07 janeiro 2015

Frank Killer: Bombonzinho



Bombonzinho

Não foi fácil abordar o Bombonzinho, pessoal. O cara é muito ocupado, escorregadio e frenético. Parece que ele gosta de dar essa impressão. O Borelli me falou para pegá-lo à noite, depois que ele jantar, porque é a hora em que está de melhor humor. Antes seria perda de tempo, porque está sempre de mau humor, principalmente pela manhã, segundo disse. Por isso a demora em mandar a entrevista, mas depois não achei isso!

Recebi as barrinhas de ouro que vocês me mandaram e o Bombonzinho comprou todas. Ele disse que gosta de ouro velho e as barrinhas pareciam ser ouro velho! Pagou até mais caro que o preço de mercado. Hehehe. Mal sabe ele... Saldei todas as dívidas e não devemos mais nada a ninguém.

O cara do penhor queria me pagar uma fortuna pelo meu celular e queria também o relógio. Disse ele que eram raridades que ninguém mais usa. Falei para ele que o celular não funciona mais, e ele quer descobrir o porquê! Vendi por 8 notas de mil o celular, e dei o relógio como brinde! Hehehe!

Entrevista com o Bombonzinho


Bombonzinho: O "Burrelli" me falou que vc queria me entrevistar. Normalmente não concedo entrevistas, mas vou abrir exceção pra vc, desde que não exiba em rádios e TV comerciais. Não se acostume! Isso é raro! Vamos falar só de RSs. Comece a disparar, que o meu tempo e o seu são curtos e só durarão até chegarmos aos portões do Projac!

Viajante: Okay. Será publicado apenas no site. Antes de fazer minhas perguntas, eu tenho uma, encomendada pelo Frank. Na real eu tinha duas, mas a outra era de uma leitora chamada Lívia para perguntar ao Borelli, mas eu esqueci de perguntar...

Bombonzinho: Qual era a da leitora para o Borelli?

Viajante: Ela queria saber se a "Tufão da Copa" conseguiu resgatar a vida que ela queria... 

Bombonzinho: Recuperou. Está vivendo da profissão dela e está cheia de marmanjões, como clientes, querendo fazer um "filminho" com ela. Sabe como é... Nada a ver. A fama nunca se apaga completamente. Ela agora está querendo voltar aos holofotes, para recuperar a fama que obteve na "Farm". Pode ser que a aproveitemos em uma edição da FBB.

Viajante: Hehehe! Ela vai ganhar. O Frank quer saber se...

Bombonzinho: Quem é esse Frank? O Borelli?

Viajante: Não. É um colaborador do site que escreve sobre Realities de confinamento. Quer saber se o Prata tem algum parentesco com um antigo ganhador do BBB chamado...

Bombonzinho: Nada a ver. Ele não é parente de nenhum ex-BBB. É apenas coincidência de sobrenomes. Se são parentes, deve ser numa ligação de parentesco já esquecida na ancestralidade.

Viajante: Tá. Sobre a FBB...

Bombonzinho: É a junção do BBB e da Farm. Agora o antigo BBB é apenas uma das etapas para participar da FBB, que é onde ocorrem as eliminações de fato. É (o BBB) como um pré-confinamento como era antigamente no hotel, só que coberto por câmeras e microfones e transmitido ao vivo para todos. Foi enxugado e os participantes não têm mais contatos com nenhuma pessoa externa, nem mesmo visual com ninjas.

Viajante: É... Deve ser legal ver. Seria como nas primeiras edições do BBB, né?

Bombonzinho: Nada a ver. Exceto pelo isolamento total, está completamente diferente. A idéia é fazer como na origem do BBB, na Holanda, onde se fazia a experiência de como reagem as pessoas em situação de isolamento extremo. Fui várias vezes na Europa para ver, entre outras coisas, como eles fizeram nas primeiras edições.

Viajante: Exatamente. Disseram lá ma redação que vc, err..., o senhor foi fazer isso.

