18 novembro 2014

Aninha Albuquerque: Cozinha sob Pressão



Maratona entre panelas,
praças de guerra e confusões! É pressão!

Passou rapidinho né? Semana passada rolou Teleton, aí pausa pra refresco no Cozinha sob pressão. Mas "ói nóis aqui travêêêiz!!" Eba!! :D
Então, ready? Set... Péra que antes vou explicar a provinha olímpica do revezamento com frango na cozinha: uma hora e quinze minutos no total é o tempo da prova. Cada competidor cozinha por 15 minutos em vôo solo, daí entra o próximo, e o carinha ou a bonitinha que está passando o bastão tem 15 segundos para dar as orientações necessárias, assim quem vem na sequência os pratos. E assim por diante até terminar o tempo, quando os pratos azuis competirão com os vermelhos. 5 minutos pra discutir idéias de pratos e foi! Agora sim: Go!!

E lá vão os times pras suas cozinhas! Arthur, o ligeirinho, encabeça a fila da equipe azul, e já sai desossando três frangos inteiros. Derileusa corre pra fazer a preparação do peito, coxas e sobrecoxas. Os dois deixaram o pré-preparo para a entrada dos próximos cozinheiros. Na raia vermelha entra Carol, a arrumadinha, na azul entra Marcelo. Instruções a jato! Marcelo já sai tropicando mas se vira bem, Carol parece tranquila. Pá-pum! Foi! Entram Dani e Diego para dar sequência aos pratos encaminhados pelos team mates. Ambos chegam com nervos expostos, Diego encontra sua raia toda zoada, quase não nota a casca de banana na pista! Dani parece se atrapalhar com a direção logo na saída, tonta e confusa. Diego saiu da rota, trocando o macarrão pela couve-flor, Dani rejeitou o atalho das coxas de frango preparadas por Derileusa, que já estavam no jeito, com os ossinhos à vista, e decidiu rechea-las! Perigo à vista! As equipes rezam para não azedar o leite! Tro-coooou! Instruções para Ronaldo e Bia, que se deslocam rapidamente pelas respectivas raias! Bia corre para finalizar a trilha trolada por Dani, e Ronaldo dá um jeito de correr com as batatas. Passam-se os bastões! Na pista, Samara e Marcel. Samara sai com os olhos já embaçados, mas lá vai a fófi o mais rápido que pode! Marcel encontra a pista suja e bagunçada mas parece à vontade para finalizar o que a trupe deixou para trás. Autorizados a falar com o corredor em ação, as equipes começam a dar toques e instruções. Marcel é alertado sobre a forma deixada na chapa quente pelo Ronaldo, o deslizante. Samara não consegue entender o que as gurias lhe dizem, quase que todas ao mesmo tempo, excitadas e mais atrapalhando do que ajudando a performance da companheira de equipe! Mas a fófi, mais equilibrada, consegue manter o foco apesar da ansiedade, e segue em frente para a reta final.

Fim da linha para as duas equipes, e os pratos são trazidos para julgamento. 3 contra 3. Na bancada do Chef Bertolazzi, chegam os primeiros pratos. Representando a equipe vermelha, Purê de batata roxa com queijo de carbra e coxa recheada. Achei bem apresentado, e parecia apetitoso! Arthur trouxe seu prato, e juro por Deus que não conseguí entender o que ele falou. O QUE de frango?! Mas era com molho barbecue, e tinha chips de batata doce. Arthur, fala direito! Hahahaha! Tá doido, ô guri pra falar pra dentro, seu! Nos comentários gravados, o carequinha ligeirinho mencionou a coxa da asa, então é isso, né? ( Mas que cazzo que ele falou pro Bertz, porque não deu pra ouvir nada parecido com isso, gente! Que aflição!!! De repente tô virando a tia surda dos almoços em família de domingo! hahahahaha!!)
O Chef Carlos Bertolazzi curtiu os dois pratos, mas julgou o da equipe vermelha melhor que o da azul. Pontooo! Ponto pra equipe vermelha! E as fófis vibram!
Segundos pratos à bancada de julgamento. Vermelho, Frango com curry e arroz de coco. O prato azul era um Frango ao açafrão com um toque de aniz estrelado, e couve-flor roxa sauté. O açafrão era o "da terra", viu? Mais conhecido como curcuma, ou tumérico... Eu curto muito! Equipe azul supera a simplicidade e bom preparo do prato da vermelha,  e leva o ponto pela complexidade das especiarias, pelo acompanhamento e apresentação do prato.
E lá vem o último prato! Tacada final, e desempate! Apresentado pela equipe vermelha, o prato tinha Sobrecoxa com crosta de pimenta de cheiro e legumes na manteiga. Azuis trouxeram o prato decorado com fios de spaghetti  fritos, temperados com sal e pimenta do reino preta moída, que Bertz já provou de cara, e curtiu. O prato era Coxa cozida no vinho e legumes, servida ao próprio molho, e crocantes de batata asterix. Após provar, a decisão foi que o empate continuou. Os fófis todos, mais faceiros que mosca em tampa de xarope, foram jogar golf com o Chef Bertolazzi. Finalmente os guris tiraram uma folga da labuta na cozinha, hein?! Tadinhos! Destaque para quem?? Derileeeusa! Hahaha! A doida foi jogar golf de sandália rasteirinha, pode isso? Essa é a Derileusa! Me divirto! E para Marcel, que não acertava o buraco nem com reza braba! Se esbaldaram a tarde toda.

