19 agosto 2015

Lucas, eliminado do MasterChef, ganha emprego de Paola Carosella


Décimo terceiro eliminado do “MasterChef”, Lucas Furtado emocionou a jurada Paola Carosella em sua saída do programa, exibida na noite de terça-feira (19). Após abraçá-lo, ela disse que gostaria tê-lo como seu funcionário no restaurante que gerencia em São Paulo. Nesta quarta, o estudante de engenharia de produção reencontrou pela primeira vez a chef argentina desde o fim das gravações do reality e contou ao UOL que já está quase tudo certo para já começar a trabalhar com a chef, por quem ele diz ter grande admiração. 

“Fui dar uma entrevista hoje na Band para o ‘Café com Jornal’ e coincidentemente encontrei a Paola. Só falta marcarmos uma reunião para definir tudo certinho. A vaga é minha”, comemorou. “Ela falou que tenho muito que crescer porque ainda sou um moleque com 25 anos. E ela com 25 anos disse que também não era uma cozinheira formada. Ela está disposta a me ajudar e acho isso muito legal”, completou.

Com apego pela chef, Lucas disse que a via como uma mãe em meio à pressão a que estão sujeitos os participantes. “Eu comecei a chorar e é aquela coisa, quando um chora o outro vai atrás. Fico feliz porque consegui mostrar para ela que não sou carne de reality”, afirmou ele, repetindo um termo usado pela chef em entrevista ao UOL em junho deste ano.

Paola questionou quem entra em reality show com a intenção de ser uma “grande revelação” da gastronomia. “Se alguém realmente sente que vai ser a ‘grande revelação’, não vai para um reality show. Vai trabalhar em um restaurante de verdade, se dedicar à gastronomia. Quem vai para um reality show é ‘carne’ de reality show”, declarou na época.

Na despedida de Lucas do “MasterChef”, Erick Jacquin também ofereceu seu apoio para treiná-lo. Lucas agradeceu a boa vontade do chef, dizendo que não descarta um dia poder receber a ajuda dele, mas falou que tem uma identificação maior pela única jurada mulher do programa.

“Aprender nunca é demais, mas hoje eu me identifico muito mais com a Paola pelo tipo de cozinha e ideologia dela. Mas claro que admiro muito o Jacquin também e quem sabe mais para frente isso não acontece”, declarou.

O estudante acredita que se prejudicou na competição porque se cobrava muito em sempre superar as expectativas dos jurados. “Faltou um pouco de maturidade emocional, o que é natural porque tenho 25 anos. Acho que não soube lidar com a expectativa que eu mesmo criei de surpreender todo mundo como consegui no começo. Isso pesou muito e culminou com a minha eliminação”, reconheceu.

“Quem é Fernando para me julgar?”

Lucas diz que fez amigos reais no “MasterChef”, mas admitiu que não deve ter uma boa relação com Fernando – a menos que profissionalmente – fora do reality. Se dentro da competição eles já não se davam tão bem, após o programa a situação se complicou. 

“Vai ser difícil sermos amigos, principalmente depois de ver o que ele falou de mim. Ele foi um p*** de um filho da p***”, disparou. “Ele me chamou de prepotente, sendo que sempre prezei pela humildade e o cara vem falar isso. É muito Zé Ruela. Isso me incomodou muito. Não sabia que ele tinha dito isso. A gente não pode julgar ninguém, por mais que a gente conviva um pouco. A gente pode até formar um julgamento, mas externar isso é uma coisa muito pesada”, evidenciou.

Ele disse que pretende manter as amizades com pessoas como Murilo, Sabrina e Carla, esta última a quem ele se refere “como uma mãe”. “No dia 14 vamos fazer um jantar. Nos damos bem e criamos identificação um pelo outro”, afirmou. 

Fonte: UOL.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html