Bombonzinho: Pode falar "você". Não tenho essas frescuras e, na TV não se usa "senhor"! Senhor está no céu. Quem falou isso foi esse tal de Frank?

Viajante: Foi. Falou que vc foi estudar RSs na Europa e que essa idéia de um RS permanente é ventilada lá e quem for o primeiro a realizá-la vai faturar os tubos.

Bombonzinho: É. O problema é arranjar patrocinadores. Tanto pode sair dez ganhadores em um só ano, como pode não sair nenhum, mas a solução é diminuir o valor do prêmio se for necessário, ou acumular o prêmio se não não houver nenhum ganhador durante um certo espaço de tempo.

Viajante: É isso que não entendo. Como pode sair um ganhador ou um segundo colocado, se o número de participantes é constante e não há uma Final ou somente alguns finalistas? Aliás como é feito o suprimento de novos participantes? 

Bombonzinho: Calma aí! Uma pergunta de cada vez. Nada a ver. O ganhador é quem consegue resistir a 6 meses de confinamento no total ou 3 meses em cada uma das duas etapa (na Farm ou BBB e na FBB), o que ocorrer primeiro. Nos 6 meses, conta o tempo de espera no motorhome e obrigatoriamente tem que ter mais de 12 semanas na Sede Central. O segundo colocado é quem consegue cumprir 2/3 desses tempos (4 meses total ou 2 meses em média nas 2 etapas). A entrada de novos participantes é feita pelo motorhome e sempre tem que ter um estrangeiro e um candidato brasileiro para cada etapa inicial (Farm e BBB). Quem determina a classificação de um deles é o público, através da eliminação na FBB ou da saída de um vencedor. Eventualmente pode entrar outro, se houver alguma desistência em qualquer etapa.

Viajante: Mas, e se o eliminado, desistente ou vencedor for um estrangeiro? E se ele ficar pouco tempo em uma das etapas?

Bombonzinho: Vale sempre o tempo total e o mínimo de 12 semanas na Sede Central. Então na hipótese da pergunta quem entra é o estrangeiro que estiver no motorhome, e vai para a Farm ou o BBB, dependendo da vaga de quem foi o eliminado, desistente ou um vencedor. Se ele cumpriu a primeira etapa no BBB, o estrangeiro que entra vai para o BBB, por exemplo. Se for um segundo colocado estrangeiro que aceita voltar, o estrangeiro do motorhome entra na mesma vaga do segundo colocado e este fica no motorhome aguardando outro estrangeiro sair da FBB. Seu novo tempo passar a valer a partir daí.

Viajante: Ah, tá! É complicado mas entendi. Por isso é que é internacional!

Bombonzinho: Justamente. Normalmente sempre tem estrangeiros na Farm, no BBB e na etapa Final na Sede Central, 9 pessoas no total em cada um, geralmente seis brasileiros e 3 estrangeiros em cada um. Fica tudo em Itu, exceto as mães dos confinados, que ficam no Projac e assistem a tudo ao vivo, exceto as eliminações dos filhos e delas. Quando estão no paredão os filhos se juntam a elas. Não tem carreamento de informações externas porque elas são confinadas ao mesmo tempo que eles, quando entram no motorhome. O motorhome é o único lugar onde a produção é quem decide quem entra e isso depende das vagas que se abrem. Se um segundo colocado decidir voltar, ele só entra se a mãe concordar em voltar também e, não pode ser substituída por outro parente.

Viajante: Mas assim ninguém vai querer...

Bombonzinho: Nada a ver. Tem uma estrangeira chamada Meg que já saiu duas vezas em segundo lugar e está atualmente no motorhome esperando entrar novamente para a terceira vez. Ela já faturou 800.000 e diz que vai tentar os 4 milhões desta vez. Se ela for eliminada depois de cumprir os seis primeiros meses, adeus! Quem volta como segundo tem que cumprir o dobro do tempo regulamentar, quer dizer, esse dobro é 1 ano para sair vencedor ou seis meses como segundo.

Viajante: Coitada! Tudo isso por dinheiro! Tem mais alguém no mesmo caso?

