16 novembro 2013

IMPRESSÕES de Frank Killer: "Cada Macaco em Seu Galho"


"Cada Macaco em Seu Galho"

Clique para ampliar
Como já era esperado, na pesquisa proposta, os verdadeiros fãs de RS julgam os concursantes mais com o critério de escolher entre os que têm melhor caráter e bons atributos do que com outras características (cerca de 31% na enquete). Na verdade um concursante não tem que se mostrar ou apresentar uma performance qualquer no Reality. Compete aos realizadores forçar que os mesmos se mostrem para a audiência e não que eles façam isto espontaneamente. Sou adepto da máxima que diz que "você deve comportar-se de modo que não seja notado, mas que a sua ausência seja sentida", mesmo sendo em um RS.

Compete à audiência ver quem são os participantes na essência e não estes se mostrarem, como se fossem produtos comercializáveis. É bem verdade que eles estão lá para serem julgados pelo público, mas não pelo que querem mostrar ou porque mostram o que escolhem de uma maneira superficial e faked, sobre quem  são ou não. Eles não têm que passar nenhuma verdade ao público, mas este é quem tem que "sentir" a verdade neles nas situações em que não estão de posse do controle emocional e no dia a dia.

Um dos nossos visitantes mais assíduos e bom amigo chamado Pedro Fernando falou que depende muito da trajetória e da verdade que sente na pessoa. Concordo com ele e na questão da trajetória, mais ou menos penso ser secundário, porque nenhum concursante precisa ter um comportamento padrão ou especial ou diferente durante a sua permanência. Basta que tenha um comportamento normal, sem afetações, como se não percebesse ou não ligasse para as câmeras e microfones que o estão mostrando ao público. É claro que ele está sabendo disso todo o tempo, mas deve se forçar a ignorar tal fato. Sei o que o Pedro quis dizer positivamente com estas palavras, mas é preciso as outras pessoas não confundirem e pensarem que o comportamento tem que ser notório e especial ou que deve ser protagonizante.

Em épocas de entressafras de RS de confinamento, a nossa página é visitada por menos pessoas, algumas vezes menos talvez, e os que continuam nos visitando nessas épocas são os verdadeiros fãs de RS em sua maioria e os que gostam do nosso site e comentaristas. Talvez o resultado da pesquisa seja um reflexo disso e seria interessante repetir a pesquisa durante a fase mais "quente" de um RS de confinamento em curso, por exemplo no próximo BBB14. Durante a Fazenda 7 (com celebridades) uma enquete um pouco modificada poderia ser proposta e penso que apresentaria resultados similares.

É interessante observar que os item preferidos em segundo e terceiro lugares com percentuais de 17 e 13% respectivamente indicam uma certa preferência por concursantes que tentam "causar" e gostam de brigar, incluindo contra a produção, desde que não sejam beneficiados por esta, como é comum fazerem. Um exemplo clássico disso foi a Angelis na FV, que venceu contra tudo e contra todos. Apesar de seus (muitos) defeitos ela é minha heroína por conta disso e porque sabia ler muito bem o jogo. Essa é uma receita que não pode ser passada a ninguém, apesar dela ter tentado.

Aliás concordo com alguns que dizem que não há receita para vencer RS e nem estratégias eficazes. Mas o básico você sempre pode fazer, ou seja, não fazer nada excepcional, bombástico ou protagonizante e nem usar nenhuma estratégia. O confinamento não é jaula de zoo ou vitrine de loja e, não é também um palco e nem uma arena de circo para performances artísticas ou de qualquer outra natureza, mas ao mesmo tempo também é (local) para exibir pessoas normais e sem pretensões outras que não seja disputar um prêmio por ser boa pessoa. Simples assim.

Se você é boa pessoa e é concursante ou vai ser, não precisa se preocupar em não ser eliminada. Não precisa se mostrar e sobressair. Lembre-se que "prego que se sobressai, leva martelada na cabeça!" LOL. Os que não são boas pessoas, são vilões, e eles são quem tentam se destacar, usar estratégias, eliminar favoritos e executar toda sorte de estratagemas para permanecerem mais tempo no RS e "beliscar" algum prêmio, pois sabem que não chegarão à Final ou que não vencerão o RS, salvo raríssimas exceções, mas apenas por culpa dos realizadores. Os torcedores desse vilões e seus porta-vozes fazem as mesmas coisas em prol deles. LOL.

Certos torcedores fanatizados normalmente não têm nenhum escrúpulo em denegrir e ficam bravos quando são apontadas coisas desabonadoras sobre seus preferidos. Ficam furiosos e quando se voltam em réplicas se entregam facilmente e, acabam confessando sem querer tudo o que negaram veladamente, ou que tentaram. É a mesma técnica utilizada em RS por alguns concursantes e pela produção. Quando se deparam com um esquema imparcial ficam confusos e não aceitam posicionamentos equidistantes. É aí aonde está a maior dificuldade deles, quando vêem procedimentos honestos e justos ou lêem textos equilibrados e isentos. Não aceitam a isenção. LOL.

