio de apresentador ela super me apoiou", conta.



0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html