Bombonzinho: Tem dois participantes brasileiros, um casal, que já tiraram o segundo lugar uma vez cada um. Ela está atualmente na Sede Central e ele está na Farm, mas os tempos de cada um são diferentes. Ele só tem um mês e ela já está com 4 meses total. Dificilmente vão se juntar na Sede Central novamente. Só se o público quiser e os outros participantes colocarem ele na berlinda, mas para isso acontecer alguém brasileiro oriundo da Farm precisará ser eliminado na Sede Central e só tem dois atualmente, porque um deles desistiu nesta semana e entrará outro em seu lugar. A votação já foi feita e o rapaz com a namorada na sede não está na berlinda.

Viajante: A produção não pode "mexer os pauzinhos" para juntar eles?

Bombonzinho: Se fizerem eu demito!

Viajante: Mas você não tem interesse nisso?

Bombonzinho: Do jeito que está dá mais audiência, porque o público pega raiva dos que estão impedindo eles de se juntarem. Quá, quá, quá, quá!

Viajante: Você é bem maquiavélico, hein?

Bombonzinho: Eu não! O público é quem decide. Se a audiência quiser, vai eliminando quem está impedindo o casal de se juntar. Quá, quá, quá, quá! E o melhor é que quando eles estiverem juntos na Sede, vão tentar eliminar os dois! Quá, quá, quá, quá! Os estrangeiros gostam de casais e os brasileiros não. Aceitamos votos internacionais pelo site e por telefones.

Viajante: Tudo bem. Em resumo, dependendo de quem sair, alguém do motorhome é escalado para entrar. Se era estrangeiro, entra um estrangeiro na etapa inicial de origem dele. Se era brasileiro do BBB, entra um candidato do BBB e se era celebridade da Farm, entra um candidato celebridade da Farm. Correto?

Bombonzinho: Correto. E do mesmo sexo, exceto no caso de estrangeiros. Como só há um estrangeiro no motorhome, entra este, não importa o sexo. Os estrangeiros são selecionados pela nossa produção geral entre ex-participantes de RSs estrangeiros e equilibramos a quantidade de participantes estrangeiros por sexo nesse processo. Os da Farm são celebridades selecionadas pela Concord e os do BBB são escalados de uma lista de pré selecionados pelas equipes regionais de seleção do BBB, também equilibrando os sexos em ambos os casos.

Viajante: Desse modo, sempre existem 6 brasileiros e 3 estrangeiros em cada etapa...

Bombonzinho: Não exatamente. Na média sim. São quase sempre 18 brasileiros e 9 estrangeiros no total. Ou 9 pessoas em cada etapa ou, 30 no total, se incluirmos os 3 do motorhome. São 15 de cada sexo, incluindo os 3 do motorhome. Às vezes tem uma mulher a mais ou a menos por causa do desequilíbrio de sexos entre os estrangeiro. Normalmente o desequilíbrio é só entre os estrangeiros, mas quando inclui o do motorhome, fica 5 a 5. Entre brasileiros são sempre 10 de cada sexo, incluindo os dois do motorhome. Por isso, tem 30 mães no MBB e é o que dá mais audiência, apesar de elas não entrarem nas berlindas diretamente. Só entram quando os filhos entram. Quá, quá, quá, quá! 

Viajante: Hehehe! Deve ser uma confusão!

Bombonzinho: Se é... Quando sai um homem estrangeiro e entra uma estrangeira, ficam 4 homens e 5 mulheres estrangeiros, ou o inverso, quando sai uma mulher e entra um homem. As mães brigam mais que os filhos. Quá, quá, quá, quá! É bom, porque o Borelli gosta de barracos e está feliz da vida! Quá, quá, quá, quá!

Viajante: Você se diverte!

Bombonzinho: E não é para se divertir? Algumas pessoas fazem qualquer coisa por dinheiro, aliás a maioria. Basta vc acenar com umas notinhas nas mãos que elas vendem até a alma! Quá, quá, quá, quá! 

