19 outubro 2014

Cozinha sob Pressão por Aninha Albuquerque
Acenderam o fogo! Primeiro serviço sob pressão.



Acenderam o fogo!
Primeiro serviço sob pressão.

E foi dada a largada pra valer. Agora sim vai ser possível ver quem é quem, tanto em termos de personalidade, propensão à trairagem, liderança, talento, ver quem é que realmente pode chegar mais longe na disputa pelo prêmio.
Ontem, logo de cara, as equipes se enfrentaram na prova do frango à milanesa com creme de milho. Simples e tricky, a tarefa era preparar o prato usando uma mistura para empanado pronta para utilização de uma marca parceira do reality. Por que tricky? Porque uma das coisinhas básicas a se fazer, como sempre que se está usando um produto novo, é ler a embalagem do produto. A mistura já vinha com tempero, e o modo de preparo estava descrito na embalagem. Parece besteira, né? Só que certos participantes negligenciaram este ponto, e temperaram o filé de frango a seu próprio modo antes de usar o produto. Ou seja, tempero sobre tempero! Alguns exageraram, e lógico que isso pesou contra. Outra cosita que contou pontos a favor foi a utilização do milho in natura. É óbvio que em casa a gente usa milho enlatado, é mais prático, mais rápido de usar, etc. Mas num restaurante, o que se espera é que o milho seja natural até pela qualidade e pelo sabor. Bom, teve fófi que não pensou nisso. Alguns até que se deram bem mas na hora de julgar os pratos, o Chef Carlos Bertolazzi levou em conta todos esses fatores. Se deu melhor quem foi mais cuidadoso, prestou atenção aos detalhezinhos e caprichou mais no prato. Como a equipe azul dos meninos tinha um integrante a mais, o fófi Francisco que temperou beeeeem seu frango teve seu prato retirado da prova pela equipe, assim o número de competidores ficou igual.

Bom, só de assistir a preparação já dava para se ter uma ideia de quem estava fazendo caca. Teve empanado mal feito, teve excesso de tempero, teve invenção demais, cuidado de menos, teve falta de noção para usar aparelhagem... Até pra regular o forno teve gente fazendo furdúncio (leia-se: grupo vermelho).  Espirrou creme de milho no espelho, lambuzaram bancada, o pobre do liquidificador então... por pouco não sofre avarias! Bom, hora do pega pra capar, o Chef provou dos pratos, e quem venceu o primeiro páreo foram os fófis de azul. Para tristeza das mocinhas que tiveram que limpar as praças de guerra que viraram as cozinhas e ainda preparar a compota de cebola bourbon - em boa quantidade, e do zero, o que envolvia descascar, cortar, chorar até, etc... - enquanto os mancebos foram degustar cerveja! Hahaha! Ah... os louros da vitória... Lá na cervejaria, o food "truque" fake Fabrício já começava a dar sinais de personalidade difícil. Ô guri marrento! Melindra facinho, facinho. Pra mim está bem óbvio o motivo pelo qual está se sentindo, e está claramente sendo, excluído... Esse vai dar trabalho, e não vai ser porque tem um talento fenomenal, que vai deixar muito fófi no chinelo, nada disso! Acho eu, daqui da minha poltroninha, que o cara está mais pro tipo presunçoso, que se acha muito, e não dá realmente pra entender o motivo pro nariz tão empinado, sabe? Sei lá... é esperar pra ver se estou errada. Ah, desculpa, mas fófi entra pra um reality show e não quer ser julgado? Tá lá pra dar a cara a tapa, e se levar alguns, são ossos do ofício, é assim mesmo que funciona, è vero?

Para a prova final,  equipes a postos para o primeiro serviço do programa. Teriam que servir a contento todos os 40 clientes do restaurante do Cozinha sob Pressão, com os itens do cardápio que receberam. Adendo: me espantei com a decisão de Arthur de ficar na limpeza... Decidido quem faria o que, restaurante aberto, cozinheiros na função. Aí rola o script normal de todo reality de cozinha. Bagunça, babado, confusão e gritaria! Hahahaha!! Pô, bacana a postura do Bertz (quando falo Bertz, acho que já deu pra sacar que estou falando do Chef Carlos Bertolazzi, e é assim que o povo que se comunica com ele em redes sociais o chama) ! Comparando com o Ramsay, mesmo porque é inevitável, continuo insistindo que até agora prefiro o jeito do brasileiro. Bertolazzi vai lá no indivíduo que está fazendo sua caquinha, explica, mostra, e sai fora, enquanto o escocês azedinho prefere tacar o prato no lixo, no chão, na parede... E gritar, berrar, xingar mesmo! Bertz dá bronca sim, fica pau da vida com as cagadinhas - pardon my french! - que invariavelmente existem, e acontecem a todo momento, mas a agressividade não chega no grau do Ramsay. Curtí ver o Chef ensinando a montar o prato, explicando bem, antes de começar a perder a paciência. Uma coisa que fica óbvia, e é importante citar, é a preocupação que Bertolazzi mostra com seus clientes, se estão sendo bem atendidos, de ir até eles e pedir desculpas pela demora, por exemplo, como apareceu no episódio desse Sábado. O contrário do que é mostrado na franquia original Hell's Kitchen, inventada por Gordon Ramsay, que demosntra claramente que só se preocupa com o próprio umbigo, e não com os clientes do restaurante. Pelo menos no reality gringo é isso que acontece e já foi mostrado vezes sem conta! #Prontofalei !
Mas que tô doida pra ver o fófi Bertz pau da cara esbravejando com algum cozinheiro bem cabaço, ah isso tô! Hahahaha!
Insisto que em termos de postura, prefiro comparar nosso Chef Bertolazzi ao Marco Pierre.