Propositalmente não incluí como um dos quesitos na enquete a formação de casais, pois sei que pode ser por estratégia e é muito fácil se apaixonar em um RS, porque, principalmente as mulheres, se sentem fragilizadas e carentes e, em alguns casos, buscam compensações nas atenções de um homem. No homem isso não é tão premente, exceto naqueles que têm uma vida sexual ou amorosa intensivamente ativa e, no caso mais comum, quase sempre é estratégia. No entanto precisa ter um certo "feeling" para perceber quando uma mulher está sendo sincera em sua carência e ele próprio ser honesto em relação a seus próprios sentimentos.

Em tempo devo dizer que carência é motivo sim para formar casais em minha opinião e não é preciso existir amor de fato, o qual pode ou não surgir depois. Em outras palavras é exatamente como na vida real, e RS é coisa real mesmo, só que com emoções mais intensas. Isso só vai ser comprovado aqui fora e lá dentro é diferente e pode ser bonito de se ver. Tudo isso deve ser visto e avaliado tanto pelos participantes quanto pela audiência. Certos participantes não têm ou não tiveram essa visão, como alguns vários em várias edições e, em que foram eliminados porque agiram equivocadamente ou não conseguiram convencer o público de seus sentimentos ou intenções.

Vale a pena a inclusão de um item sobre isso numa enquete somente no caso de celebridades, porque elas são mais cuidadosas em embarcarem em aventuras sentimentais, mas fica a advertência de que é muito difícil convencerem a audiência quando é fingimento ou por estratégia, principalmente quando são muito conhecidas e famosas. Em alguns casos observou-se que formaram casais depois do Reality e não enquanto estavam confinadas. Celebridades preservam mais a privacidade e os seus assuntos pessoais, a menos que estejam querendo mais visibilidade na mídia.

Também no caso de homossexuais já vimos em RSs quase todos os diversos gêneros ou tendências, mas está ainda faltando um concursante (ou uma) muito especial, que seria uma lésbica com características físicas ou aparência masculinizada. Seria interessante experimentar um caso para ver a reação do público. Melhor ainda seria vê-la cortejando uma das beldades no confinamento ou assistir um romance entre elas. Seria importante ainda não ser transgenerizada com cirurgias, a meu ver, caso contrário seria fácil encarar com naturalidade.

A média da sociedade pode ainda não estar preparada para encarar com pragmatismo certos tipos de homossexualidade ou preferências sexuais e é sempre interessante medir a quantas anda isso. Felizmente uma grande maioria acha que todos os concursantes têm boas qualidades mensuráveis e a humanidade está salva por isso! LOL. Ser bonito, pobre ou sofredor parece também não estar com nada em RS! Também LOL.

Se você deseja exibir sua beleza física ou formosura, contar histórias tristes e dramas pessoais e, chorar miséria em RS, desça rapidinho desses galhos. Eles vão quebrar a qualquer momento e você vai mesmo é só rachar a cara no chão e chorar, acho eu (sonoridades propositais)! LOL.

Para se dar bem em um RS evite ter relacionamento amoroso fora da casa antes de entrar. Caso contrário poderá trair esse relacionamento ou ficar amarrado e impedido de iniciar um, com resultados desastrosos. De qualquer maneira, sua vida provavelmente mudará tão drasticamente, que não fará sentido nenhum em certos casos continuar com a mesma vidinha anterior ou com as mesmas relações sentimentais de antes. Isso até atrapalharia um pouco a sua nova vida de celebridade, penso.

Em resumo, quero crer, quando um RS estiver em curso, os resultados de uma enquete como a proposta no último post apresentará os mesmos resultados ou quase, desde que alguém não esteja se sobressaindo no RS por motivos extraordinários ou inusitados. As atrações de um RS não são exatamente os concursantes, mas as dinâmicas, atividades, provas, cenários e os percalços e situações que eles enfrentam para chegarem à Final. Isso vai muito da competência dos realizadores e não da seleção do "casting". É logico que você não vai escolher aleijados morais, imbecis, depravados, malucos, agressores, homicidas e psicopatas no "casting". Se o fizer, você mata o RS e aumenta o estigma para quem é ex-participante. Muitos deles já nem gostam de falar que são ex concursante e isso depõe contra os RSs.

Nota de interesse para os realizadores: Os fãs de RS estão atentos para detectarem os concursantes beneficiados pela produção ou os que sejam prejudicados, perseguidos ou discriminados, conforme indica o percentual de 12%, para mim um tanto alto e inesperado em quarto lugar. Talvez seja um reflexo do que vêm fazendo os realizadores ultimamente.

Errata

No primeiro parágrafo do último post "Mariana" onde se lê:

"Desta vez a nossa enquete apresentou um resultado mais distribuído, sem muitas diferenças entre os mais votados e os mesmos votados."

Peço desculpas aos leitores porque a frase ficou meio sem sentido e que então, como era a intenção original, leia-se:

"Desta vez a nossa enquete apresentou resultados mais distribuídos, sem muitas diferenças entre os mais votados e os menos votados."



Um comentário:

  1. Super concordo com tudo, você fez uma bela análise sobre isso, o que eu quis dizer sobre a trajetória e a verdade é que realmente eu torço por pessoas totalmente diferentes em perfis a cada ano, já torci pro vilão, já torci pela mocinha, já torci pela pessoa considerada ''planta'', e etc...
    Mas eu fico feliz de torcer assim, porque muitos pegam na primeira semana tipo: ''achei esse o mais lindo, vou torcer por ele'', ou sempre torcer pra um casal, daí a pessoa pode fazer o que for que não mudam de opinião.

    ResponderExcluir

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html