Viajante: Por falar no Borelli, ele não ficou nada satisfeito por vocês terem contratado o imope para medir as preferências na F27. Porquê fizeram isso?

Bombonzinho: Medida profilática! Precisa dizer mais?

Viajante: Precisa...

Bombonzinho: Digamos que ele estava matando a galinha dos ovos de ouro...

Viajante: Entendi... Mas ele está dirigindo o MBB...

Bombonzinho: Tudo bem. Lá tem umas provinhas que afetam as outras etapas iniciais em Itu, mas não há votações de berlindas entre elas. Em outras palavras ele não tem muito como influir nos resultados finais.

Viajante: Ah tá! Aparentemente ele não sabe a finalidade de um RS de confinamento. Ele pensaria talvez que o que dá audiência é barraco... Nada a ver?

Bombonzinho: Nada a ver em termos. Barraco dá audiência sim, mas a falta de credibilidade tira essa audiência. Você tem que equilibrar as duas coisas, nem o barraco pelo barraco e nem a falta de credibilidade justificada pela busca de audiência.

Viajante: Exato. No MBB, ele só perderia credibilidade, mas como os barracos são automáticos, ele não precisaria se expôr. Seria isso ou nada a ver? Hehehe!

Bombonzinho: Tudo a ver. Essa é a idéia. Ele não é má pessoa, é obediente, esforçado e tem boas idéias, apesar de limitadas. Compensa a falta de talento com muito suor. É o cara ideal para ter como auxiliar, porque vc não precisa ter medo da concorrência dele. Mesmo que queira ele não vai conseguir te derrubar. No MBB ele se especializou em fazer atividades que colocam umas contra as outras e isso gera um nível de estresse quase insuportável para as coroas.

Viajante: Como passam o tempo os confinados em cada etapa e em cada confinamento?

Bombonzinho: No MBB tem festas 3 vezes por semana e muitos shows com artistas nacionais e estrangeiros, para dissipar o estresse. Isso carreia um pouco de informação externa também, mas não tem muita importância, porque elas não têm comunicação com os filhos, exceto em berlindas. Na FBB, eles cuidam dos animais e das plantas como tradicionalmente. No BBB nada mudou, exceto o local, pequenos detalhes e o fato deles executarem as tarefas domésticas na Sede central, como cozinhar, lavar roupa, arrumar camas e manter o local asseado e limpo.

Viajante: E os da Farm?

Bombonzinho: Os da Farm são isolados em local distante dos outros dois confinamentos. Só o fazendeiro da Sede Central tem contatos com eles e participa das votações, além de distribuir as tarefas na Farm e na Sede Central. A Farm agora não tem mais fazendeiro, só os chefes de equipes. A função deles é escolher quem participa de provas em suas equipes e fiscalizar a execução das tarefas, além de terem os votos dobrados em votações. Mas eles não podem ser votados para subir e são eleitos pelas equipes a cada semana, após as votações de berlindas para subir. Normalmente quem quer ser chefe de equipe é quem ainda não tem muito tempo de Farm. Quem estiver na berlinda não pode ser eleito chefe de equipe.

Viajante: Então não há eliminações na Farm e no BBB... Compreendi. O BBB ainda tem a figura do Líder?

Bombonzinho: Sim e também anjo e monstro. As funções do Líder foram ampliadas. É ele quem distribui tarefas e escolhe no BBB um estrangeiro e dois brasileiros para trabalharem na Sede Central a cada semana e ficam automaticamente na berlinda (sempre com 3) para subir. Além disso ele indica diretamente outro participante para ficar na berlinda para subir. O terceiro participante da berlinda sai por votação dos demais. Os participantes do BBB também executam 5 tarefas típicas de um RS no campo, como recolher lixo, plantar e cuidar de feno e ensacar ou embalar para viagens. Também cuidam de um viveiro de minhocas, de uma horta e das tarefas domésticas. Líderes e monstros são selecionados através de provas, como sempre, e as estalecas ainda existem. Os monstros escolhem os anjos e "imunizam" em votações para impedir a subida de alguém. Os anjos ficam liberados das obrigações ou tarefas durante algum tempo, até a próxima votação.