Como tudo que é bom uma hora acaba, "tudo de vorta pra lida!". Tablets com cardápios distribuídos, combinações de sempre, distribuição de funções, reconhecimento do terreno escorregadio do serviço de todo dia, né?
Logo de cara Diego se atrapalha com os gnocchi de semolina, e pede ajuda aos companheiros. Justo ele que tem empresa que faz sei lá quantos tipos de gnocchi, acaba pegando pela frente um tipo que não faz há bastante tempo... Frustração, né? Os bonitinhos não tiraram as dúvidas antes com os Chefs, marcaram touca. A marcada do lado vermelho foi com a demora do mis en place. Entra em cena Ronaldo, errando o preparo do rosti de legumes. O nosso Dexter de plantão inverteu a ordem de preparo, ralando os legumes antes pra cozinhar depois. Claro que deu caca. Aparentemente as equipes estão com seus pré-preparos em ordem, então é hora do Chef Bertz reunir o povo e dar as instruções para o serviço da noite.
Para aquele serviço, as equipes teriam lideres, que o próprio Chef escolheu: Daniele e Ronaldo, que tiveram 30 segundos para pensar em como distribuiriam as praças. Ronaldo escolheu Diego e Marcel para as entradas, Arthur para o primeiro prato, e ele mesmo e Marcelo para as carnes. Bia e Carol foram designadas por Daniele para cuidar das entradas, ela mesma para massa e gnocchi, Derileusa e Samara para o prato principal. Os líderes teriam que coordenar as equipes e garantir a sincronia da chegada dos pratos.

Começa o serviço, e Ronaldo começa na função se atrapalhando, não muito atento, e os rapazes já levam bordoada do Chef por causa da polenta, que não deram para ele provar antes de colocar no prato. E quando Bertz pediu a polenta, cadê? Na panela, em processo de confecção. Ai ai... O Chef prova do prato mesmo, e dá-lhe mais chamada! Estava ruim, e Diego teve que fazer mais, em quantidade, não apenas para um prato, sem esquecer de levar para o Chef provar a aprovar antes! Mas será o Benedito? Como é que só faz a quantidade para um prato? Que cozinheiro é esse??
Polenta aprovada, as entradas dos moçoilos começaram a sair e nenhuma voltou.
Enquanto isso, na cozinha vermelha, as gurias se atrapalhavam com as entradas, que demoraram demais para sair, atrasando o serviço do primeiro prato. Mas elas agiram rápido, agilizaram o preparo e os pratos começaram a chegar no tempo certo ao balcão. Ganharam até parabéns do Chef!
Os gnocchi dos azuis estavam uma brabeira, tanto que Bertz mandou corrigir, dar um jeito, porque não daria para servir aquilo. Arthur correu para remediar a situação, tentou, mas não rolou. Bertz mandou avisarem a todas as mesas da cozinha azul que não serviriam gnocchi, e que o penne seria o primeiro prato. Muito P da cara, adicionou para os cozinheiros um seco "Sem comentários!". Vexame hein? Ronaldo foi incumbido de ir pedir descilpas, mesa por mesa.
As gurias estavam com a massa e os gnocchi atrasados, e acabaram por levar chamada de Bertz também. Haja paciência hein chef? Que dureza! Samara acabou por errar o preparo e o ponto do penne, e teve que refazer, do zero! A fófi decidiu não deixar a líder liberar os pratos enquanto não estivessem perfeitos; demorou mais, atrasou, mas compensou no final. Bertz elogiou os pratos, e de lambuja levou as gurias para ver o comentário de uma mesa: aplausos para as cozinheiras. E mais, receberam um "obrigado" do Chef, em alto e bom som! Eita que tão podendo hein?!

