01 novembro 2014

Aninha Albuquerque: Master Chef Brasil
Mudança de hábito! Repescagem à vista!


Mudança de hábito! Repescagem à vista!

AHAAAA!!! Por essa eles não esperavam! No episódio dessa 3a Feira, 28 de Outubro, pegos de surpresa, os competidores tiveram que provar, avaliar, julgar alguns pratos, sem ter a menor idéia de quem os havia preparado. Ao mesmo tempo, os cozinheiros, participantes já eliminados da compertição, também não tinham noção de para quem seriam preparados os pratos. A repescagem teve seu início com as instruções para que os competidores fizessem uma moqueca à sua escolha para dez pessoas. E logo de saída já teve fófi se atrapalhando no supermercado, esquecendo ingredientes, fazendo correria, e já deixando a oportunidade escapar por entre os dedos. Alguns alí nunca haviam feito uma moqueca antes, e outros já haviam tido problemas com a preparação de peixe.

Tripulação preparada na Nau dos Deseperados! Schlomi atrapalhado com a panela de barro, acabou que entornou tudo pra dentro de uma panela de inox, e mandou-lhe um seja o que Deus quiser, mesmo porque nem sabia qual era o sabor de uma moqueca. Deu até peninha... Marlí resolveu dar um banho de imersão no seu cação, coitado. Banho de óleo, e muito óleo! Isso antes de colocar o peixe na panela de barro junto com os outros ingredientes, e abacou por ser aconselhada pela Pati-Chef sobre uma forma melhor para fazer o prato... E os Chefs-jurados a passear por entre as bancadas, indagando, questionando, cutucando os participantes com seus tridentezinhos afiados! Muahahaha!!! Isabela também teve direito a diquinha do Pit-Chef Fogaça para colocar no forno as bananas da sua moqueca capixaba, assim elas amoleceriam um pouco mais. Bianca estava atrasada com o mis-en-place, e o tempero do peixe... E o tempo estava passando. Sandra! Nunca havia preparado uma moqueca. Estava de volta à cozinha do Master Chef Brasil, em busca de uma nova chance, a inquisidora, contestadora, acelerada cozinheira, com direito a pimentinha, pimentão, dendê e mais tempero! Enquanto preparava sua moqueca baiana, respondia à sua maneira às perguntas do opulento Chef Jacquin. A-do-ro! Hahahaha!

Degustação às cegas. Os competidores, desta vez desprovidos de aventais, estavam preparados para provar e julgar as moquecas preparadas pelos ex-concorrentes. Cada qual com uma idéia sobre quem havia preparado os pratos... Os pratos eram identificados pelas letras, de A a E, designadas para cada candidato à vaga de retorno ao programa.
O prato de Bianca já saiu na lanterninha, com críticas ao camarão duro, apresentação feia, falta de sal e tempero... Schlomi também teve avaliação ruim para sua moqueca, com falta de caldo, coentro demais, ponto errado do peixe. A moqueca capixaba de Isabela pareceu dividir opiniões, ora com falta de camarão, ora com tempero bom, com "gosto de papelão", segundo Luis, ou gosto de queimado, segundo Martin e Flávio, ora com consistência boa do peixe. A moqueca baiana de Sandra teve muitas críticas ruins! "Nadando no dendê" foi uma das frases usadas pelos jurados. O camarão estava crú, segundo alguns participantes, e Cecília chegou a dizer qie foi a pior de todas, mas ainda assim disseram que estava "coerente" (...) Hmmm... Sei não! A moqueca de Marlí, também baiana, estava bem líquida. Dividindo opiniões, ganhou "huuummmmm!" de Jamylyuma lágrimas, e na sequência, um ardido "isso é uma canja" de Flávio. Segundo o fófi cdf, era mais uma canja de hospital, não tinha sabor.

Chegou a hora de escolher uma letra, que representava a moqueca preferida por cada um. Flávio disse que conforme os pratos foram chegando, e depois as letras, ele desconfiou que as moquecas tinham sido feitas por ex-participantes (oi??! ah, foi? então tá, né!?). Aliás... - "Ahhrraaaam!!" - Flávio, que está se mostrando beeeem astuto na estratégia, desempatou a votação com sua escolha. E ficou meio chato. Sandra teve mais votos, e voltou à competição. Mesmo tendo sua moqueca tão criticada. Teve fófi que não gostou!