Viajante Para quê servem as estalecas agora?

Bombonzinho: Quase nada mudou. Os participantes agora ficam com as notas e moedas e fazem compras no dia e na hora que desejam e transacionam entre eles. Fazem compras de mantimentos como sempre em um mercado permanentemente montado só para eles. O Líder ou um dos anjos gerenciam o mercado. As estalecas são aceitas como dinheiro e depois a produção substitui por dinheiro de verdade junto ao patrocinador ou fornecedor. O Líder pode delegar esse poder de gerenciamento para um dos anjos ou ele próprio ser o responsável. As estalecas funcionam exatamente como dinheiro de verdade e as compras podem ser feitas a qualquer hora do dia ou da noite, desde que o responsável esteja disponível. Se ele ou o anjo escolhido fizerem lambança, pagam com as próprias estalecas deles. Cada participante recebe um cofrinho com segredo para guardar suas estalecas, jóias e outros pertences de valor. Quando ele sobe, suas estalecas são divididas entre os demais, se tiver algumas, e também os produtos perecíveis que comprou.

Viajante: Faz sentido não levar o que comprou, porque agora as votações são só para subir para a sede, não?

Bombonzinho: Sim. Os "imunizados" no BBB na realidade são inelegíveis para as berlindas e ficam, consequentemente, impedidos de serem eleitos pelos demais para subirem para a sede, como os chefes de equipes na Farm. As votações na Farm e no BBB são sempre para subir para a sede e quem decide entre os que estão nessas berlindas é a audiência. Às vezes a audiência sobe um para depois eliminar na Sede Central. Quá, quá, quá, quá!

Viajante: Ainda me resta uma dúvida. Quais são as tarefas executadas na Sede Central e na Farm?

Bombonzinho: São 16 na Sede Central (FBB) e 8 na Farm, mas as tarefas da Farm são mais pesadas. Eles cuidam de cavalos, vacas, lixo e 5 tipos de plantações, além das tarefas domésticas. Na Sede Central tem duas hortas, um pomar, vários tipos de aves e outros tipos de animais, como coelhos, cabras, ovelhas, porcos, lhamas, avestruzes, etc. As tarefas domésticas são a cargo de 3 confinados do BBB, mas só ficam dois na parte da manhã e um na parte da tarde na Sede Central. O local do confinamento do BBB é vizinho ao confinamento da Sede Central. O da Farm é mais distante e o fazendeiro vai lá uma vez por semana e dorme uma noite lá, na véspera da votação, que é quando há uma festa nessa noite. No BBB tem duas festas por semana, como tradicionalmente, mas não tem shows com artistas. Simultaneamente tem duas festas na Sede Central, nas mesmas noites, mas o Fazendeiro, que sempre é da Sede Central, não participa de uma delas. Tudo é transmitido ao vivo pelo site para o mundo inteiro, 24 horas por dia, em mais de 15 câmeras independentes. Uma no motorhome, 3 na Farm, 3 no BBB, 4 na Sede Central e 4 ou mais no MBB. Durante as festas entra uma câmera a mais em cada festa. Há extensa e intensiva interatividade com os usuários internautas, incluindo estrangeiros, em diversas atividades e nas festas. Os usuários de internet escolhem qual confinamento querem assistir ou podem ver os quatro ambientes simultaneamente e mais a motorhome, se suas conexões aguentarem. Além disso todos os ambientes são transmitidos via cabo por várias operadoras de TV a cabo com as mesmas câmeras, e os telespectafores vêem as mesmas cenas que os internautas.

Viajante: Nossa! Quanta informação! Se não mais existem eliminações ou competição, o RS não perde a graça?

