04 agosto 2013

Do Cantinho da Shadow:
A Psicologia do Reverso em A Fazenda


A Psicologia do Reverso em A Fazenda

É da essência dos realities o recurso ao exagero por parte dos participantes enquanto vivem situações dentro do confinamento em meio às atividades, provas e entre si. O problema é que em A Fazenda nenhum deles consegue agradar, mostrar até agora a que veio ou se tem alguma história para contar. O dia-a-dia para os que estão lá parece basicamente, uma sucessão de simpatias e antipatias mal costuradas, com o objetivo último de provocar impacto e causar polêmica diante das câmeras e edições.

Essa deficiência ficou, mais uma vez, gritante durante a semana que passou na qual todos foram poupados da eliminação, restando após a pífia atividade das fichas de preferência no porquinho, a indicação do fazendeiro: o Beto. A tão esperada cena em colocar a Denise no banquinho, após ter iniciado seu voto assinalando todo trabalho que uma Denise pode dar a um fazendeiro, foi abortada pela indicação de Andressa Urach por ele, sob o argumento de que não seria seu voto para não desperdiça-lo. Um teatrinho de quinta, consumado de forma sádica, grotesca mesmo, para deixar o massacre de Denise por conta da casa.

Falta sutileza a essa turma. Mateus, Paulo Nunes, Ivo e Yudi não perderam a deixa. O argumento em tom de desdém do Yudi talvez tenha sido o que melhor sintetize o voto de todos eles: “Não vou com a cara dela”. Por vezes, o público tem a impressão de que eles estão declamando um jogral. Um jogral desafinado, cujo conteúdo não faz sentido, tal qual as falas desarticuladas e ‘nonsense’ de Denise. Mas o que sobressai e se vê aqui de fora é a má intenção em nocautear e desprezar a pessoa objeto de sua indicação.

São tão tolos, que estão caindo em sua própria teia. Denise está crescendo, não só aqui fora como lá dentro. Menos medicada ou com a dosagem modificada, ela que já conviveu no meio dos ratos, conhece bem a psicologia do reverso, assim como todo político.

A coisa toda funciona mais ou menos assim: Se eu te dissesse neste momento – Pare de ler a partir de agora. Pare AGORA!... certamente, você ficaria com mais vontade de continuar lendo. E se continuou até aqui, isso prova o que falei.

A Psicologia do reverso, nada mais é que a psicologia do paradoxo, segundo a qual você tenta obter um resultado positivo através de uma sugestão negativa ou vice-versa. 

Não morro de amores pela Denise. Mas reconheço que está usando isso a seu favor a olhos vistos, colocando-se abertamente como a perseguida, a excluída, a vítima da violência psicológica... da qual ela está sendo alvo, é fato, mas... para a qual ela em muito tem contribuindo, verdade seja dita. Passou de pessoa perseguida pelo grupo, para uma participante astuta. Isso ficou claro na prova do porquinho onde seu choro não convenceu, mas a risada sarcástica a ele intercalada, convenceu muito mais.

Está apostando nisso. Por isso ao ir para o banquinho afirmou com tanta certeza: ‘Estarei na final. Ganharei o programa!’. Só aqueles que são rasos demais não perceberam isso ainda, mas Sheila mostrou que enxerga longe, assim como Bárbara. E é em torno da psicologia do reverso que Denise gravita e a trama gira.

O Carelli bem que tentou interferir mais uma vez com sua arca de surpresas. Mas o poder da chave estava nas mãos de quem se acha o sabichão e não passa de um covarde. O mentecapto fez naufragar a carellada de entregar carta de parentes a todos, onde certamente nas entrelinhas haveria mensagens em Caps Lock subliminares, em especial de mamãe Monique; por conta de uma imunidade, que se tivesse o tico e o teco conectados, ele já teria diante de uma atitude altruísta em benefício do grupo, ganhando a gratidão de muitos por muitoooo tempo. Perdeu cowboy!!!
Aliás, essa turma está provando dia após dia que não tem nada na cabeça. O que todos ali estão fazendo com seus cabelos??? Coisa horrorosa, sô!!! Na falta de recursos tentam causar e aparecer de outra forma. Coisa de gente medíocre e sem o menor senso estético!!! Neymar pode, ele é rei. Os outros tentam mostrar a que vieram causando de forma torta e ridícula. Simples assim!!!

Até que no jogo do resta um Ivo sobrou, o caroço de um maracujá mais do que seco. Algo muito esperado por quem está aqui fora, desde que ele de maneira constrangedora ‘secava’ as participantes de A Fazenda no momento do banho e as imitava aos demais, o que teve grande repercussão nas redes sociais. Simplesmente deprimente!!! Isso fez dele um alvo? Para o público aqui fora, formado em sua maioria por mulheres, com certeza!!!

Aliás, Ivo já traçou seu destino. Disse que Denise tem chance, e tem a certeza de que ele não ganha. Sinal de que ainda lhe resta algum senso crítico e de que tem uma boa leitura do jogo.

O certo é que pela Psicologia do reverso, o Ivo não está longe da verdade. Em determinadas pessoas, assim como a Denise, uma sentença de exclusão e rejeição ao invés de derrubá-las, é o incentivo necessário para continuar tentando a todo e qualquer custo. Se você diz para ela desistir porque não vai conseguir, isso gera uma espécie de "resposta desabafo" em forma de atitude. Ao ouvir essa sentença desanimadora a pessoa conclui: "pois eu vou mostrar a todos que eu consigo!". E realmente acaba conseguindo, mesmo... 

Aguardemos!!!

Shadow
@Shadowtweetando


0 comentários:

Postar um comentário

Regras para comentários: http://votalhada.blogspot.com.br/p/comentarios-regras.html