De volta ao campo de batalha azul, lá estão os fófis se esmerando no embananamento! O rosti de Ronaldo estava uma caca, por culpa do próprio que não prestou atenção nas instruções do Chef. Recontagem: gnocchi cagado (pardon my french!) de Diego, rosti errado de cabo a rabo, além de queimado, do líder Ronaldo! Afff... e o Dexter ainda insiste em levar para Bertz pratos montados com o rosti dos infernos! Berros!! Marcel interfere e insiste que aqueles eram os que estavam menos queimados... Putz! Ainda me acrescenta que não estavam com gosto de queimado! Minha nóóóóóssa!!! Bertz espumou que nem cachorro louco! Fala sério, o que é que os caras têm na cabeça? Água de coco, titica de galinha ou algodão doce? Não têm noção do perigo, não?? Esse Marcel é outro casca que logo logo vai ser colocado no lugar dele direitinho! O cozinheiro ainda quer entrar em treta de bater boca com o CHEF?? Isso ainda vai azedar, vai vendo...
Ronaldo como líder foi uma desculpa pobre para cozinheiro de churrasquinho de gato de frente de mercado de pulgas, viu? A situação acontecendo, cozinheiros mobilizados por causa do rosti ruim dele, mimadinho batendo boca com o Chef, e ele lá olhando! Como o próprio Bertz disse, não seria melhor preparar tudo de novo ao invés de ficar discutindo sobre um prato queimado? Já viu tudo né?
Então Daniele caiu na fogueira também, quando Bertz pegou-a lavando pratos ao invés de comandar e coordenar. Deu problema de confusão com número de pedidos, Daniele se enroscou, toda confusa, e levou chamada! Do lado azul, Ronaldo se perdia com pedidos e mesas também. Baguuuunça danada!

Final de serviço, e Bertz tece crícitas e elogios para a equipe vermelha. Para a azul, ressaltou a importância de um bom pré-preparo. Ronaldo e Daniele tiveram que escolher dois nomes para eliminação de cada equipe.
As duas equipes confabulam, discutem nomes... E os escolhidos são: da equipe azul, Diego e o próprio Ronaldo, um pelo Gnocchi do terror, e o outro pelo desempenho ruim, falha na função, rosti dos infernos, etc., etc., etc. Da equipe vermelha vão Samara e a própria Daniele pela liderança não tão boa, falta de comando, as confusões com pedidos, e Samara pelo penne que atrasou e precisou ser refeito, e a decisão de não acatar a ordem da líder. Os competidores na berlinda se desculpam, recitam suas razões para permanecer no programa, o de sempre.

Não foi tarefa difícil para o Chef Carlos Bertolazzi enumerar as caquinhas que os 4 haviam feito na cozinha naquele serviço. Motivos não faltaram para que os fófis estivessem onde estavam, de cara pra eliminação, né? Mas a vergonha, a pataquada de deixarem de servir um dos pratos no menu e passar carão, pagar mico, foi um motivo muito forte. Acabou que a decisão ficou fácil, e Ronaldo está fora. Choroso,  nosso pequeno Dexter entregou a Dolma. Claro que dá peninha... ele é fofo, bonzinho... Mas não dá pra cometer erros como os daquela noite se a intenção é ser Chef de cozinha, è vero? Va bene! Boa Sorte pro Ronaldo, um pedacinho do caminho ele já andou; agora é não desistir.
Curti o programa desse 15 de Novembro, gente, foi bacana mesmo! E pô Bertz! Demorou, mas a paciência deu sinais de fuga hein queridão?!  Hahahaha A-do-ro! Semana que vem tamos aí!
Beijinhos pra todos e até já! :)

Aninha



0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html