Bombonzinho: Aí é que vc se engana! Existem eliminações na Sede Central, prêmios especiais e, os prêmios para primeiro e segundo lugares caem para a metade do valor se houver mais que um ganhador no espaço de 4 meses. Quando passa mais de 3 meses sem nenhum ganhador depois disso, o prêmio volta ao normal de 4 milhões e de 400 mil de novo. Se houver mais que dois, três, etc, o prêmio vai caindo para a metade toda vez que isso ocorrer, isto é, se ocorrer outro ganhador antes de passar 4 meses. Volta a dobrar a cada 3 meses, se não houver ganhadores, até atingir o patamar máximo de 4 milhões (e 400.000 para o segundo lugar).

Viajante: Ah, tá! Engenhoso! A competição então é para o prêmio não diminuir...

Bombonzinho: Exato. E se diminuir com alguma vitória antes do tempo regulamentar, é para aumentar. Teve uma vez que o prêmio caiu uma semana antes de completar os 4 meses para o vitorioso da semana seguinte. Ele recebeu apenas 1 milhão, ao invés de 2. O anterior recebeu 2 milhões com quase três meses exatos desde o último vencedor anterior. É diabólico, mas é verdade. Quá, quá, quá, quá!

Viajante: Espera aí!  Não entendi...

Bombonzinho: Foi assim: o primeiro venceu antes dos 4 meses passados desde o último. O prêmio caiu para 2 milhões. Quase 3 meses depois, faltando apenas uma semana para subir, venceu outro. O terceiro passou a ter direito apena a 1 milhão. Por causa de apenas uma semana os dois receberam a metade do que receberiam se ganhassem depois de uma semana cada um deles. 

Viajante: Ah, tá! Um vencedor teria que ser muito bom para resistir a tudo isso. Hehehehe. Muito bem bolado! O prazo regulamentar para ganhar o prêmio é 6 meses de confinamento, mas o prazo para manter o prêmio no patamar máximo é 4 meses e depois sobe em 3 meses se não houver ganhadores nesse período. Creio que isso já ocorreu algumas vezes, fato?

Bombonzinho: Fato! O prazo para cair é 4 meses e para subir é 3. E é econômico, porque garante apenas um vencedor pleno a cada seis meses. Cada vez os participantes ficam mais espertos e não deixam o valor do prêmio cair! Quá, quá, quá, quá! Quando tudo começou o prêmio máximo chegou a cair para 250.000, e 25.000 para o segundo colocado.

Viajante: Nesse caso, é melhor para a produção que os vencedores sejam muitos em pouco espaço de tempo, porque os prêmios são a cada vez menores, economicamente falando...

Bombonzinho: Nada a ver. isso é uma coisa que depende inteiramente da audiência e da inteligência dos participantes. Quá, quá, quá, quá! De qualquer maneira o programa não perde e está sempre dentro do orçamento. No ano passado por exemplo, só gastamos cerca de 2 milhões e meio somando prêmios para primeiro e segundo lugares.

Viajante: No MBB as mães ficam todas juntas e ganham algum prêmio também?

Bombonzinho: Elas dormem em dormitórios separados onde existem monitores sintonizados nos confinamentos dos respectivos filhos, inclusive as mães dos que estão no motorhome, que ficam no antigo quarto do Líder e tem apenas um monitor. Os outros dormitórios têm as mesmas câmeras que os internautas e as TVs a cabo vêem. Quando os filhos mudam de confinamento elas mudam de dormitório. No quintal e em outras dependências da casa também existem monitores espalhados e sintonizáveis através de controle remoto. Há um telão na sala de estar, onde elas assistem aos programas ao vivo e aos compactos diários. Quando estão com os filhos elas não podem assistir esses programas e ficam confinadas com os filhos em uma sala especial sem monitores. Todas ganham brindes de merchandising e alguns prêmios especiais em provas, mas não ganham prêmios em dinheiro.

Viajante: Interessante! Imagino que no dia da eliminação elas ficam nessa sala também. Em resumo, a FBB é constituída de 5 ambientes de confinamento: a) o motorhome com 3 pré-candidatos (2 brasileiros e 1 estrangeiro); b) a Farm com 9 celebridades (6 brasileiras e 3 estrangeiras); c) o BBB com 9 participantes (6 brasileiros e 3 estrangeiros); d) a Sede Central com 9 concursantes (6 brasileiros e 3 estrangeiros); e, e) o MBB com as 30 mães dos participantes dos outros ambientes. Correto?