Bom... carroça andando, frigideiras chiando, panelas fumegando, comida saindo pras mesas. E lógico que tem que haver destaques, pro bem e pro mal. Olha só, a Derileusa, a danadjeeeenha, é outra figurinha difícil hein?! Fala sério, eu não teria paciência pros risinhos irônicos, os comentariozinhos sarcásticos... Parece que tá sempre zombando de alguma coisa. No primeiro episódio achei até engraçada, mas já começou a dar sinais de que vai colocar as manguinhas e as garrinhas de fora em breve. Sei não... Já ví muita hiena em reality de cozinha, e tá começando a me cheirar a carniça... hmmm!
As gurias estavam indo bem até que Derileusa quase ferra tudo com seu salmão, que era pra estar cozido e chegou pro Chef no ponto de sashimi! Gostei do jeitão da Samara, pareceu bem competente, sabia o que estava fazendo. Já Lilian decidiu que ia servir salada pro seu buffet. Esqueceu que estava servindo clientes num restaurante e montou uma linha de pratos de salada, transformando bancadas em hortas, plantando um jardim, nas palavras de Bertz. Enquanto isso, do lado dos rapazes, Ronaldo tretava com suas vieiras, parecia um brinquedinho de corda correndo pra lá e pra cá, e precisou de uma forcinha de Arthur, que deveria estar SÓ na limpeza, e levou uma chamadassa do Chef, voltando pra pia rapidinho! Francisco fazia caca com o macarrão do cacio e pepe. Chegou a dar pena do rapaz, mas ele atrasou o grupo. Acabou que Bertz teve que chamar Arthur para assumir o lugar de Francisco, que ficou encarregado da limpeza. O risoto do Marcel, fora do ponto e faltando sal teve que ser refeito. Mas gostei de ver que o moço teve a atitude inteligente de levar o outro depois de refeito para o Chef aprovar antes de empratar. Tá vendo? Fácil fazer direito, é só pensar um pouco, né? Fabrício também foi outro que precisou de ajuda com o macarrão, e levou chamada do Chef.

Momento-destaque: a hora do grito! Hahahaha! Foi quando o Bertz perdeu um pouco a paciência e teve que gritar com a Derileusa, que afirmou que gostaria de responder, mas não podia. Olha lá as manguinhas de fora que eu falei! Queria ver ela realmente dizendo pro Chef que se ele queria melhor que fizesse ele mesmo um salmão! Ai ai viu? E quase que o serviço do time vermelho vai por água abaixo por causa da fofolete Derileusa. Vamos ver o que ela ainda vai aprontar. Fim do serviço, e independente das melecas de Derileusa e outros percalços, a equipe vermelha foi melhor que a azul.

Na escolha das equipes, a azul mandou pro fogo Fabrício, o marrento, porque segundo o grupo, ele já estava no clima de querer sair, desanimado, sempre achando que era ele quem ia sair após as provas, etc. Entre Derileusa e Lilian, a última foi a escolha do grupo vermelho, segundo as moças apenas porque precisavam indicar alguém... Surpresa! Carlos Bertolazzi mandou que Lilian e Fabrício escolhessem alguém que tivesse sido pior do que eles no serviço, e ficou óbvio, além de admitido por Fabrício, que a escolha dele foi por motivo pessoal. Ele escolheu Marcel, que claramente não teve desempenho ruim; os dois simplesmente não se deram bem, e pronto. Bertz percebeu alguma tretinha interna, e colocou Fabrício contra a parede, dando a ele uma segunda chance de salvar o próprio filme, que naquela altura já estava mais do que chamuscado, né? Fala sério... O moçoilo não teve como escapar, e indicou Francisco, e aí eu concordo com a escolha, mas acho que já deu pra sacar que o cara mostrou uma grande falta de profissionalismo, e não digo de caráter porque o termo fica muito forte, só por isso. Vai colocar o pessoal antes do profissional? Ainda bem que ele é dono do próprio negócio, e o prêmio não é o cargo em algum restaurante famoso, porque, convenhamos, quem é que iria contratar para ter em sua equipe um sujeito com essa índole vingativa, de pisar feio na bola com quem o tratou mal?
Lilian escolheu Derileusa, a galhofeira, porque "as duas ficaram na berlinda com o grupo". Entre os dois piores de cada grupo, o Chef mandou Francisco para casa. Foi justo, acho. Imagine que a equipe está fazendo um prato do menu, e esse prato não fica pronto nunca. Os clientes vão ficar esperando até o cozinheiro acertar o prato, ou vão pra casa insatisfeitos e falando mal do serviço e do restaurante? Pela lógica, a decisão foi acertada, e pelo desempenho de Francisco, não havia outra escolha a fazer mesmo.
Em tempo, Derileusa, a galhofeira bocuda, escapou por bem pouco... Certamente será uma dessas participantes que chega uma hora, discutem com o chef e levam A esculhambada! Vou esperar ansiosamente pra ver esse momento!

Olha só, eu mencionei sobre a chamada para o próximo programa na semana passada, né? Aquilo lá foi uma novela. Dessa vez, acertadíssima a forma que a edição foi apresentada. Agora sim! Acho que rolou mesmo aquilo que falei sobre chamar a atenção para o próximo episódio, prender o público, etc.
Então, fiquemos no aguardo do terceiro episódio! Vai ter treta, vai ter nervos à flor-da-pele... Acho que vai valer a pena assistir! Já está valendo! Alguém aí também está torcendo pra ver a cozinha pegar fogo, virar um inferno? Gente, no sentido figurado! Ai... não sou má assim, não! hahaha Só chatinha... ;)
Beijinhos e até já!

Aninha



0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html