A segunda prova foi relativamente simples, quer dizer... deveria ser.  Mas nem por isso fácil, lógico, porque não era só pegar lá uns ranguinhos que sobraram e requentar... A missão era fazer o que se faz na maioria das cozinhas do país: pegar as coisas que ficaram na geladeira, as sobras de comida, e fazer um outro prato, uma renovação, dar vida nova àquele bocado de coisas. Numa versão mais rebuscadinha, digna de Master Chef, digamos assim, um "restô d'ontê". Tinha de tudo entre os pratos que poderiam ser escolhidos. Deveriam ser usados no mínimo dois pratos de sobras, e no máximo cinco ingredientes do mercado. Daniel Bork, cozinheiro e host de um programa de culinária da Band, era o convidado especial do dia. Cada competidor foi chamado para escolher suas "sobras", pensando já no que iriam preparar. Vale dizer que faltou imaginação nas escolhas, o que aliás foi corretamente apontado pelos Chefs-jurados. Restava saber se os cozinheiros teriam criatividade para fazer um bom prato, que não fosse só um mexidão de sobras. O frango foi quase unanimidade. E uma perguntinha, pode? Serááá que no restaurante do opulento "empapado" Jacquin não existe prato com milho? Porque ele disse que odeia, né? E... como é que faz, então? Ele não prova os pratos que levam milho? Delega? Mas péra lá... Todo bom cozinheiro, como se prega tão ostensivamente - inclusive o próprio Chef Jacquin - não deve experimentar tudo o que cozinha? (Tô coçando o queixo aqui, pensando... E outra coisinha: ele não eliminou participantes na 1a fase do programa porque se recusavam a provar ou cozinhar certas coisas? Aqui é Master Chef, vossa opulência!).

Começa a mesma coreografia de todos os episódios do Master Chef Brasil: corre-corre pelo mercadinho. Dessa vez, no entanto, vários participantes tiveram que pensar um tiquinho a mais, porque muita gente estava pegando os mesmos ingredientes... Ora! As escolhas também foram parecidas lá na bancada para pegar as sobras de comida, né? Dã!
Mãos à sobra!  Eita caceta! Hahahaha! Me divirto vendo fófi se atrapalhando. E sempre contamos com a devida interferência dos Chefs-jurados. Nem sempre para o bem, né? Tomando tempo ao pedir descrições dos pratos que estão sendo confeccionados, questionando técnicas, deixando os participantes mais nervosos, plantando aquela pulguinha básica atrás das orelhinhas em chamas... E dava pra sacar quem ia se dar bem ou não enquanto os bonitinhos e bonitinhas cozinhavam.

Helena estava confiante com seu arroz de forno, mas não em excesso. Martin parecia seguro na frente dos Chefs durante a confecção do seu prato, ao mesmo tempo em que tentava não se mostrar nervoso (pelo menos eu achei que estava). Flávio estava mais era criando um prato, já que escolheu fazer guioza do zero, e só utilizar um recheio de frango. e se atrapalhou com a sua espuma de shoyu... Jamyly mudou o prato para não fazer igual a outros participantes, esqueceu de pegar ingredientes, tremeu na base e novamente, acabou ... No que, gente? Lááá-gri-maaas! Iiiisso! Muito bem! Acertaram! Hahahaha! Sandra seguia determinada, mas percebí um certo receio na postura da moça. Elisa e Mohamad me pareceram mais seguros do que de costume, mas lá estavam os chefs torrando as bolinhas do menino maluquinho. Luis escolheu se arriscar com uma preparação mais elaborada. Cecília, na pose sempre, aparentava muita segurança, sempre controlando tudo, e Sandra, como sempre com seu narizinho bem empinado, não aceitou bem o que a Paty-Chef Paola e Jacquin tinham para dizer sobre o uso do azeite no seu bacalhau. Contestando, sempre! Estéfano, fã do Bork, escolheu preparar uma torta.
EXTRA,EXTRA!!! hahahaha Não teve essa cena no programa, mas tá no site, e gente, já entendí porque o Daniel Bork mandou um "salvo pela vovó" pro Estéfano... O Bork achou um grampo na torta do Estéfano!!

UM GRAMPO!!!

Deve ter vindo de alguma embalagem, sei lá... Mas, CARAMBA! Que perigo!! Imagina se o convidado engole o treco? Sei lá, podia perfurar alguma coisa lá dentro do coitado! Que mico hein??!

Jaime conversou com os Chefs de la pentelhación, explicou meio sem explicar seu prato, parecia nervoso...