Bombonzinho: Adivinhou! E cada ambiente com 1, 3, 3, 4 e 4 câmeras, respectivamente, oficialmente, podendo ter mais em ocasiões especiais, todas disponibilizadas pelo site e pelas estações a cabo.

Viajante: Bom, nosso tempo acabou. Espero poder voltar outras vezes para falarmos do mesmo assunto. Pode ser?

Bombonzinho: Pode. Me mande uma cópia da entrevista publicada e se você mudar uma vírgula, nem precisa aparecer. Tchau!

Viajante: Obrigado. Enviarei e não mudarei. Vou deixar uma cópia da gravação. Confira depois. Até a próxima!


Eu esperava enfrentar uma fera, depois que o Borelli me falou do Bombonzinho, mas ele estava até bem alegre e de bom humor para os padrões normais das pessoas. Paguei ao Borelli o dinheiro que me havia emprestado e irei para Itu, para o local combinado para o teleporte de minha volta. A cópia publicada da entrevista deverá ser mandada para o Bombonzinho aos cuidados do Borelli. Até logo, macacada da redação.




"JOSEROTAGUI 25 de dezembro de 2014 19:33
Que é isso Frank ? Só posso entender que esse post foi escrito depois de várias garrafas de vinho e de champagne durante os festejos Natalinos.....Sensacional, preciso das marcas dos dois, afinal o Reveillon vem aí e quero dar uma viagem igual a essa, Meus para-choques e Feliz Ano Novo a voce e a todos do Votalhada."


LOL. Para dar uma viagem igual você precisaria do nosso "Túnel". Feliz 2015 para você de todos do Votalhada.

"Maria 25 de dezembro de 2014 08:05
Feliz Natal Frank Killer, Feliz Natal Votalhada, Feliz Natal Elder, Feliz Natal Luís...e que venha o BBB pra gente se indignar bastante...rsssss"


Feliz Ano Novo para você da turma atual do Votalhada.

"Bemvinda 25 de dezembro de 2014 13:16
Feliz Natal pra Vcs também! E um Ano Novo Repleto de Saúde, Sucesso e Dinheiro que pode não trazer Felicidade mas Ajuda Pra Caramba! rs Tamo Junto."

"Tamo Junto", Bemvinda. Feliz Ano Novo para você também!

"Shadow 1 de janeiro de 2015 16:43
Um abençoado e luminoso 2015 para você, Frank, Votalhada, Helder, Bruna, leitores, comentaristas....
Abraço meu,
Shadow

    Votalhada na Web 1 de janeiro de 2015 21:01
    Feliz 2015 pra ti também.
    Obrigado por tudo em 2014.
    Muita saúde e muito sucesso pra todos nós no próximo ano.
    Abração,
    Luís"



"Livia Fernandes 13 de setembro de 2013 11:26

Muito bom! Rindo demais!
O "Gordinho" levando esta grana toda é até aceitável.
Aliás, se muito não me engano, ele também havia feito um pacto com "Yara Baladeira", em dividir o prêmio entre eles. Um milhão para cada um. Com certeza já sabiam que estariam na final. Espertinhos, não?
Por favor, na próxima entrevista, daria para perguntar ao Borelli se "Tufão" conseguiu ao menos resgatar sua vida, já que amargou numa 3a. colocação?"


Recuperou. Leia os detalhes no texto. Quem respondeu por ele foi o Bombonzinho, que agora, isto é, daqui a 20 anos, é (será) chefe dele.

"JOSEROTAGUI 30 de dezembro de 2014 23:48
...Olha que maluco isso, nem sempre o bom cheiro é melhor, mas preferimos."


Você sabia que o âmbar cinza das fezes do cachalote é utilizado na maioria dos bons perfumes para realçar os cheiros? LOL.



Um comentário:

  1. Caramba o texto está psicopata demais, consegui pescar (entender) apenas algumas in"diretas".

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html