Julgamento! Os três melhores foram Estéfano (hãããã???! heeeein?? AAAaaaaf... depois do GRAMPO?! Ó meu beiço virando pra baixo! hahaha Queixo caído! sério...), Cecília, e Helena, ambas muito elogiadas. A vencedora foi Cecília... E lá foram os três para o once more camarote da Cecília.
Entre pratos apenas corretos ou não surpreendentes, de acordo com os Chefs-jurados, quem se deu mal foram Jamyly, Sandra, e Martin (dessa vez Martins, de acordo com o indeciso, bipolar Jacquin). Sandra não se fez de rogada ao discordar de opiniões dos Chefs, teve seu prato - um "gratinado cremoso" posto em dúvida pela hermana Paola - comparado a uma garrafa de azeite por Jacquin (vossa opulência, pra variar, destruiu o prato da fófi, metendo-lhe o garfo como se amassa uma banana... desconcertante, incômodo e desrespeitoso!), e acabou levando chamadas pela atitude, furdunciozinho bááásico né? Babado forte! Quase que rola um bate-boca alí, climão teeeenso! Contesta lá, fófi!! Olha só... fiquei na dúvida: a fófi que bate-boca e contesta contra a fófi que faz caquinha e se debulha em lágrimas... Ó dilema! Hahaha! Mas aíííí... babado, furdúncio e climão dão audiência né? Poupe que a Band garante... hehehehe! Olha lá o Mohamad ainda na competição... ;) Nesse episódio, finalmente recebeu elogios! O maluquinho foi até aconselhado a continuar no tradicional, porque alí ele se dá muito bem... Flávio foi criticado também. Dessa vez, nervoso, não ouviu os elogios costumeiros. O conselho, assim como o dado para Elisa, foi de não colocar no prato algo que não estava bonito, que não tinha dado certo. Foi inclusive dito para Flávio acordar! Frère Jacques, frère Jacques... dormez vous...hehehe Luis não agradou muito também. Jacquin disse que parecia comida "resquentada"... Mon Dieu! O Claude Troisgros pelo menos é engraçado quando fala errado o nosso louvadíssimo Português!

Achei que essa fosse a derradeira pra Jamyly, porque o prato dela foi muito criticado! Caretas de Jacquin à parte, a coisa devia estar mesmo braba! Além de gorduroso, foi claramente afirmado que o escondidinho (bem escondidinho segundo Paola) da lacrimosa parecia industrializado, comida que se compra congelada! O purê da moçoila foi chamado pelo francês de gelatina de batata! Até o milho "para decoração" levou bordoada, rotulado como comida para galinha! Medaaaa!!! E a lindona não experimentou o prato. Ao comer uma colherada oferecida pela Paola, perguntada por Fogaça se era padrão Master Chef, até a gotejante Jamyly reconheceu que não era. Sério, a aparência era mesmo de comida congelada ruim! Yuck!

Martin... já chegou com uma postura de derrota, reconhecendo que não rolava, que desandou no final do tempo, que não estava satisfeito com seu prato. Se embananou. Fez trapalhada com a carne, que o Pit-Chef mastigou e devolveu para a borda do prato, dizendo que estava horrível. Antes mesmo de experimentar o prato do moço (Bah! Que porcalhão!! Contaminação cruzada, Fogaça!! Comida mastigada no prato que outros vão provar também?? Quiquéiiiisso velho?? ECA!!! Nem com grana vou no teu restaurante!), Jacquin disse que ele não havia feito a "renovacion" da comida, e sim o velório. Depois de experimentar, chamou de ridículo. E mais marteladas! Martin ouviu que parecia que ele tinha jogado os ingredientes no prato pouco antes de terminar o tempo, que os ingredientes pareciam estar como foram encontrados na mesa na hora de escolher... O pobre competidor admitiu que "pisou na bola", que tinha errado, estava decepcionado com ele mesmo.

Aí sobrou né? Nas contas finais, a equação "deu ruim" pro fófi Martin, por muuuito pouco... Ainda sobrou uma nesguinha de carraspana pra Sandra pela atitude de contestar tudo o que os Chefs-juízes falam, antes de ser mandada de volta pro camarote da Cecília... Jamylyuma lágrimas, mais algumas lágrimas, também escapou por um triz! (Nhééé) Não sem antes ouvir que tinha cozinhado muito mal.
Ai, deu uma peninha do Martin... Chorou de verdade, sentido! Mas uma coisa ele garantiu: um dia ainda vai se tornar um grande cozinheiro! É isso aí Martin! Não te falta talento, e agora as oportunidades também não faltarão! Muita sorte pra você gurí!
Ufa! Bom episódio, né? Eu curtí... :) E semana que vem tem mais! Bóra torcer pelos cozinheiros, bóra assistir que vem mais chumbo pela frente!
Beijinhos e até já! :)


- Aninha

0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html